Paladar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
ANATOMIA DO CORPO HUMANO
Cinco sentidos
olfato | paladar | visão | tato | audição
Aparelho digestivo
boca | faringe | esófago | estômago
intestino delgado | intestino grosso
fígado | pâncreas | reto | ânus
Aparelho respiratório
nariz | faringe | laringe | traqueia | pulmão
brônquio | alvéolo pulmonar | diafragma
Aparelho circulatório
coração | artéria | veia | capilar
sangue | glóbulos brancos
Aparelho urinário
rim | ureter | bexiga | uretra
Sistema nervoso
cérebro | cerebelo | medula espinhal
meninges | bulbo raquidiano
Sistema endócrino
hipófise | paratireoide | tireoide | timo
suprarrenal | testículo | ovário | amígdala
Aparelho reprodutor
ovário | trompa | útero | vagina
testículo | próstata | escroto | pênis
Estrutura óssea
crânio | coluna vertebral | fêmur | rádio
tíbia | tarso | falange
Papila gustativa

O paladar ou gustação é um dos cinco sentidos. É a capacidade de reconhecer os gostos de substâncias colocadas sobre a língua. Na língua, existem as papilas gustativas que reconhecem substâncias do gosto e enviam a informação ao cérebro. Mas o tecto da boca (o palato) também é sensível aos gostos. Existem cinco sabores bem aceitos: o amargo, o ácido, o salgado, o doce e o umami[1] , e há o debate se também há os sabores de ácidos graxos[2] e cálcio[3] .

A língua também possui terminações nervosas livres que, quando em contato com substâncias como a capsaicina, percebem os compostos químicos. Ao conjunto das sensações de gosto e aroma dá-se o nome de sabor. É por isso que, quando estamos resfriados, a comida nos parece sem sabor, embora o seu paladar continue presente. As substâncias do gosto se ligam (aminoácidos e adoçantes) ou penetram (íon hidrogênio e íon sódio) na célula sensorial desencadeando um processo que resulta na liberação de neurotransmissores. Os padrões de sinais gerados e transmitidos até o cérebro a partir da liberação desses neurotransmissores permitem a identificação do tipo de gosto.

Os receptores envolvidos neste sentido são células que se agrupam nas chamadas papilas gustativas. As papilas gustativas se espalham em concentrações diferentes por toda a língua, e estão presentes, ainda que em menor número, até no céu da boca, garganta, esôfago e nariz; suas concentrações variam consideravelmente de indivíduo para indivíduo[4] . Isso significa que, ao contrário da lenda popular, a língua percebe sabores diferentes de forma razoavelmente igual por toda a sua extensão.[5]

Quando determinada substância não provoca reações sensitivas nos órgãos do paladar, diz-se que é insípida.

Referências

  1. Halpern, Bruce P.. (2002). "What's in a Name? Are MSG and Umami the Same?". Chemical Senses 27 (9).
  2. Mattes, Richard D.. (2009). "Is There a Fatty Acid Taste?". Annual Reviews 29.
  3. American Chemical Society. (2008). "That Tastes ... Sweet? Sour? No, It's Definitely Calcium!". ScienceDaily.
  4. Elizabeth Bernays, Reginald Chapman. Taste Bud Enciclopedia Britannica.
  5. Wanjek, Christopher. (2006). "The Tongue Map: Tasteless Myth Debunked". Live Science.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Wikcionário
O Wikcionário possui o verbete paladar.
  • Smith, D. V. and Margolskee, R. F. Making Sense of Taste. Scientific American, 2001, 284, 32-39