Chiru

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaChiru
Procapra picticaudata.jpg

Estado de conservação
Status iucn3.1 EN pt.svg
Em perigo
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Artiodactyla
Família: Bovidae
Subfamília: Pantholopinae ou Antilopinae ou Caprinae (em discussão)
Género: Pantholops
Hodgson, 1834
Espécie: P. hodgsonii
Nome binomial
Pantholops hodgsonii
(Abel, 1826)
Distribuição geográfica
Pantholops hodgsonii distribution.png

O chiru (do tibetano Chiru) ou antílope-tibetano (Pantholops hodgsonii) é um bovídeo de tamanho médio que tem 1,2 metros de altura. É nativo do platô tibetano incluindo a Província Autônoma do Tibete, de Qinghai, e a província de Xinjiang na China; na Índia próximo à Ladakh e oeste do Nepal. O seu pêlo é cinzento a marrom-avermelhado, com o ventre branco. Os machos têm os chifres curvados para trás, e que medem aproximadamente 50 cm de comprimento.

Apesar de estar classificado na subfamília Antilopinae, as evidências morfo-anatômicas e moleculares recentes sugerem que o Chiru está mais pròxima às cabras e à subfamília Caprinae (Gentry 1992, Gatesy et al. 1992, Ginsberg et al. 1999). Alguns pesquisadores o classificam como sendo da subfamília Pantholopinae, juntamente com a Saiga.

Ele é gregário, às vezes formam rebanhos de centenas. As fêmeas, no verão, migram até 300 quilômetros à cada ano para ir ao lugar onde nasceram, onde dão geralmente o nascimento a uma única cria, e voltam no outono tardio para reunir-se com os machos nos territórios onde passam o inverno (Schaller 1998). Eles vivem nas estepes elevadas das montanhas e nas áreas de semi-deserto do platô tibetano tais como Kekexili, onde alimentam-se de várias espécies de ervas e de grama. A vida média é de aproximadamente oito anos.

Eles estão ameaçados de extinção, devido à caça, sua é extremamente cara e de alta qualidade.

É também um dos 5 mascotes oficiais das Olimpíadas de 2008 de Pequim, China.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Gatesy, J., D. Yelon, R. DeSalle, and E. Vrba. (1992). Phylogeny of the Bovidae (Artiodactyla, Mammalia), based on mitochondrial ribosomal DNA sequence. Mol. Biol. Evol. 9: 433–446.
  • Gentry, A. (1992). The subfamilies and tribes of the family Bovidae. Mammal Review 22:1–32
  • Ginsberg, J. R., G. B. Schaller, and J. Lowe. (1999). Petition to list the Tibetan antelope (Pantholops hodgsonii) as an endangered species pursuant to the U.S. Endangered Species Act of 1973. Wildlife Conservation Society and Tibetan Plateau Project.
  • (em inglês) Mallon (2003). Pantholops hodgsonii. 2006 IUCN Red List of Threatened Species. IUCN 2006. Acesso a {{{data}}}.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre artiodáctilos, integrado no Projeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.