23 (álbum)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
23
Álbum de estúdio de Jorge Ben Jor
Lançamento 1993
Gravação junho a outubro de 1993
Estúdio(s) Bebop (São Paulo), Mosh (São Paulo), Synth (Rio de Janeiro) e Impressão Digital (Rio de Janeiro)
Gênero(s) Samba-rock
Duração 50:43
Idioma(s) Português
Formato(s) LP e CD
Gravadora(s) Warner Music
Produção Pena Schmidt
Cronologia de Jorge Ben Jor
Ben Jor
(1989)
Homo Sapiens
(1995)

23 é o vigésimo quarto álbum de estúdio do cantor brasileiro Jorge Ben Jor e o terceiro pela gravadora Warner Music. Foi lançado em LP e também no formato CD em 1993.

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. Alcohol (Jorge Ben Jor) 6:02
  2. Eu Sou Cruel (Jorge Ben Jor) 4:38
  3. Engenho de Dentro (Jorge Ben Jor) 5:16
  4. Moça Bonita (Jorge Ben Jor) 4:47
  5. Mulheres no Volante (Jorge Ben Jor) 3:56
  6. Cowboy Jorge (Jorge Ben Jor) 4:30
  7. Bumbo da Mangueira (Jorge Ben Jor) 4:32
  8. Princesa (Jorge Ben Jor) 5:15
  9. Goleiro (Eu Vou lhe Avisar) (Jorge Ben Jor) 5:25
  10. Spirogyra Story (Jorge Ben Jor) 6:22

Músicos[editar | editar código-fonte]

  • Jorge Ben Jor: voz, guitarras, percussão, cuíca em "Princesa" e arranjos de base
  • Tim Maia: bateria e voz em "Moça Bonita"
  • Bi Ribeiro: baixo em "Moça Bonita", "Cowboy Jorge"
  • Paulo Calasans: órgão em "Eu Sou Cruel", teclados em "Alcohol" e "Moça Bonita", caixas e loops em "Alcohol"
  • Doriana Mendes: vocais em "Cowboy Jorge", "Bumbo da Mangueira" e "Spyrogyra Story"
  • Roberta Little: vocais em "Cowboy Jorge" e "Bumbo da Mangueira"
  • Nina Pancevski: vocais em "Spyrogyra Story"
  • Lu Medeiros: vocais em "Spyrogyra Story"
  • Rita Peixoto: vocais em "Spyrogyra Story"

A Banda do Zé Pretinho[editar | editar código-fonte]

  • Eduardo Helbourn: bateria, percussão e vocal
  • Ed Ferro: baixo e vocal
  • Lori Cesar: piano e vocal
  • Nenen da Cúíca: percussão
  • Yose Africano: percussão

Grêmio Recreativo Amigos do Samba-Rock, Funk e Soul[editar | editar código-fonte]

  • Skowa: vocal, baixo em "Princesa" e segunda guitarra em "Engenho de Dentro"
  • Azael Rodrigues: bateria e arranjos de metais em "Princesa" e "Engenho de Dentro"
  • Carlos Vasconcelos: baixo em "Engenho de Dentro"
  • Hernani Sales: percussão
  • Ligeirinho: percussão
  • Pichu: percussão
  • Paulo "Binga": percussão
  • Eduardo Cabello: guitarra (ensaio)
  • Sergio Lyra: sax alto em "Princesa" e "Engenho de Dentro"
  • Zézinho Mutarelli: trompete em "Princesa" e "Engenho de Dentro"
  • Chiquito: trombone em "Princesa" e "Engenho de Dentro"
  • Cláudio Bone: vocal
  • Paula Lima: vocal
  • Tutti: vocal
  • Izzy Gordon: vocal
  • Waldir de Carvalho: vocal
  • Maurício Pereira: vocal
  • Theo Werneck: vocal

Suíte Combo[editar | editar código-fonte]

  • Wilson Simoninha: vocal e teclados em "Mulheres No Volante"
  • João Marcelo Bôscoli: bateria, programação de bateria, teclados adicionais e arranjos de metais e sintetizadores em "Mulheres No Volante"
  • Bruno Bona: teclados e programação de computador, synths baixo e arranjos de metais e sintetizadores em em "Mulheres No Volante"
  • J.J.: teclados em "Mulheres No Volante"

Os Metais do Rio[editar | editar código-fonte]

  • Zé Carlos: sax em "Eu Sou Cruel" e "Cowboy Jorge"
  • Serginho Trombone: trombone e arranjos de metais em "Eu Sou Cruel" e "Cowboy Jorge"
  • Paulinho: trompete em "Eu Sou Cruel" e "Cowboy Jorge"
  • Bidinho: trompete em "Eu Sou Cruel" e "Cowboy Jorge"

Os Metais de SP[editar | editar código-fonte]

  • Gil: trompete em "Mulheres No Volante"
  • Proveta: sax em "Mulheres No Volante"
  • Ubaldo: sax em "Mulheres No Volante"
  • François: trombone em "Mulheres No Volante"

Ficha Técnica[editar | editar código-fonte]

  • Produção: Pena Schmidt
  • Gravado entre junho e outubro de 1993
  • Estúdios de gravação: Bebop (SP), Mosh (SP), Synth (RJ) e Impressão Digital (RJ)
  • Engenheiro de som Bebop : Wilson Gonçalbes
  • Engenheiro de som Mosh: Luís Paulo Serafim
  • Engenheiros de som Synth: Marcio Menescal e Alexandre Moreira
  • Engenheiro de som Impressão Digital: Marcos Sabóia e Geraldo Tavares
  • Assistente Bebop: Beto Machado
  • Assistentes Mosh: Sidney Garcia e André Bart
  • Assistente Synth: Marcelo Da Lua
  • Assistentes Impressão Digital: Marcelo Hoffer, Gus Magalhães e Marcos Vicente
  • Mixado nos estúdios Impressão Digital (RJ) e Mosh (SP)
  • Masterização no estúdio Magic Master (RJ): Ricardo Garcia e Paulo Junqueiro
  • Masterização no estúdio Microservice (RJ): Luís Carlos Hoffer
  • Capa: W/Brasil
  • Fotos: Klaus Mitteldorf e Fábio Ribeiro
  • Chapéu: Jacques Cousteau
  • Diretor de criação: Gabriel Zellmeister
  • Assistentes de arte: Regina Yuki N. e Letícia Madruga Muller
  • Assistente da produção: Leonardo Teixeira
  • Supervisão: Sérgio Bittencourt
  • Assistente: José Paiva
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.