Belém Velho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Belém Velho
  Bairro do Brasil  
Belém velho bairro porto alegre.JPG
Localização
Município Porto Alegre
Características geográficas
Área total 866 hectares
População total 7,876 hab (2 000)
3,839 homens
4,037 mulheres hab.
Densidade 09 hab/ha hab./km²
Outras informações
Taxa de crescimento (+) 4,10 % (de 1991 a 2000)
Domicílios 2.315
Rendimento médio mensal 4,94 salários mínimos
Limites Restinga , Lomba do Pinheiro
Fonte: Não disponível

Belém Velho é um bairro da cidade brasileira de Porto Alegre, capital do estado do Rio Grande do Sul. Foi criado pela lei 4876 de 24 de dezembro de 1980.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Um dos mais antigos núcleos habitacionais de Porto Alegre, o Belém Velho deve seu nome à Nossa Senhora de Belém, a qual foi homenageada com a construção de uma capela em 1830, a Capela de Belém Velho. A construção da igreja levou funcionários eclesiásticos a se responsabilizarem pela distribuição de lotes. Posteriormente, a capela foi elevada à condição de curato e Belém, à de freguesia. Quando alguns moradores se mudaram para o bairro Belém Novo, às margens do lago Guaíba, passou a ser chamado de Belém Velho.

Paisagem natural de Belém Velho.

Em 1926, o trem passou pelo bairro, com o objetivo de transportar produtos agropecuários da região até o Centro Histórico, mas a linha férrea, considerada economicamente deficitária, foi desativada em 1932. A partir da década de 1930, três instituições ligadas à saúde pública e à assistência social instalaram-se no Belém Velho: o Sanatório Belém (hoje Hospital Parque Belém), o Amparo Santa Cruz e o Instituto São Benedito. Em função disso, mais pessoas emigraram do bairro, por não considerá-lo sadio.

A partir de 1949 com a Lei 610 de 1949, que previa o isolamento de pacientes de hanseníase em hospitais colônias, o amparo Santa Cruz passou a receber os órfãos da maior alienação parental praticada no Brasil, os filhos das vitimas de lepra eram retirados a força do convívio dos seus pais e vivenciaram o drama do afastamento do convívio familiar desde o nascimento ou na infância.

Em 1992, o Cemitério Belém Velho[1], de dois hectares, construído no século XIX, foi encampado pela prefeitura. Naquele mesmo ano, a capela e a praça foram tombadas como patrimônio cultural.[2]

Em agosto de 2011, uma das escolas públicas do bairro, a Doutor Pacheco Prates, chamou atenção da imprensa quando uma merendeira confessou ter colocado veneno para rato no almoço escolar, intoxicando mais de trinta alunos, professores, funcionários, além de si própria.[3][4][5]

Características atuais[editar | editar código-fonte]

Embora sua população tenha crescido, o Belém Velho permanece como um dos bairros porto-alegrenses de menor densidade, e o uso produtivo da terra ainda é sua principal característica. Por causa disso, o Belém Velho também faz parte dos Caminhos Rurais de Porto Alegre, um projeto de turismo rural que tem apoio da Prefeitura de Porto Alegre.

Marcos[editar | editar código-fonte]

Educação
  • Escola Estadual de Ensino Fundamental Anita Garibaldi
  • Escola Estadual de Ensino Fundamental Dona Luiza Freitas Vale Aranha;
  • Escola Estadual de Ensino Fundamental Doutor Pacheco Prates;
  • Escola Estadual de Ensino Fundamental Luiz Gama;
  • Escola Municipal de Ensino Fundamental Rincão;
  • Escola Técnica Santo Inácio;
Outros

Moradores ilustres[editar | editar código-fonte]

Limites atuais[editar | editar código-fonte]

Ponto inicial e final: encontro da Avenida Belém Velho com a Estrada Kanazawa; desse ponto segue por uma linha reta e imaginária até o ponto de coordenadas E: 282.144; N: 1.667.262, no final da Rua Ventura Pinto, junto ao Arroio Cavalhada; desse ponto segue por uma linha reta e imaginária até o encontro da Rua Santuário com a Avenida Professor Oscar Pereira; desse ponto segue pela Avenida Professor Oscar Pereira até a Estrada Antônio Borges, por essa até a Estrada Afonso Lourenço Mariante; desse ponto segue por uma linha reta e imaginária até a Estrada do Rincão, ponto de coordenadas E: 285.801; N: 1.666.844; segue por essa até a Estrada Octávio Frasca, por essa até a Estrada Costa Gama, por essa até a Estrada das Três Meninas, por essa até a Rua Florestan Fernandes, por essa até Estrada Kanazawa, por essa até a Avenida Belém Velho, ponto inicial.[1]

Lei dos limites de bairros- proposta 2015-2016[editar | editar código-fonte]

No fim do ano de 2015, as propostas com as emendas foram aprovadas pela câmara de vereadores de Porto Alegre. Em relação aos limites atuais, há algumas alterações. A alteração mais importante foi a ampliação dos limites do bairro para leste, englobando assim todo o Conjunto do loteamento Mariante ao bairro. [7] [8]

Referências

Bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • FRANCO, Sérgio da Costa. Porto Alegre: guia histórico. Porto Alegre: Ed. da Universidade/UFRGS, 1992.
  • PAZ, Celso Toscano, et ali... Belém Velho. Porto Alegre: Unidade Editorial da Secretaria Municipal da Cultura, 1994.
  • Dados do censo IBGE 2000

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Belém Velho