Zé Eduardo (futebolista)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Zé Eduardo
Zé Eduardo
Zé Eduardo em 2011 atuando pelo Santos
Informações pessoais
Nome completo José Eduardo Bischofe de Almeida
Data de nasc. 29 de outubro de 1987 (28 anos)
Local de nasc. Promissão (SP), Brasil
Nacionalidade  brasileira
Altura 1,79 m
Destro
Apelido Zé Eduardo
Zé Love
Informações profissionais
Clube atual Brasil Vitória
Número 39
Posição Atacante
Clubes de juventude
0000–2004 Brasil Palmeiras
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2004–2007
2005
2005
2006
2006
2007
2007
2007–2008
2008
2008–2009
2009
2009
2009
2010–2011
2011–2014
2012–2013
2014
2015
2015
2016
2016–
Brasil Palmeiras
Brasil Portuguesa (emp.)
Brasil Atlético Paranaense (emp.)
Brasil Cruzeiro (emp.)
Brasil Villa Nova (emp.)
Brasil Ipatinga (emp.)
Brasil Sport (emp.)
Brasil Grêmio
Brasil Ferroviária (emp.)
Brasil Fortaleza
Brasil São Caetano (emp.)
Brasil América Mineiro (emp.)
Brasil ABC (emp.)
Brasil Santos
Itália Genoa
Itália Siena (emp.)
Brasil Coritiba (emp.)
China Shanghai Shenxin
Brasil Goiás
=Emirados Árabes Unidos Al-Shaab
Brasil Vitória
0016 0000(4)
0026 0000(9)
000? 0000(?)
0014 0000(5)
0018 0000(8)
0024 0000(9)
0012 0000(6)
0008 0000(3)
0010 0000(3)
0056 000(21)
0014 0000(1)
0010 0000(3)
0009 0000(3)
0081 000(26)
0010 0000(4)
0009 0000(2)
0040 0000(8)
0011 0000(1)
0015 0000(3)
0012 0000(4)
0005 0000(1)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 25 de setembro de 2016.

José Eduardo Bischofe de Almeida, mais conhecido como Zé Eduardo, ou Zé Love (Promissão, 29 de outubro de 1987) é um futebolista brasileiro que atua como atacante. Atualmente joga pelo Vitória.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Saiu ainda cedo de Promissão, no interior de São Paulo, para buscar a carreira de futebolista profissional. Jogou no Palmeiras, onde ganhou o apelido "Zé Love" , por na concentração ficar no mesmo quarto de Vagner Love. Dispensado, passou para a Portuguesa onde também não conseguiu demostrar seu bom futebol. Em seguida jogou em vários clubes: Villa Nova-MG, Sport, Grêmio, Ferroviária e Fortaleza. Em 2008 chegou ao São Caetano para disputa do Campeonato Paulista. Fez apenas um gol em 14 partidas. Depois foi para o América-MG para temporada de 2009. Saiu de Minas sem balançar as redes. Ainda em 2009 é apresentado no ABC para disputa do Campeonato Brasileiro. Em nove oportunidades,marca três gols, o que chama a atenção de times de São Paulo. No inicio de 2010, o jogador assina com o Santos e em 2016 assina com o Vitória.

Santos[editar | editar código-fonte]

No começo da temporada chegou como um jogador desacreditado, mas obteve boas atuações quando entrava durante as partidas.Contratado como meio-campista, ele se destacou marcando gols ao atuar como um segundo ou terceiro atacante. Começou a ganhar mais oportunidades, as vezes até ficando com a vaga de Marquinhos no time titular santista. Logo em 2010 já ganhou seu primeiro titulo com a camisa do Santos, o Campeonato Paulista de 2010. Foi também campeão da Copa do Brasil daquele ano. No Brasileirão foi um dos destaques do time santista marcando três gols em uma única partida contra o Fluminense, em pleno Engenhão. Fechou o ano em alta no time, e com um inicio de temporada fantástico sendo um dos artilheiros do Santos na conquista do Campeonato Paulista de 2011. Foi vendido ao Genoa da Itália por 13 milhões de reais (5,4 milhões de euros).

Como seu passaporte não ficou pronto a tempo e a janela do futebol europeu fechou, o jogador teve que esperar até agosto para aí sim ir para Itália. Mesmo encarando um jejum de 15 jogos sem balançar as redes, e perdendo duas chances de gol no seu último jogo com a camisa do Santos, na final de Libertadores contra o Penarõl, foi um jogador considerado chave no elenco santista. No dia 20 de junho deu sua última coletiva como jogador do Santos, e chorou ao lembrar momentos difíceis em sua carreira e das dificuldades que enfrentou antes de ficar famoso.

Genoa[editar | editar código-fonte]

Comprado por 13 milhões de reais e vestindo a camisa de numero 9, Zé Love fez sua estreia com a camisa do Genoa no dia 2 de dezembro de 2011 na derrota por 2x0 para o Milan de Robinho. Até agora jogou 8 partidas pelo clube italiano mas ainda não deixou sua marca.

Período de testes no Milan[editar | editar código-fonte]

Em 22 de agosto de 2012 foi divulgado que Zé Eduardo estava passando por um período de testes no Milan, também da Itália, visando uma possível transferência por empréstimo.[1] Apesar de já divulgada como certa por alguns meios,[2] a transferência fracassou já que os dois clubes não chegaram a um acordo.[3].

Siena[editar | editar código-fonte]

Em 31 de agosto de 2012, foi por empréstimo para o Siena.[4]

Coritiba[editar | editar código-fonte]

Foi confirmado pelo Coritiba no dia 8 de janeiro de 2014 até o fim de 2014.[5] Estreou em 27 de fevereiro de 2014, já marcando gol, contra o Operário-PR.[6]

Goiás[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 2015 foi contratado pelo Goiás.[7]Estreiou contra o Vasco, no dia 22 de agosto marcando, de bicicleta, o primeiro gol do Goiás na vitória por 3 x 0.

Al-Shaab[editar | editar código-fonte]

Em dezembro de 2015, acertou com o Al-Shaab, para a temporada de 2016.[8]

Vitória[editar | editar código-fonte]

No dia 2 de setembro de 2016, Zé Eduardo acertou com o Vitória, até o final de 2016.[9]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Palmeiras
Atlético-PR
Cruzeiro
Vila Nova-MG
Ipatinga
Sport
Fortaleza
América-MG
Santos

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]