Gil Diniz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gil Diniz
Deputado Estadual de São Paulo
Período 15 de março de 2019
até atualidade
Dados pessoais
Nome completo Gildevanio Ilso dos Santos Diniz
Nascimento 29 de agosto de 1986 (34 anos)
Serra Talhada, PE, Brasil
Partido PSC (2015-2018)
PSL (2018-2020)[1]
Sem partido (2020-presente)
Profissão Carteiro

Gildevanio Ilso dos Santos Diniz (Serra Talhada, 29 de agosto de 1986), mais conhecido como Gil Diniz ou Carteiro Reaça, é um carteiro e político brasileiro, foi filiado ao Partido Social Liberal desde 2018, até ser expulso em 15 de julho de 2020 por suposta disseminação de notícias falsas e ataques a instituições democráticas, como o Supremo Tribunal Federal.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Serra Talhada, no interior de Pernambuco no ano de 1986.[3] Iniciou o curso de História com bolsa integral pelo programa estatal Prouni, porém não concluiu.[4] Entre os anos de 2009 a 2011, tentou ingressar para a Polícia Militar do Estado de São Paulo, mas não conseguiu passar no exame psicotécnico.[4]

Ingressou na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, onde ficou conhecido em sua unidade por ser crítico ao sindicato da empresa e ao Partido dos Trabalhadores.[5] Lá recebeu o apelido de "Carteiro Reaça".[6]

Durante as eleições de 2014, conheceu Eduardo Bolsonaro de quem virou amigo e começou a ajudar na panfletagem da campanha de Eduardo para deputado.[7] Após a eleição de Eduardo, Gil virou assessor de gabinete de Eduardo cargo que ocupou até agosto de 2018, com salário médio de 5.000 reais mensais.[8][4]

Nas eleições de 2018, foi eleito deputado estadual por São Paulo, com expressiva votação de 214.037 votos[9]

Desempenho eleitoral[editar | editar código-fonte]

Desempenho eleitoral de Gil Diniz
Ano Cargo Votos Resultado Ref.
2018 Deputado estadual de SP 214.037 Eleito [10]

Referências

  1. {{Citar web|titulo=PSL expulsa deputados bolsonarista Gil Diniz e Douglas Garcia|url=https://www.oantagonista.com/brasil/psl-expulsa-deputados-bolsonaristas-gil-diniz-e-douglas-garcia/
  2. «PSL expulsa deputados Douglas Garcia e Gil Diniz, investigados no inquérito das fake news». G1. Consultado em 16 de julho de 2020 
  3. «Eleições 2018 | Gil Diniz Deputado Estadual 17120». Estadão. Consultado em 26 de maio de 2020 
  4. a b c «De trajetória improvável, 'Carteiro Reaça' leva estilo Bolsonaro à Assembleia». Folha de S.Paulo. 13 de março de 2019. Consultado em 26 de maio de 2020 
  5. «Cinco meses na central de memes e boatos do Whatsapp de Gil Diniz». Época. 1 de novembro de 2019. Consultado em 26 de maio de 2020 
  6. «Promotor que investiga rachadinha cobra 'qualificação completa de todos' os assessores do Carteiro Reaça». Fausto Macedo. Consultado em 26 de maio de 2020 
  7. «Bolsonaro (PP) é o deputado federal com maior número de votos no RJ». UOL Eleições 2014. Consultado em 26 de maio de 2020 
  8. «PSL avalia lançar 'Carteiro Reaça' à Prefeitura de São Paulo». R7.com. 30 de setembro de 2019. Consultado em 26 de maio de 2020 
  9. «Veja os candidatos a deputado estadual eleitos em SP». G1. 8 de outubro de 2018. Consultado em 7 de janeiro de 2019 
  10. «Senadores e deputados federais/estaduais eleitos: Apuração e resultado das Eleições 2018 SP». UOL Eleições 2018. Consultado em 26 de maio de 2020 
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.