Globo Rural

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Globo Rural
Informação geral
Formato Programa jornalístico
Gênero Agronegócio
Duração 30 Minutos (semanal)
60 Minutos (dominical)
País de origem  Brasil
Idioma original (português brasileiro)
Produção
Diretor(es) Ali Kamel (DGJE)
Silvia Faria (CGJ)
Diretor(es) de criação Humberto Pereira
Gabriel Romeiro
Lucas Battaglin
Produtor(es) Bárbara Bom Angelo
Camila Miguel
Mariana Fontes
Co-produtor(es) Kica Tomaz
Editor(es) Sérgio Coelho
Eliane Deák
Eliana Rabelo
Mariana Romão
Pedro Alcaide
Fernando Schwarz
Beatriz Balsini
Kica Tomaz
Apresentador(es) Edição diária:
Ana Paula Campos
Edição dominical:
Helen Martins
Nélson Araújo
Eventuais:
Cristina Vieira (semanal)
Elenco José Hamilton Ribeiro
Ivaci Matias
Ana Dalla Pria
Priscila Brandão
Vico Iasi
César Dassie
Camila Marconato
Tema de abertura Luzeiro - Almir Sater (1989-1995)
Instrumental (1980-1989/1995-presente)
Tema de
encerramento
Luzeiro - Almir Sater (1989-1995)
Instrumental (1980-1989/1995-presente)
Compositor da música tema Almir Sater
Empresa(s) de produção Central Globo de Jornalismo
Localização São Paulo, SP
Exibição
Emissora de
televisão original
Brasil Rede Globo
Formato de exibição 480i (SDTV)
1080i (HDTV)
Transmissão original Dominical: 6 de janeiro de 1980 (34 anos) — presente
Diária: 9 de outubro de 200028 de novembro de 2014 [14 anos]
Cronologia
Programas relacionados Globo Rural

Globo Rural é um telejornal rural matutino brasileiro, produzido e exibido pela Rede Globo nas manhãs de segunda à sexta-feira e aos domingos. Retrata o universo do campo, apresentando notícias que interessam ao agricultor, como a previsão do tempo, eventos sobre agropecuária, receitas e dicas de tratamento de espécies animais e vegetais. Estreou em 6 de janeiro de 1980 sob o comando de Carlos Nascimento. Atualmente é apresentado por Nélson Araújo e Helen Martins aos domingos, às 8h00, e por Ana Paula Campos de segunda a sexta-feira, às 6h00 (5h45 para o RJ e SP).

História[editar | editar código-fonte]

O programa começou em 1980 com a apresentação de Carlos Nascimento, sendo o primeiro do gênero no Brasil. A primeira matéria internacional foi sobre um cultivo de maçãs na Argentina. Com o sucesso do programa foi criada em 1985 a revista Globo Rural. Em 1999, o programa chegou a sua milésima edição.

No dia 9 de outubro de 2000, o Globo Rural ganhou a sua versão diária com apresentação de Rosana Jatobá.[1] Em abril de 2003, a jornalista Priscila Brandão assumiu a apresentação do programa. Kelly Varraschim assumiu a apresentação em julho de 2007 durante um período de licença da jornalista Priscila Brandão. Atualmente quem apresenta o Globo Rural diário é Ana Paula Campos.

Em 25 de abril de 2010, a atração ganhou novos cenários que visam atrair, cada vez mais, o telespectador ao programa. Cada cor do novo cenário simboliza os quatro elementos da natureza: o marrom e o verde simbolizam a terra; o azul do céu simboliza o ar; o amarelo e o avermelhado do horizonte simbolizam o fogo; e a água é representada pelo azul presente na bancada do telejornal.

Em 02 de dezembro de 2013, o Globo Rural passou a ser exibido em alta definição, bem como todos os telejornais e programas jornalísticos da emissora.

Em 27 de abril de 2014, o "Globo Rural" ganhou um novo cenário com muitas novidades como um telão touchscreen de 65 polegadas que integra o novo espaço dos apresentadores Nelson Araújo e Helen Martins (edição de domingo) e de Ana Paula Campos (edição de segunda a sexta), trazendo uma releitura dos 34 anos de história do programa.

Em 08 de outubro de 2014 foi anunciada o fim da edição diária do jornalistico, que será substituída no dia 1º de dezembro de 2014 pelo Hora Um da Notícia. [2] [3] [4]

Edições[editar | editar código-fonte]

Diária[editar | editar código-fonte]

Apresentado por Ana Paula Campos, o Globo Rural diário é exibido pela emissora às 6h00 de segunda a sexta-feira, com 30 minutos de duração. Contando com a previsão do tempo de Eliana Marques, a edição diária tem a missão de levar ao telespectador as primeiras informações do campo, juntamente com as cotações dos produtos agrícolas e a previsão do tempo e da chuva para o dia em questão e para a próxima semana. O jornalístico ainda exibe, durante a semana, o modo de fazer de diversas receitas da área rural. Durante a licença-maternidade de Ana Paula Campos o Globo Rural esta sendo apresentado por Cristina Vieira, e eventualmente por Fábio Turci. Nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo, o programa começa às 5h45, em função do Bom Dia Rio e do Bom Dia São Paulo terem 15 minutos a mais do que os jornais das demais emissoras e afiliadas da Globo.

Dominical[editar | editar código-fonte]

Apresentado por Nélson Araújo e Helen Martins, o Globo Rural semanal é exibido aos domingos, às 8h00 da manhã, com 60 minutos de duração, indo ao ar logo após o Pequenas Empresas & Grandes Negócios. O programa recebe cartas de seus telespectadores, que pedem informações sobre o campo, formas de plantação, formas de alimentação etc. Vico Iasi, Evaristo Costa, Priscila Brandão e Cristina Vieira são os apresentadores eventuais do telejornal dominical. O principal repórter do programa é José Hamilton Ribeiro.

Audiência e repercussão[editar | editar código-fonte]

Em sua edição dominical, o programa é líder de audiência no Painel Nacional da Televisão (PNT) do Ibope, com 9 pontos de média e 43% de participação em abril de 2010; o programa é mais assistido por pessoas de faixa etária entre 25 e 49 anos (44%), por mulheres acima de 18 anos (46%), e a maioria de seu público nacional pertence à classe C (50%) contra 20% das classes D e E, e 30% das classes A e B.[5]

Em sua edição diária o programa briga décimo a decimo com o Jornal do SBT Manhã, geralmente é líder de audiência no PNT, com 5 pontos de média e 44% de participação em abril de 2010; o programa é mais assistido por pessoas de faixa etária entre 25 e 49 anos (45%), por mulheres acima de 18 anos (44%), e a maioria de seu público nacional pertence à classe C (50%) contra 24% das classes D e E, e 26% das classes A e B.[6]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]