Camaquã (Porto Alegre)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Camaquã
—  Bairro do Brasil  —
Camaquã porto alegre.JPG
Município Porto Alegre
Área
 - Total 224 hectares
População
 - Total 21,723 hab(2 000)
10,074 homens
11,649 mulheres
    • Densidade 97 hab/ha/km2 
Taxa de crescimento (-) 0,50 % (de 1991 a 2000)
Domicílios 6.999
Rendimento médio mensal 6,65 salários mínimos
Fonte: Não disponível

Camaquã é um bairro da zona sul da cidade brasileira de Porto Alegre, capital do estado do Rio Grande do Sul. Foi criado pela lei 2022 de 7 de dezembro de 1959.

História[1] [editar | editar código-fonte]

O nome do bairro foi uma homenagem a um antigo comerciante de Porto Alegre, morador do bairro vizinho Tristeza.

Desde sua oficialização o bairro Camaquã conta com a ativa Associação dos Moradores do Bairro Camaquã[2] , que reuniu esforços para a realização de projetos como a criação de mais escolas e espaços de lazer.

Características atuais[editar | editar código-fonte]

Com a exceção de suas avenidas, o Camaquã possui ruas bem calmas em seu interior. Predominantemente residencial, apresenta muitas casas, bem como condomínios horizontais e edifícios de no máximo três andares. Em termos de comércio e serviços, é também bem-estruturado.

No bairro há duas favelas que levam os nomes das vias em que se localizam: a Otto Niemeyer e a Coronel Massot.

Pontos de referência[editar | editar código-fonte]

Limites atuais[editar | editar código-fonte]

Do ponto de convergência entre a Rua Tamandaré e Coronel Aristides; por esta via pública até encontrar a Rua Coronel Massot; daí, por uma linha seca, reta e imaginária, até a convergência da Rua General Rondon com Rua Marechal Hermes; desta e seu prolongamento, até encontrar a Rua Álvaro Guterres; e, por esta, até o marco geodésico do Morro do Osso; e daí, por uma linha imaginária, seca e reta em direção oeste/leste. até o ponto de convergência com o limite do bairro Ipanema, defronte à Estrada João Salomoni; e, daí, em direção sul/norte. até a convergência da Estrada Vila Maria com a Rua João Mora; desta e seu prolongamento, em linha reta, passando pela Rua Jaguari, até encontrar a convergência da Rua Coronel Massot com a Rua Coronel Timóteo; e; através desta, até a Rua Tamandaré; e, desta, até o ponto de convergência com a Rua Coronel Aristides, ponto inicial do bairro.

Seus bairros vizinhos são: Cristal, Tristeza e Cavalhada.

Lei dos limites de bairros- proposta 2015-2016[editar | editar código-fonte]

No fim do ano de 2015, as propostas com as emendas foram aprovadas pela câmara de vereadores de Porto Alegre. Em relação aos limites atuais, há algumas alterações como por exemplo a anexação da região da Rua Chico Pedro ao bairro Cristal, no qual já tinha o maior pertencimento.

Ponto inicial e final: encontro da Rua Cel. Massot com a Rua Germano Aduíno Toniolo. Desse ponto segue pela Rua Germano Aduíno Toniolo até a Rua Gen. Rondon, por essa até a Rua Marechal Hermes, por essa até a Rua Álvaro Guterres, por essa e seu prolongamento até o limite Parque Natural do Morro do Osso, ponto de coordenada 00000. Segue pelo limite desse parque até o ponto de coordenada 00000 localizado junto à via projetada pelo Plano Diretor (Diretriz 4568). Deste ponto, segue por uma linha reta e imaginária até o ponto de coordenada 00000 localizado no encontro da Rua Coronel Hilário Pereira Fortes com a Rua Dante Gabriel Guimaraens, por essa até a Estrada Vila Maria, por essa até o Beco D Vila Maria, por este até a Rua Liberal, por essa até a Rua João Mora, por essa até a Rua Doutor Pereira Neto, por essa até a Rua Sílvio Silveira Soares, por essa até a Rua José Domingos Varella, por essa até a Rua Coronel Massot, por essa até a Rua Germano Aduíno Toniolo, ponto inicial. [4]

Referências

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]