NanoSatC-Br 2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Current event marker.png
Este artigo ou seção é sobre um satélite futuro.
A informação apresentada pode mudar com frequência. Não adicione especulações, nem texto sem referência a fontes confiáveis.
Nasa swift satellite.jpg
NanoSatC-Br 2
Missão
Operação Brasil INPE e CRS
Contratantes principais Brasil INPE, CRS e UFSM
Tipo de missão Tecnológico
Planeta orbitado Terra
Lançamento Planejado para 2015
Massa 2 kg
Elementos Orbitais

O NanoSatC-Br 2 é um microssatélite brasileiro, ele é o segundo CubeSat da série NanoSatC-Br[1] que está em execução no âmbito do Convênio do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), através de sua subunidade o Centro Regional Sul de Pesquisas Espaciais (CRS) com a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).[2][3]

Objetivo[editar | editar código-fonte]

Segundo informações, o NanoSatC-Br 2 será um CubeSat 2U que terá como objetivo duas missões no espaço, uma científica e a outra tecnológica.

Na missão científica o objetivo será coletar dados do campo magnético terrestre, principalmente na região da Anomalia Magnética da América do Sul.

Já na missão tecnológica o CubeSat do INPE/UFSM terá como objetivo testar em voo circuitos integrados projetados no Brasil com resistência à radiação espacial, e assim visar futuramente a utilização desses circuitos em missões de satélites brasileiros de maior porte.

A intenção é também o satélite ter um transponder para ser usado em radioamadorismo.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «NanosatC-BR». Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Consultado em 16 de maio de 2015 
  2. «NanoSatC-BR2». Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Consultado em 16 de maio de 2015 
  3. a b «NanoSatC-Br 2» (em inglês). Gunter's Space Page. Consultado em 16 de maio de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]