A Rosa Púrpura do Cairo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de The Purple Rose of Cairo)
Ir para: navegação, pesquisa
The Purple Rose of Cairo
A Rosa Púrpura do Cairo (PT/BR)
 Estados Unidos
1985 •  cor •  81[1] min 
Direção Woody Allen[2]
Produção Robert Greenhut
Roteiro Woody Allen
Elenco Mia Farrow
Jeff Daniels
Danny Aiello
Edward Herrmann
Van Johnson
Género Comédia romântica
Fantasia
Música Dick Hyman
Idioma inglês
Orçamento US$ 15 milhões
Receita US$ 10,631,333
Página no IMDb (em inglês)

A Rosa Púrpura do Cairo (no original em inglês The Purple Rose of Cairo) é um filme americano de 1985, do gênero comédia romântica fantasiosa, dirigido por Woody Allen.

Originalmente, seria Michael Keaton quem interpretaria o protagonista Tom Baxter/Gil Sheperd. O ator chegou a gravar algumas cenas como o personagem, mas como Allen não gostou do resultado, optou por chamar Jeff Daniels para substituí-lo. Inclusive, a companhia de teatro de Daniels, a "The Purple Rose Theatre Company", recebeu esse nome em homenagem ao filme.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Situado em uma área pobre de Nova Jersey, durante a Grande Depressão em 1935, Cecília, uma desajeitada garçonete que sustenta Monk, o marido bêbado e desempregado e que só sabe ser violento e grosseiro, costuma fugir da sua triste realidade assistindo a sessões seguidas de seus filmes prediletos. Ao assistir pela quinta vez o filme "A Rosa Púrpura do Cairo", produzido pela RKO Pictures, ela tem uma grande surpresa ao ver o herói protagonista Tom Baxter (atraído por ela ao vê-la lhe observando várias vezes) magicamente sair das telas em preto e branco da fita em vídeo para o mundo real e lhe oferecer uma nova vida repleta de gentileza e romantismo.

Elenco principal[editar | editar código-fonte]

  • Mia Farrow .... Cecilia
  • Jeff Daniels .... Tom Baxter / Gil Shepherd
  • Danny Aiello .... Monk
  • Irving Metzman .... administrador do cinema
  • Stephanie Farrow .... irmã de Cecilia
  • Edward Herrmann .... Henry
  • John Wood .... Jason
  • Deborah Rush .... Rita
  • Van Johnson .... Larry
  • Zoe Caldwell .... condessa
  • Eugene J. Anthony … Arturo
  • Karen Akers .... Kitty Haynes
  • Annie Joe Edwards .... Delilah
  • Milo O'Shea .... padre Donnelly

Elenco de dublagem brasileiro[editar | editar código-fonte]

Brasil Estúdio: Herbert Richers


Outras Vozes

Amaury Costa, André Filho, Carlos Seidl, Marco Antônio Costa, Mário Jorge de Andrade, Marlene Costa, Newton Martins, Sumára Louise, Viviane Faria.

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar 1986 (Estados Unidos)

Globo de Ouro 1986 (Estados Unidos)

  • Venceu na categoria de melhor roteiro.
  • Indicado nas categorias de melhor filme - comédia/musical, melhor atriz - comédia/musical (Mia Farrow) e melhor ator - comédia/musical (Jeff Daniels).

BAFTA 1986 (Reino Unido)

  • Venceu na categoria de melhor filme e melhor roteiro original.
  • Indicado nas categorias de melhor atriz (Mia Farrow) e melhores efeitos especiais.

Festival de Cannes 1985 (França)

  • Ganhou o Prêmio FIPRESCI.

Prêmio César 1986 (França)

Prêmio Saturno 1986 (Academy of Science Fiction, Fantasy & Horror Films, EUA)

  • Indicado nas categorias de melhor atriz (Mia Farrow), melhor diretor (Woody Allen), melhor filme de fantasia e melhor roteiro.

Prêmio Bodil 1986 (Dinamarca)

  • Venceu na categoria de melhor filme não europeu.

Referências

  1. «A Rosa Púrpura do Cairo, de Woody Allen». Recanto das Letras. Recantodasletras.com.br 
  2. «A Rosa Púrpura do Cairo». Cineplayers.com 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]