Caprinae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde janeiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Como ler uma caixa taxonómicaCaprinae
CapraIbex-3.jpg

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Artiodactyla
Família: Bovidae
Subfamília: Caprinae
Gray, 1821
Géneros

Caprinae é uma sub-família da família Bovidae que inclui bodes domésticos e cabras, ovelhas, íbexes, entre outros. O adjectivo referente ao grupo é capríneo. A criação desse tipo de animal pode ser denominada de caprinocultura, para as cabras, ou ovinocultura, para as ovelhas.

O grupo surgiu no Miocénico mas só se tornou diversificado durante a última Idade do Gelo, quando muitos dos seus membros ocuparam habitats marginais como tundras, regiões sub-árticas ou desérticas. Os caprinos têm geralmente uma constituição robusta e são bastante flexíveis na sua alimentação, podendo consumir quase todos os tipos de matéria vegetal.

A maioria das espécies da Era Glacial estão extintas, maior parte provavelmente por causa da interação humana. Das espécies sobreviventes:

  • cinco são classificados como em perigo de extinção;
  • oito como vulneráveis;
  • sete até agora necessitam medidas de conservação mas o risco é mais baixo; e
  • sete espécies estão seguras.

Os membros do grupo variam consideravelmente em tamanho, de 1 metro do Goral Cinzento, Nemorhaedus goral, para mais de 2.5 metros do boi-almiscarado, e de 30 kg para mais de 350 kg. Bois-almiscarados em cativeiro podem passar de 650 kg.

No estilo de vida, os caprinos caem em duas classes, os defensores do recurso que são territoriais e defendem uma pequena área rica em alimentos de outros membros da mesma espécie, e os pastadores, que juntam-se em rebanhos e vagueiam livremente sobre uma área maior, geralmente relativamente infértil.

Os defensores do recurso são um grupo mais primitivo: tendem a ser menores no tamanho, escuros na coloração, os machos e as fêmeas são razoavelmente iguais, orelhas tasseladas, uma crina longa, e chifres em forma de adaga. Os pastadores evoluíram mais recentemente. Tendem a ser maiores, altamente sociais, e demarcar melhor os territórios com glândulas odoríferas, evoluíram altamente nos comportamentos de dominância. Não há nenhuma linha divisória entre os grupos, apenas um continuidade iniciando nos Serows e terminando em carneiros, cabras verdadeiras, e bois-almiscarados.

É pensado que os antepassados dos carneiros e das cabras modernas moveram-se para regiões montanhosas: os carneiros tornaram-se ocupantes especializados das elevações e das planícies próximas, e de pular e escalar para defender-se dos predadores; cabras adaptaram-se ao terreno muito íngreme onde os predadores estão em desvantagem.

Classificação[editar | editar código-fonte]

Carneiro-Bárbaro (Ammotragus Lervia)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons
Wikispecies Diretório no Wikispecies


Ícone de esboço Este artigo sobre artiodáctilos, integrado no Projeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.