X-Men: Animated Series

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde março de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
X-Men
X-Men (PT/BR)
Informação geral
Formato Série de desenho animado
Duração Aprox. 22 minutos
Criador(es) Larry Houston
Frank Squillace
País de origem  Estados Unidos
Idioma original Inglês
Produção
Produtor(es) Marvel Comics
Saban Entertainment
Elenco Cedric Smith
Cathal J. Dodd
Norm Spencer
Iona Morris
Exibição
Emissora de televisão original Estados Unidos FOX
Formato de exibição 480i (SDTV) (1989-2009)
1080i (HDTV) (2009-presente)
Transmissão original 31 de Outubro de 1992 - 20 de Setembro de 1997
N.º de temporadas 5
N.º de episódios 76
Cronologia
Programas relacionados X-Men: Evolution

X-Men, também conhecida como X-Men: The Animated Series, é uma americana série animada de televisão que estreou em 31 de outubro de 1992 nos Estados Unidos na rede Fox.[1] O desenho fez um sucesso incrível na época, e foi o desenho de maior exibição na Fox, por abordar temas como: racismo, intolerância, intolerância religiosa, e homofobia. A série durou 5 temporadas, com um total de 76 episódios, encerrando sua exibição em 1997.

No Brasil, foi exibida pela Globo, na TV Colosso em meados dos anos 90, voltando a ser exibida na edição de sábado da TV Globinho até o mesmo ser substituído pelo programa TV Xuxa. A série voltou a ser exibida na TV Globinho diária por um curto período de tempo.

Produção[editar | editar código-fonte]

Em 1991, Margaret Loesch se tornou a chefe da rede Fox Kids.[2] Tendo defendido a criação da primeira série baseada nos X-men "Pryde of the X-Men" em 1989, ela foi rápida em encomendar 13 episódios de X-Men: The Animated Series.[3] X-Men era originalmente para estrear no fim de semana do Dia do Trabalho em setembro; devido a atrasos na produção, ele foi colocado para estrear no final de outubro. Quando a equipe de animação AKOM produziu no primeiro episódio, ele continha centenas de erros de animação, que AKOM se recusava a corrigir. Devido a limitações de tempo, o episódio foi ao ar de forma inacabada.[3] O segundo episódio foi terminado antes do prazo final, com 50 cenas em falta e apenas um único dia reservado para edição.[3] O episódio "Night of the Sentinels", que foi dividido em duas partes foi originalmente exibido como uma "prévia" em 31 de outubro. [3]

Devido aos atrasos na produção e erros de animação nestes dois episódios, a Fox rompeu o contrato com a AKOM.[3] Quando a Fox re-ajeitou o piloto no início de 1993, os erros foram corrigidos.[4] A série ganhou as melhores notas em toda a sua primeira temporada,[3] e foi renovada para uma segunda temporada de 13 episódios. X-Men se destaca como o show mais longo de duração com base em uma animação da Marvel Comics, com duração de 76 episódios. O segundo mais longo, estreou na década de 1990, a série animada Spider-Man, que durou 65 episódios.

Após o sucesso de bilheteria do live-action "X-Men: O Filme" no verão de 2000, a Fox começou a exibir reprises do desenho animado nas tardes de segunda a sexta. No início, apenas episódios que caracterizaram principalmente o conteúdo no filme foram transmitidos. Mais tarde, a série foi ao ar na ordem correta, mas foi retirada do ar no início de 2001. Logo depois, a ABC Family e a Toon Disney passaram a exibir reprises da série, devido a parceria da Disney com a Saban Entertainment. X-Men foi retirado do ar novamente depois da Toon Disney ser substituída pelo Disney XD.

Elenco e personagens[editar | editar código-fonte]

Elenco principal[editar | editar código-fonte]

Elenco recorrente[editar | editar código-fonte]

Personagens menores[editar | editar código-fonte]

Episódios[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Primeira temporada (1992/93) - 13 episódios[editar | editar código-fonte]

Ao resgatarem uma jovem mutante chamada Jubileu, os X-Men travam contato com os Sentinelas, robôs criados para capturar mutantes. Magneto ataca uma base de mísseis e uma indústria química para se vingar do humanos. Wolverine reencontra seu antigo inimigo, Dentes-de-Sabre. Scott Summers e Jean Grey são sequestrados pelos Morlocks, mutantes de aparência desagradável que se exilaram nos túneis de New York. Tempestade, Gambit e Jubileu são mantidos como escravos na ilha de Genosha. Vampira procura pela Cura Mutante, e Apocalipse cria seus Quatro Cavaleiros e ataca a humanidade. Os X-Men confrontam o Fanático. Um viajante do futuro, Bishop vem para impedir que o assassinato do Senador Kelly leve a um futuro terrível para humanos e mutantes. Magneto se alia aos X-Men para impedir que as Sentinelas, comandadas pelo Molde-Mestre dominem a humanidade.

Segunda temporada (1993/94) - 13 episódios[editar | editar código-fonte]

Scott e Jean se casam, mas são atraídos para uma armadilha do Sr. Sinistro. Morfo reaparece. Tempestade enfrenta o Rei das Sombras. Wolverine combate a Tropa Alfa. Ômega Vermelho é libertado e tenta impor seu domínio sobre os ex-países soviéticos. Gambit retorna a sua terra natal para ajudar seu irmão. Bishop retorna do futuro para impedir a Peste, mas outro viajante do futuro, Cable, tenta impedi-lo. Vampira recupera as memórias de seu passado e precisa enfrentá-lo. Os X-Men precisam lidar com as atividades terroristas e racistas dos Amigos da Humanidade. Mojo sequestra os X-Men para uma outra dimensão. Magneto e Xavier chegam a Terra Selvagem onde, ao lado dos X-Men, precisam impedir os planos do Sr. Sinistro, de criar os super-mutantes.

Terceira temporada (1994/95) - 19 episódios[editar | editar código-fonte]

Os Morlocks encontram uma nave alienigena nos túneis de New York e libertam o Devorador de Almas. Erick, o Vermelho, servo do Império de Shi'ar, domina uma estação espacial terrestre. Jean, ao tentar salvar os X-Men durante uma aterrissagem, ressurge como a Fênix. A princesa Lilandra do Império de Shi'ar, foge para o Sistema Solar, com o Cristal de M'kraam; impedindo assim os planos de seu irmão, o Imperador D'ken, de usar seu poder para dominar todo o Universo. Os X-Men conhecem os Piratas Siderais. Fênix se sacrifica para selar o poder do cristal e derrotar D'ken. Scott retorna ao orfanato onde foi criado. Warren, o Arcanjo, fica obcecado em destruir Apocalipse. Longshot lidera uma rebelião de escravos na outra dimensão. Bobby Drake procura por sua amada Lorna, e os X-Men conhecem o X-Factor. Na Terra Selvagem, Sauron, obedecendo os planos de Garokk, sequestra Tempestade. Jean não consegue se livrar da entidade Fênix e o Clube do Círculo Menor resolve dominar a mente dela para usá-la em seus propósitos. Surge a Fênix Negra que após derrotar os X-Men e os membros do Clube, parte para o espaço e consome a energia de uma estrela. De volta à Terra, Fênix Negra é derrotada momentaneamente pelos X-Men, mas a Imperatriz Lilandra de Shi'ar vêem a Terra para levar Jean e executá-la, por ser uma ameaça a todo o Universo. Os X-Men e a Guarda Imperial de Shi'ar travam um duelo pelo destino de Jean. Porém no fim fênix desiste de jean, porém com o passar da série percebe-se, que háverá uma possivel continuação da história de jean e fênix.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Em 2009, o portal IGN elegeu a série como a 13ª melhor série animada de todos os tempos.[6]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Se(c)ções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • O episódio A Cura da primeira temporada mostra pela primeira vez a ideia de uma "cura" para os mutantes, muito antes de Joss Whedon colocar a ideia nos quadrinhos dos mutantes e da ideia aparecer no filme X-Men 3: O Confronto Final.
  • A identidade Morfo não fazia parte das HQs na época, somente anos depois foi inserida [Morfo tinha feito sua primeira aparição X-Men vol. 1 #35 (Agosto de 1967), mas com o nome de Changeling].
  • Depois que a série parou de ser transmitida no Estados Unidos, lançaram um título semanal chamado The New Adventures of X-Men contando a história de onde parou.
  • Na dublagem brasileira vários foram os erros na tradução dos personagens. O vilão Ômega Vermelho, os membros da Tropa Alfa Pigmeu, Estrela Polar e Aurora tiveram seus nomes mantidos no original inglês, enquanto Guardião, personagem importante do passado de Wolverine, foi erroneamente chamado "Vindicator" (na realidade, a esposa dele, Heather Hudson é quem usaria tal codinome ao substituí-lo na tropa). A vilã Lady Letal, porém, teve seu nome equivocadamente traduzido e figurou na série com a alcunha de "Dama da Morte".
  • No Japão, o desenho teve duas aberturas em anime.

Referências

  1. «Top 10 Comic to TV Adaptations». IGN [S.l.: s.n.] Consultado em 2010-08-15. 
  2. «Kids vet Margaret Loesch to run Hasbro-Discovery cable network». Los Angeles Times [S.l.: s.n.] July 16, 2009. Consultado em 11 May 2011. 
  3. a b c d e f Mangels, Andy (August 1993). «Scorching the Screen». Wizard: X-Men Turn Thirty [S.l.: s.n.] pp. 70–73. 
  4. «DRG4's Exclusive X-Men Cartoon Pilot Differences». drp4.wariocompany.com. Consultado em 2008-01-17. 
  5. «Marvel Animation Age». Marvel.toonzone.net. Consultado em 2011-12-06. 
  6. «13. X-Men» (em inglês). IGN. Consultado em 18 de março de 2013. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]