Visual novel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Visual novels (ビジュアルノベル, bijuaru noberu?) é um gênero de jogos de videogame e PC bastante comum no Japão.

São jogos focados no enredo, nos quais o jogador acompanha uma história por meio de textos, músicas e imagens, e, em alguns raros casos, cenas gravadas com atores reais. Em momentos-chaves desses jogos o jogador deve decidir que caminho o protagonista deve seguir e, desta forma, o jogo avança. O desenvolvimento da trama destes jogos costuma depender das escolhas que os jogadores fazem durante o jogos. São como filmes ou livros interativos;[1] daí o nome "visual novel".

Exemplo de Visual Novel protagonizado pela Wikipe-tan

Exemplos de visuals novels conhecidas são as séries Tsukihime e Fate/Stay Night, ambos da empresa Type-Moon, Clannad e Air, ambos da empresa Key, Higurashi no Naku Koro ni e Umineko no Naku Koro ni, ambos do grupo 07th Expansion, e Phoenix Wright: Ace Attorney e todos seus sucessores, da Capcom.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Visual Novels são distintos dos outros tipos de jogos pela sua mínima e peculiar jogabilidade; resumindo-se apenas em precisar clicar para avançar no texto, acompanhados por gráficos referente às situações ocorridas e trilha sonora.

A maioria deles têm um seguimento múltiplo da história e consequentemente vários finais que dependem da opção selecionada pelo jogador (e em alguns casos, escolhendo uma opção "errada" resulta em um Game Over). Algumas exceções não chegam a ter essas opção, sendo centrada em apenas uma única história, como em Planetarian.

Embora algumas Visual Novels tentem integrar outros elementos que exijam mais a interatividade do jogador, como por exemplo, em Symphonic Rain, requerindo que se toque instrumentos musicais e só podendo avançar ao ter uma boa graduação, mas, como no exemplo citado, são sempre relativos à história do jogo.

Estilo[editar | editar código-fonte]

No geral, Visual Novels são narradas pelo protagonista (na primeira pessoa) e dividida em dias ou capítulos que acompanham-o desde a hora em que acorda até o final do dia. Embora existam exceções, como por exemplo, Saya no Uta, no qual não existem divisões notáveis do tempo e o ocorre mudanças de narrador.

Nas características gráficas, costumam ser compostas por um fundo genérico, referente ao cenário onde determinado fato ocorre, junto da sprite das personagens que estão no ponto de vista do narrador e, em certos momentos especiais, CGs: imagens mais detalhadas que foram desenhadas especialmente para definir os elementos da cena em questão, normalmente são armazenadas e, inclusive, algumas são desbloqueaveis, o que motiva rejogá-lo e tentar tomar diferentes decisões.

Gênero e Conteúdo[editar | editar código-fonte]

Muitas Visual Novels são centradas em temas românticos, embora outros temas como ficção científica, fantasia e terror não são muito raros.

Tradicionalmente nos jogos para PC, principalmente os criados por grupos amadores, costumam ter cenas eróticas e demais fanservice. Embora os de outros consoles costumam ser feitos voltados para todas as idades. Em alguns casos ainda, como em Little Busters!, têm uma produção inicial sem conteúdo adulto e apenas depois é lançado outra com este. E alguns nunca chegam a tê-lo, como em Umineko no Naku Koro ni.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]