Shoshenk I

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Shoshenk I ou Sheshonk I foi o primeiro faraó e fundador da XXII dinastia egípcia. Ele pertencia a uma família Líbia de Bubástis (atual Tell Basta) que tinha tido grande importância e influência antes de Shoshenk ascendido ao poder.

Para tentar centralizar o poder retirando o poder da mão dos sacerdotes, que faziam reinados não ligados ao poder principal, Shoshenk extinguiu a linhagem dos sumos-sacerdotes e instalou seu filho em Tebas [1] . Esse precedente foi seguido pelos seus sucessores, porém Tebas só foi integrada completamente ao país 300 anos mais tarde.

Shoshenk empreendeu uma campanha na Palestina a invadindo no reinado do Rei Roboão, registrada em alguns relevos de Karnak, reatou relações com Biblos, o tradicional parceiro comercial egípcio na costa fenícia, aumentando a prosperidade no início da dinastia.

Titulatura[editar | editar código-fonte]

Nome de Sa-Rá
Hieroglifo
nswt&bity
<
i mn
n
N36
M8
M8
n
q
>
Transliteração Mry-Jmn Ššnq
Transliteração (ASCII) mry-jmn shshsnq
Transcrição Shoshenk meriamun
Tradução "Shoshenk, o amado de amon."
Nome de Nesut-bity
Hieroglifo
G39 N5
 
<
ra S1 xpr ra stp
n
>
Transliteração ḥḏ-ḫpr-Rˁ stp-n-Rˁ stpn-jmn
Transliteração (ASCII) hD-xpr-ra stp-n-ra stp.n-imn
Transcrição Hedjkheper-rá Setepen-rá Setepen-amun
Tradução "A manifestação luminosa de . O eleito de Rá, o elito de Amon."

Notas e referências

  1. Grandes Impérios e Civilizações - O Mundo Egípcio Vol. 1 pg. 48 - Tradução de Maria Emília Vidigal, Edições del Prado (Brasil e Portugal), 1996
Precedido por
Psusennés II
Faraó
XXII dinastia
Sucedido por
Osorkon I
Ícone de esboço Este artigo sobre um Faraó é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.