Amazônia-1B

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Current event marker.svg
Este artigo ou seção contém informações sobre um satélite futuro.
As informações neste artigo podem mudar com freqüência. Por favor, não adicione dados especulativos e lembre-se de colocar referências e fontes confiáveis ​​para atestar as informações citadas.
Nasa swift satellite.jpg


Amazônia-1B
Missão
Operação Brasil INPE
Contratantes principais Brasil INPE
Plataforma Plataforma Multimissão
Tipo de missão Observação da Terra
Planeta orbitado Terra
Massa 500 kg

O Amazônia-1B é um satélite de observação da Terra brasileiro que atualmente está sendo desenvolvido pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e será idêntico ao satélite Amazônia-1.[1]

Objetivo[editar | editar código-fonte]

O Amazônia-1B associado aos satélites da série CBERS (China Brazil Earth Resources Satellite), produzirá imagens com maior frequência e maior definição, adequadas para monitorar o ambiente e gerenciar recursos naturais.

Tais imagens poderão ser utilizadas em todo o mundo, pois o Brasil, através do INPE, adota a política de dados livres, considerados bens públicos e disponibilizados gratuitamente pela Internet.

Projeto[editar | editar código-fonte]

Este satélite juntamente com o Amazônia-1 serão os primeiros satélites de recursos terrestres totalmente desenvolvido no Brasil, e será construído com base na Plataforma Multimissão (PMM), uma plataforma de tamanho médio, que também foi desenvolvido pelo INPE e outras indústrias brasileiras, como parte do Programa Nacional de Atividades Espaciais (PNAE), coordenado pela Agência Espacial Brasileira (AEB).[1] A PMM é uma plataforma genérica para satélites na classe de 500 kg. Com massa de 250 kg, ela provê os recursos necessários, em termos de potência, controle, comunicação e outros, para operar, em órbita, uma carga útil de até 280 kg.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Amazônia 1, 1B» (em inglês). Gunter's Space Page. Consultado em 17 de maio de 2015 
  2. «Amazônia-1 será o primeiro satélite totalmente desenvolvido pelo Brasil». Inovação Tecnológica. Consultado em 17 de maio de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]