STS-51-F

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
STS-51-F
Insígnia da missão
Estatísticas da missão
Espaçonave Challenger
Lançamento 29 de Julho de 1985 21:00:00 UTC
39-A
Aterrissagem 6 de Agosto de 1985 19:45:26 UTC
-
Órbitas 127
Duração 7 dias, 22 horas, 45 minutos, 26 segundos
Altitude orbital 173 milhas náuticas (320 km)
Inclinação orbital 49,5 graus
Distância percorrida 3 283 543 milhas (5 284 350 km)
Imagem da tripulação
Na frente (sentados) E-D: Fullerton, Bridges, Atrás (em pé) E-D: England, Henize, Musgrave, Acton, Bartoe
Na frente (sentados) E-D: Fullerton, Bridges, Atrás (em pé) E-D: England, Henize, Musgrave, Acton, Bartoe
Último
Último
Próximo
Próximo

A STS-51-F foi a décima-nona missão a utilizar um ônibus espacial e a oitava missão da nave Challenger, que realizou experiências científicas em órbita com o Spacelab-2.

Tripulação[editar | editar código-fonte]

Parâmetros da missão[editar | editar código-fonte]

Principais fatos[editar | editar código-fonte]

A carga primária era composta pelo Spacelab-2. Apesar da abortagem em órbita, que requereu o replanejamento da missão, esta foi declarada como um sucesso. Uma parte especial do sistema modular Spacelab, o igloo, localizado na cabeça do vagão com três compartimentos, proveu suporte para os instrumentos montados. O objetivo primário da missão era verificar o desempenho dos sistemas do Spacelab, determinar as capacidades da interface do orbitador e medir o ambiente criado pela nave espacial. Os experimentos incluíam ciências biológicas, física do plasma, astronomia, astrofísica de alta-energia, física solar, física atmosférica e pesquisa de tecnologia.

O vôo marcou a primeira vez em que o Sistema de Instrumentos de Apontamento ESA (IPS) foi testado em órbita. Este instrumento de apontamento único foi desenvolvido com a precisão de um arco-segundo. Inicialmente, alguns problemas foram encontrados quando ele recebeu o comando de seguir o Sol, porém uma série de ajustes no software foram feitos e o problema foi corrigido.

A carga com a maior publicidade a bordo provavelmente era a Carbonated Beverage Dispenser Evaluation, um experimento onde ambas a Coca-Cola e a Pepsi tentaram tornar suas bebidas avaliáveis para os astronautas. Ambas soltaram gás em excesso em condições de microgravidade.

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Ocorreu em 29 de Julho de 1985 às 5:00:00 p.m. EDT. A contagem em 12 de Julho parou em T-3 segundos após uma ingnição do motor principal quando um mal-funcionamento da válvula de resfriamento número dois do motor principal do ônibus espacial (SSME) desligou os três motores principais. O lançamento em 29 de Julho atrasou em uma hora e 37 minutos devido a um problema com os uplink de update da mesa de manutenção. Com cinco minutos e 45 segundos de subida, o motor número um desligou-se prematuramente, resultando numa trajetória Abort To Orbit (ATO).

Aterrissagem[editar | editar código-fonte]

Ocorreu em 6 de Agosto de 1985 às 12:45:26 p.m. PDT na Runway 23 no Edwards Air Force Base, California. Distância de rolagem: 8,569 pés (2.612 km). Tempo de rolagem: 55 seconds. A missão estendeu-se por 17 revoluções para atividades extras com a carga devido ao abort-to-orbit. O veículo retornou ao KSC em 11 de Agosto, 1985.

Insignia da missão[editar | editar código-fonte]

A insígnia da missão foi desenvolvida pelo artista Skip Bradley, de Houston. O ônibus espacial Challenger é desenhado subindo no céu através das nuvens em busca de novos conhecimentos no campo das astronomias solar e estelar, com sua carga Spacelab 2. As constelações Leo e Orion estão nas posições em que elas se localizarão relativamente ao Sol durante o vôo. As dezenove estrelas significam que este será o décimo-nono vôo de um ônibus espacial.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre STS-51-F
Precedido por
STS-51-G
Programa de Ônibus espaciais
Sucedido por
STS-51-I