Cidade Baixa (Porto Alegre)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cidade Baixa
  Bairro do Brasil  
A Rua da República.
A Rua da República.
Localização
Cidade Baixa dentro de Porto Alegre.
Cidade Baixa dentro de Porto Alegre.
Município Porto Alegre
Características geográficas
Área total 78 hectares
População total 16,634 habitantes (2 000)
6,957 homens
9,677 mulheres hab.
Densidade 210,6 hab/ha hab./km²
Outras informações
Taxa de crescimento (-) 1,72% (de 1991 a 2000)
Domicílios 7.821
Rendimento médio mensal 11,2 salários mínimos
Fonte: Não disponível

Cidade Baixa é um bairro da cidade brasileira de Porto Alegre, capital do estado do Rio Grande do Sul. Foi criado pela lei 2022 de 7 de dezembro de 1959 e teve seus limites alterados pela lei 4685 de 21 de dezembro de 1979.

Histórico[editar | editar código-fonte]

O povoamento da região do bairro, situado ao sul dos antigos Altos da Matriz, iniciou no fim do século XVIII, quando foi aberta a Rua do Arvoredo. Nas décadas seguintes foram surgindo a Praia do Riacho (Washington Luís), a Varzinha (Demétrio Ribeiro), a Rua da Figueira (Coronel Genuíno) e a Rua da Olaria (Lima e Silva). Em 1845 foram abertas a Rua da República e Avenida Venâncio Aires, foi prolongada a Rua da Margem e foi urbanizado o Caminho da Azenha.[1]

Em 1856 a Câmara propôs o arruamento de uma grande parte da região, considerando o rápido crescimento da população da área.[1] Contudo, os planos não se materializaram, e boa parte da Cidade Baixa permaneceu desabitada por vários anos, principalmente o trecho do antigo Areal da Baronesa entre as atuais ruas Venâncio Aires e da República. Consistia em um terreno baixo e acidentado, cortado por árvores e capões, que dificultavam o trânsito e facilitavam os esconderijos, abrigando tanto escravos fugidos quanto bandidos.[2]

A implantação das linhas de bonde de tração animal no Caminho da Azenha e na Rua da Margem contribuiu para a urbanização do local.[1] A partir de 1880 novas ruas foram inauguradas, como a Lopo Gonçalves e a Luiz Afonso. A atual Rua Joaquim Nabuco também foi oficialmente aberta nessa época, sendo anteriormente conhecida como Rua Venezianos pois, se presume, embora não haja comprovação, que esta sediava o famoso grupo carnavalesco com o mesmo nome. De fato, o carnaval da Cidade Baixa era reconhecido e prestigiado na época, com destaque para os coros que movimentavam as ruas.[2]

Características atuais[editar | editar código-fonte]

Atualmente, o bairro se caracteriza pela grande quantidade de bares e é conhecido por ser o local preferido dos jovens e boêmios da cidade[3][4], principalmente nas ruas General Lima e Silva, República e João Alfredo.

Situa-se perto do Parque Farroupilha (também conhecido como "Redenção"), uma das áreas mais arborizadas da capital gaúcha. Além disso, a proximidade do campus central da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) favorece a concentração de estudantes, intelectuais e artistas.

Pontos de referência[editar | editar código-fonte]

Áreas verdes
Educação
  • Escola Estadual de Ensino Fundamental Rio de Janeiro
  • Escola Estadual de Ensino Fundamental Prof. Olintho de Oliveira
  • Escola Estadual de Ensino Fundamental Profª. Leopolda Barnewitz (Ensino Fundamental e EJA)
  • Instituto Pão dos Pobres[6]
Outros

Limites atuais[editar | editar código-fonte]

Ponto inicial e final: encontro da Avenida Praia de Belas com Avenida Aureliano de Figueiredo Pinto; desse ponto segue pela Avenida Aureliano de Figueiredo Pinto até a Praça Garibaldi, por essa até a Avenida Venâncio Aires, por essa até a Avenida João Pessoa, por essa até a Avenida Loureiro da Silva, por essa até a Avenida Borges de Medeiros, por essa até a Avenida Praia de Belas, por essa até a Avenida Aureliano de Figueiredo Pinto, ponto inicial.[1]

Seus bairros vizinhos são: Centro Histórico, Praia de Belas, Menino Deus, Azenha e Farroupilha.

Galeria de imagens[editar | editar código-fonte]

Referências

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • GERMANO, Iris Graciela. Rio Grande do Sul, Brasil e Etiópia: os negros e o carnaval de Porto Alegre nas décadas de 1930 e 40. Dissertação de mestrado. PPG de História/UFRGS, Porto Alegre, 1999.
  • MENEGOTTO, Renato. Cidade Baixa: pela manutenção dos cenários de um bairro tradicional de Porto Alegre. Dissertação de mestrado. PPG de História/PUCRS, Porto Alegre, 2001.
  • RIGATTI, Décio. Espaço e estruturação social. In: PANIZZI, Wrana e ROVATTI, João F. (org.). Estudos Urbanos: Porto Alegre e seu planejamento. Porto Alegre: Ed. da Universidade/UFRGS/Prefeitura Municipal de Porto Alegre, 1993.
  • ÁVILA, Luciano. In: [www.nos bairros.com.br/hcidadebaixa.htm.]
  • CLARO, Ceciliano Soares. O bairro Cidade Baixa e seu desenvolvimento histórico. Prefeitura Municipal de Porto Alegre/Secretaria Municipal de Cultura/ Equipe de Patrimônio Histórico e Cultural/Núcleo de Pesquisa e Documentação, Porto Alegre, 1997.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cidade Baixa (Porto Alegre)