Joaquim Carreira das Neves

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Joaquim Carreira Marcelino das Neves [1] (Caranguejeira, 26 de junho de 1934Lisboa, 28 de abril de 2017) foi um padre franciscano e teólogo português.

Licenciado em Teologia, foi ordenado sacerdote em 1958, pertencendo à Ordem dos Frades Menores (Franciscanos)[2]. Ao longo da sua formação teológica, passou pela Pontifícia Universidade Antonianum e Pontifício Istituto Bíblico, em Roma, e pelo Instituto Bíblico da Flagelação, em Jerusalém. Defendeu a sua tese de doutoramento, na Pontifícia Universidade de Salamanca, sobre a Teologia na tradução grega dos setenta, no Livro de Isaías, em 1967. Foi professor catedrático da Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa, onde se jubilou em 2005. Foi igualmente membro da Academia das Ciências de Lisboa.[3]

Morreu a 28 de abril de 2017, no Seminário da Luz, em Lisboa, aos 82 anos de idade.[4]

Bibliografia seleccionada[editar | editar código-fonte]

  • A redenção à luz das narrativas da instituição da Eucaristia, 1984
  • A teologia da tradução grega dos Setenta no Livro de Isaías, 1973
  • A transmissão da mensagem de Cristo e a teoria das formas, 1971
  • Isaías 7, 14 no texto massoretico e no texto grego, [Sep. Didaskalia, 2, p. 79-112], 1972
  • Jesus de Nazaré, quem és Tu?, 1980
  • Jesus Cristo : história e fé, 1989
  • Qumran : Exegese histórica e teologia da salvação, 1971
  • Evangelhos sinópticos, 2002
  • Escritos de São João, 2004
  • As novas seitas cristãs e a bíblia, 1998

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.