Hips Don't Lie

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Hips Don't Lie"
Single de Shakira com participação de Wyclef Jean
do álbum Oral Fixation Vol. 2
Lançamento 28 de fevereiro de 2006 (2006-02-028)
Formato(s) CD single, download digital
Gravação 2005
The Hit Factory
(Nova Iorque, Estados Unidos)
Pacifique Studios
(Hollywood, Califórnia)
Olympic Studios
(Londres, Inglaterra)
Gênero(s) Pop latino, worldbeat
Duração 3:38
Gravadora(s) Epic
Composição Shakira, Wyclef Jean, Jerry 'Wonder' Duplessis, Omar Alfano, LaTravia Parker
Produção Shakira, Wyclef Jean, Jerry 'Wonder' Duplessis
Cronologia de singles de Shakira
"Día de Enero"
(2006)
"Illegal"
(2006)
Cronologia de singles de Wyclef Jean
"President"
(2004)
"Dangerous"
(2006)

"Hips Don't Lie" é uma canção gravada pela cantora e compositora colombiana Shakira, para o segundo álbum de estúdio em inglês, Oral Fixation Vol. 2, sendo o seu sétimo de originais. Conta com a participação do rapper Wyclef Jean e foi escrita pelos intérpretes juntamente com Jerry Duplessis e LaTravia Parker, sendo produzida pelos três primeiros. A sua gravação decorreu em finais de 2005, logo após o lançamento do disco, nos estúdios The Hit Factory, em Nova Iorque, Estados Unidos, Olympic Studios, em Londres, Inglaterra, e Pacifique Studios, em Hollywood, Califórnia, sendo incluída como faixa bônus em uma reedição do mesmo. Derivada do pop latino com o worldbeat, possui fortes influências de estilo reggaeton combinado a salsa e cúmbia. Musicalmente, de acordo com a própria cantora, fala sobre o poder da sedução de uma mulher através da dança. Descrita como a canção assinatura de Shakira,[1] foi lançada como o segundo foco da promoção do disco em 28 de fevereiro de 2006, através da editora discográfica Epic Records, sendo disponibilizada digitalmente apenas em 27 de maio na iTunes Store.

A faixa recebeu análises bastante positivas da crítica contemporânea especialista após o seu lançamento, que elogiou o seu ritmo dançante, bem como a mistura de estilos caribenhos, americanos e africanos na canção. Outros, compararam-na a trabalhos de Claudette Ortiz. O tema foi eleito "Single do Ano" pela rádio WHTZ e recebeu nomeações a várias premiações ao redor do mundo, como BMI Awards, People's Choice Award e MTV Video Music Award. Comercialmente, o tema obteve um sucesso global, tendo atingido o primeiro lugar em 55 países, inclusive na Austrália, na Alemanha, na França, na Nova Zelândia, no Reino Unido e no Canadá, e sido o mais vendido do mundo em 2006. Nos Estados Unidos, tornou-se o primeiro desde o início da carreira da artista, em 1996, a atingir o posto máximo da Billboard Hot 100 — convertendo-a na única colombiana a atingir tal colocação. Além disso, estabeleceu-se como o mais executado nas rádios locais em apenas sete dias, com mais de nove mil e seiscentas execuções, e como o mais bem-vendido em uma semana no país, com mais de 266 mil cópias, fazendo de Shakira a primeira intérprete na história a ultrapassar as 250 mil unidades. Até 2014, o single havia vendido mais de 5.500 milhões de unidades digitais e ringtones em território norte-americano e mais de dez milhões de cópias mundialmente, tornando-se um dos mais vendidos do mundo.

O vídeo musical acompanhante foi dirigido pela cineasta britânica Sophie Muller e gravado no início de 2006, em Los Angeles, Califórnia, estreando em 8 de março de 2006, através do site Yahoo! Music. Sem contexto aparente, a trama se passa em uma espécie de arena, onde Shakira e Wyclef Jean cantam e dançam a música, com cenas alternadas entre os dois. Uma outra versão, em que os fãs da cantora dançavam o tema, foi lançada no mesmo dia que a original pelo mesmo serviço. O teledisco recebeu críticas positivas, dando revelo aos movimentos de dança da cantora. "Hips Don't Lie" recebeu várias interpretações ao vivo como parte da sua divulgação, inclusive durante a 49.ª edição dos Grammy Awards, e fez parte do alinhamento da digressão mundial Oral Fixation Tour (2006), onde era interpretado ao lado de Wyclef Jean, que participara dos shows apenas para apresentar a canção.

Antecedentes e lançamento[editar | editar código-fonte]

Em 2005, Wyclef Jean foi convidado a colaborar com a cantora em "Hips Don't Lie", que foi lançada em uma reedição do sexto álbum de Shakira.

Em 2005, Shakira lançou o seu quinto álbum de estúdio em língua espanhola, Fijación oral vol. 1, que estreou na quarta posição da Billboard 200, dos Estados Unidos, com 157 mil cópias vendidas, estabelecendo-se como o mais bem-vendido do idioma em apenas uma semana no país — recorde este que ainda pertence à cantora.[2] Em novembro do mesmo ano, a intérprete lançou uma segunda edição do álbum, intitulada Oral Fixation Vol. 2, em língua inglesa. Este alcançou o quinto posto da tabela norte-americana, com vendas de 128 mil unidades.[3] Contudo, devido às baixas vendas do mesmo após o seu lançamento, em uma tentativa de recuperá-las, a editora discográfica de Shakira convidou Wyclef Jean a colaborar com ela em alguma canção.[4]

A composição surgiu de uma frase comumente usada por Shakira no estúdio: "E aí, vocês estão vendo meus quadris mexendo? Não? Então não está funcionando. Meus quadris não mentem".[5] A cantora concluiu o processo de escrita de "Hips Don't Lie" ao lado de Jean, Jerry 'Wonder' Duplessis, Omar Alfano e LaTravia Parker e gravou-o em finais de 2005, sob a produção dos dois primeiros, nos estúdios The Hit Factory, em Nova Iorque, Estados Unidos, Olympic Studios, em Londres, Inglaterra, e Pacifique Studios, em Hollywood, Califórnia.[6]

"Hips Don't Lie" foi enviado às rádios norte-americanas em 28 de fevereiro de 2006.[7] A estratégia utilizada por Charlie Walk, presidente da Epic Records, era popularizar a canção nas ondas de rádios para aumentar as vendas do disco. O tema também foi promovido através do serviço Yahoo! Videos, onde o seu teledisco era transmitido, e pela empresa Verizon, a qual vendia o single exclusivamente por meio de serviço telefônico, ringtones e, ainda, o seu vídeo musical.[8] Depois que Shakira terminou a gravação do seu vídeo musical, Jay Frank, chefe da programação musical do Yahoo! Music convidou os fãs da cantora a enviar vídeos seus, dançando o tema. A empresa compilou as gravações recebidas e lançou-a em seu site em 8 de março. O mesmo estreou na primeira posição dos mais visualizados, com mais de um milhão de visualizações em sua primeira semana. Antes disso, Oral Fixation Vol. 2 havia sido lançado em uma versão que não continha o single, sendo que a sua segunda parte foi lançada em março, com "Hips Don't Lie" incluso.[8] Após a reedição ser liberada, o disco rapidamente saltou da 98.ª colocação para a sexta, com 81 mil cópias comercializadas.[9] Quando a obra foi finalmente liberada em lojas digitais, como iTunes Store, em 27 de maio, as suas vendas logo aumentaram, o que a fez alcançar o topo das paradas dos Estados Unidos.[8]

Composição[editar | editar código-fonte]

Demonstração de 29 segundos de "Hips Don't Lie", que possui influência da música latina, definida no tempo de assinatura moderado com um metrônomo de cem batidas por minuto.

Problemas para escutar este arquivo? Veja a ajuda.

"Hips Don't Lie" é uma canção derivada de estilo worldbeat e pop latino, que incorpora elementos de reggaeton. Misturando ritmos caribenhos, americanos e africanos em sua linha melódica, também aborda gêneros como salsa e cúmbia.[10] A sua gravação decorreu em finais de 2005, nos estúdios The Hit Factory, em Nova Iorque, Estados Unidos, Olympic Studios, em Londres, Inglaterra, e Pacifique Studios, em Hollywood, Califórnia, sob a produção da própria intérprete, Wyclef Jean e Jerry 'Wonder' Duplessis.[6] Escrita a partir de uma frase comumente usada por Shakira nos estúdios, "Hips Don't Lie" tem como temática lírica, de acordo com a própria, o poder da sedução de uma mulher através da dança.[4]

A letra foi composta pelos próprios vocalistas, que contaram com o auxílio de Jerry 'Wonder' Duplessis, Omar Alfano e LaTravia Parker.[12] A sua produção incorpora o trabalho de guitarras por Ramon Stagnaro e Wyclef Jean e trompete por Henry March.[12] As suas primeiras linhas são baseados na canção "Dança Like This" (2004), de Wyclef Jean e Claudette Ortiz, da trilha-sonora do filme Dirty Dancing: Havana Nights, enquanto que a fanfarra inicial foi retirada de "Deja Vu (Uptown Baby)" (1998), do grupo Lord Tariq & Peter Gunz.[13] Musicalmente, "Hips Don't Lie" foi comparado à canção "Amores Como El Nuestro" (1996), do porto-riquenho Jerry Rivera, devido ao uso dos trompetes em sua introdução e versos inicial e final, e aos trabalhos de Ortiz.[14] De acordo com a partitura publicada pela Sony/ATV Music Publishing, a música foi escrita em compasso de tempo comum com um ritmo de cem batidas por minuto, em uma clave de si e fá maior e o vocal de Shakira varia entre as notas 3 e 5, com sequência básica de SiM-MiM-Lá-FáM.[15]

Crítica profissional[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
About.com 4.5 de 5 estrelas.[16]
Digital Spy (Positiva)[17]

Após o seu lançamento, "Hips Don't Lie" foi recebido com críticas bastante positivas pelos profissionais especializados em música. No site britânico Digital Spy, por exemplo, David Balls descreveu-o como: "Uma dança do ventre desafiadora da gravidade".[17] Além disso, em uma classificação feita por Robert Copsey, da mesma publicação, das melhores músicas de Shakira, "Hips Don't Lie" foi posicionado no número quatro; Copsey, em justificativa, afirmou: "Não é difícil ver porque este tornou-se o hino mundial oficial de dança do ventre e o maior sucesso de Shakira até à data, liderando as paradas praticamente em todo lugar, incluindo um período de cinco semanas no topo do Reino Unido".[18]

Bill Lamb, editor do portal About.com, concedeu-lhe uma classificação de quatro estrelas e meia em uma escala de cinco, dizendo: "'Hips Don't Lie' é um ensopado multicultural de ritmos dançantes da África, América Latina e do Caribe. Os vocais rapeados de Wyclef Jean e o familiar sotaque espanhol de Shakira limam-no e deslizam na parte superior". Lamb ainda notou as semelhanças da canção aos trabalhos de Claudette Ortiz e Jerry Rivera, afirmando: "O original é cativante, mas a versão de Shakira é memorável". O editor ainda elogiou a inteligente interação vocal existente entre Wyclef Jean e Shakira, bem como a melodia memorável que se torna melhor depois de ser ouvida várias vezes.[16] David Farrell, da portal PopMatters, também elogiou o tema, apelidando-o de: "Contagioso".[19] Além disso, no final de 2006, a equipe da rádio WHTZ elegeu o single o melhor lançamento do ano.[20]

Além da análise crítica, "Hips Don't Lie" obteve destaque em várias premiações ao redor do mundo. Em 2006, o single obteve o troféu de "Canção do Ano" no Los Premios MTV Latinoamérica.[21] Além disso, conquistou as categorias "Canção Pop do Ano" no Billboard Latin Music Awards e "Canção Favorita" no People's Choice Awards.[22][23] A obra também foi indicada à categoria "Melhor Colaboração com Vocais" na 49.ª edição dos Grammy Awards, mas veio a perder o galardão para "For Once In My Life" (2006) de Tony Bennett e Stevie Wonder.[24]

Divulgação[editar | editar código-fonte]

Shakira durante a Oral Fixation Tour, onde o tema era apresentado.

A divulgação de "Hips Don't Lie" iniciou-se no site oficial da cantora, onde foi divulgado que Oral Fixation Vol. 2 seria lançado com três faixas bônus, ainda em dezembro de 2005. Além disso, também foi disponibilizado o seu teledisco oficial para visualizações.[25] Mais tarde, em fevereiro de 2006, a obra foi enviada às estações de rádios norte-americanas.[7] Seguiu-se, então, a partir da liberação do seu vídeo musical nos sites da Yahoo! Videos e Verizon, que o comercializavam exclusivamente. O tema também poderia ser obtido através do site oficial de Shakira, vindo a ser lançado em 27 de maio nos Estados Unidos.[26]

Em 8 de abril de 2006, antes mesmo de a obra ser liberada digitalmente, Shakira e Wyclef Jean apresentaram-na na competição musical norte-americana American Idol.[27] Mais tarde, no dia 28 do mesmo mês, interpretaram-na no Billboard Latin Music Awards de 2006.[22] Após lançar "Hips Don't Lie" oficialmente, Shakira e Wyclef Jean estiveram em vários programas de televisão apresentando a canção em forma de divulgação de Oral Fixation Vol. 2, como Live! with Kelly & Michael, The Ellen DeGeneres Show e The Early Show.[28] O single também foi adicionado no repertório da digressão musical Oral Fixation Tour (2006) e apresentado no último episódio do programa musical britânico Top of the Pops, onde Jean juntou-se à plateia para cantar e dançar.[29] Meses depois, em agosto, os artistas foram escalados para apresentar "Hips Don't Lie" na cerimônia MTV Video Music Awards de 2006.[30]

A obra também foi interpretada na abertura da Copa do Mundo FIFA de 2006, para mais de quinhentos milhões de espectadores, bem como na sua final, em Berlim, na Alemanha, desta vez para um público estimado em setecentos milhões de pessoas.[31][32] A faixa ainda constou na gravação do seu terceiro DVD, Oral Fixation Tour (2007).[33] Shakira divulgou a faixa na 49.ª edição dos Grammy Awards, em 11 de fevereiro de 2007, no Staples Center em Los Angeles, Califórnia.[34] Ela usou um bustiê metálico e uma saia dourada combinando. A performance contou com uma temática indiana e dançarinas de fundo. Analistas da revista InStyle elogiaram a apresentação da cantora e classificou-a como uma das vinte melhores do evento.[35] O tema também foi interpretado, em 2011, na gravação do quarto álbum ao vivo da cantora, Live from Paris,[36] e no programa The Today Show, em 2014, em conjunto com "Empire", segundo single do seu décimo álbum de estúdio, Shakira (2014).[37]

Vídeo musical[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento e sinopse[editar | editar código-fonte]

Captura de tela da cena considerada a de maior destaque do vídeo, por enfatizar o corpo da cantora.

O vídeo musical da canção foi dirigido pela cineasta inglesa Sophie Muller e filmado em Los Angeles, Califórnia,[38] sendo lançado através do site Yahoo! Music em 8 de março de 2006.[8] O mesmo ainda esteve disponível para comercialização através de lojas como Verizon e iTunes Store, sendo lançado, neste último, apenas no dia 10 do mesmo mês.[8][39] O teledisco também foi lançado em uma versão na qual os fãs estavam a dançar a canção, liberada também no site Yahoo! Music no mesmo dia que a sua versão original.[40]

Sem contexto aparente, a trama, com uma duração superior a três minutos, começa com Shakira em um fundo escuro com trajes dourados e com as costas cobertas por lantejoulas, dançando a música, enquanto Wyclef e outros homens cantam os seus versos iniciais e olham para a cantora, disputando a sua atenção.[41][42] Quando o ritmo da canção acelera, Shakira vira-se para eles e passa a dançar em um local diferente, mais iluminado e com roupas laranjas. A cena seguinte mostram-nos dentre cortinas cor de rosa. No segundo versículo, a intérprete está executando a canção sentada em uma cadeira e dançando. De seguida, mostra-a em uma espécie de arena, a dançar o tema com outras pessoas.[41] O teledisco termina com Shakira no mesmo fundo em que estava inicialmente.[41] A maioria dos trajes utilizados pelos participantes da gravação são característicos do Carnaval de Barranquilla, Colômbia, cidade natal da artista, dentre eles o vestido branco usado pela cantora na cena em que dança com outras mulheres ao fundo e as coloridas bandeiras.[38]

A obra mostrou-se bastante popular dentre os internautas norte-americanos, tendo estreado na primeira posição dos mais pedidos do Yahoo! Music Radio com mais de um milhão de visualizações em sete dias.[27] Também chegou à primeira posição dos mais pedidos no programa agora extinto da MTV, Total Request Live,[43] e no AOL Music, da empresa America Online.[28] Além disso, liderou as vendas no iTunes por várias semanas consecutivas.[28]

Análise da crítica[editar | editar código-fonte]

Após o seu lançamento, o material obteve aclamação por parte da mídia. Em agosto de 2006, recebeu sete indicações à cerimônia MTV Video Music Awards de 2006.[44] Venceu a categoria "Melhor Coreografia", mas perdeu na Escolha da Audiência para "Dance, Dance" (2005) de Fall Out Boy. O tema também veio a ser indicado à categoria feminina, perdendo o troféu para "Because of You" (2005) de Kelly Clarkson.[45] Também concorreu à "Melhor Vídeo de Dança" e "Melhor Direção de Arte", levados por "Buttons"(2006), do grupo Pussycat Dolls, e "Dani California" (2006), da banda Red Hot Chili Peppers, respectivamente. Ainda recebeu indicações para "Vídeo do Ano" e "Melhor Vídeo Pop", sendo derrotado em ambos.[46]

Bill Lamb, editor do portal About.com, posicionou o vídeo no número nove em sua lista dos "Melhores Vídeos Musicais de 2006", chamando-o de: "Jovial e sexy".[47] Na página The Richest, Mandy Morrow colocou-o na 18.ª posição em sua lista dos "Vídeos Mais sexys de Sempre", alegando: "Todas as quatro mudanças de roupa destacaram a cintura esbelta da cantora e quadris curvilíneos que se pavoneavam com a batida. Mas o visual mais cativante foi provavelmente as suas costas nuas, cobertas apenas por lantejoulas douradas — juntamente com uma simples saia dourada —, que destacou o seu corpo enquanto o seu ventre dançava. Os movimentos sexys de Shakira foram invejáveis para dizer o mínimo — tantas pessoas procuram imitá-la e ficar como ela, e não podemos culpá-las".[48] No catálogo de mesmo título da revista Nerve, Brian Fairbanks colocou a produção na décima posição, alegando: "Este vídeo nos faz querer mudar para a América do Sul, para podermos estar entre pessoas que dancem assim, vistam-se assim e festejem o tempo todo".[49]

Faixas e versões[editar | editar código-fonte]

"Hips Don't Lie" foi lançada através de download digital em lojas como Amazon.com e iTunes, e em formato físico. Na América Latina, a música foi relançada em uma vertente em castelhano, sob o título de "Será, Será". Também foi disponibilizado em uma versão com ritmos bem diferentes da original, escrita especialmente para Shakira cantá-la antes do jogo final da Copa do Mundo FIFA de 2006 em Berlim, na Alemanha, ambas inclusas em um maxi single lançado no Reino Unido.[50]

CD single do Reino Unido
N.º Título Duração
1. "Hips Don't Lie" (Com Wyclef Jean) 3:41
2. "Dreams for Plans"   4:02
3. "Hips Don't Lie" (Wyclef's Mix show Mix) 4:09

Créditos[editar | editar código-fonte]

Lista-se abaixo os profissionais envolvidos na elaboração de "Hips Don't Lie":[12]

Desempenho comercial[editar | editar código-fonte]

Ao ser executada mais de nove mil e seiscentas vezes, "Hips Don't Lie" quebrou o recorde de mais tocado nas paradas dos Estados Unidos, anteriormente detido por Gwen Stefani com "Hollaback Girl" (2005).

"Hips Don't Lie" obteve um grande sucesso em todo o mundo. O tema atingiu a primeira posição dos mercados musicais de 55 países, como na Romênia, na Sérvia, na Turquia e na Ucrânia.[51] Além disso, alcançou o número um nas paradas de quase toda a América Latina.[31] O single foi o mais vendido do mundo em 2006 e, até 2011, do século XXI.[52][53] Também foi o mais vendido da década de 2000,[54] com mais de dez milhões de unidades comercializadas, tornando-se um dos com mais downloads pagos no mundo.[55][56]

Nos Estados Unidos, "Hips Don't Lie" estreou-se no 84.º posto da Billboard Hot 100, em 1.º de abril de 2006, e conseguiu alcançar a posição de número treze na parada, antes mesmo de seu lançamento oficial.[57] Após ser liberada oficialmente, "Hips Don't Lie" saltou da 16.ª colocação para a nona, devido ao rápido aumento de suas vendas no iTunes.[58] Contudo, o single obteve o primeiro lugar apenas na sua décima segunda semana na tabela, ao vender mais de 266 mil cópias digitais.[59] Com isso, o tema quebrou o recorde de o mais bem-vendido em apenas uma semana nos EUA, anteriormente detido pelo grupo D4L com "Laffy Taffy", que vendera 176 mil unidades em dezembro do ano anterior.[59] Este acontecimento ainda fez de Shakira a primeira artista da América do Sul a atingir o número um dessa parada e a primeira na história a ultrapassar as 250 mil distribuições.[51][60] O tema permaneceu na posição na semana seguinte, ao vender outros 164 mil exemplares e, simultaneamente, manteve-se no primeiro lugar na Pop Songs, bem como na sua oitava semana na liderança da Hot Latin Tracks.[61]

"Hips Don't Lie" também atingiu o pico máximo da Radio Songs, com nove mil 657 execuções em rádios, tornando-se, na época, a canção mais tocada nas paradas do país desde Gwen Stefani com "Hollaback Girl", em 2005.[62] A canção também chegou à extremidade do periódico genérico Digital Songs, tendo se mantido na primeira posição por três atualizações seguidas.[63] A gravação vendeu mais de 2.435 milhões de cópias digitais em 2006, terminando o ano como a sexta mais bem-vendida no formato do país, e mais de dois milhões de ringtones.[64][65] Até 2014, o single havia vendido mais de 5.500 milhões de exemplares em território norte-americano, sendo 3.500 milhões de downloads, incluindo 159 mil no primeiro semestre de 2013.[66][67]

No Canadá, "Hips Don't Lie" alcançou o posto máximo da lista publicada pela Music Canada na semana de seu lançamento, em 27 de maio, e foi condecorado com três discos de platina pela organização, devido às 240 mil cópias digitais e ringtones distribuídos no país.[68] Na Austrália, ele acabou por estrear na primeira posição da parada oficial do país, mantendo-se nove semanas consecutivas na liderança.[69] O single terminou 2006 como o terceiro mais bem-vendido do ano e, mais tarde, foi premiado com disco de platina pela Australian Recording Industry Association (ARIA), devido às mais de setenta mil cópias comercializadas na nação.[70] Desempenho similar obteve na Nova Zelândia, onde estreou na trigésima colocação da Recording Industry Association of New Zealand (RIANZ) e chegou à primeira duas semanas mais tarde, em 22 de maio.[71] Neste, o tema foi condecorado com o certificado de disco de ouro, em recompensa às sete mil unidades exportadas.[72]

No Reino Unido, "Hips Don't Lie" estreou no 54.º lugar da lista oficial das mais vendidas. De seguida, saltou 51 lugares ao lango da semana anterior, vindo a se posicionar no número três, com mais de 29 mil cópias vendidas.[73] Na sua quarta semana na lista, chegou à primeira posição, com outros 32 mil exemplares vendidos — totalizando 95 mil unidades desde de a sua estreia na tabela.[74] Contudo, foi tirado do posto sete dias mais tarde por Lilly Allen com o seu single de estreia "Smile" (2006) — embora tenha exportado outras 35 mil réplicas.[75] "Hips Don't Lie" permaneceu no segundo lugar na semana subsequente, distribuindo mais 32 mil cópias, sendo barrado novamente por Allen.[76] A obra recuperou o primeiro lugar somente duas semanas depois, em 1.º de agosto, acumulando, simultaneamente, 224 mil réplicas distribuídas em território britânico.[77] O single manteve-se na primeira posição nos sete dias precedentes, comercializando mais 33 mil cópias para o país.[78] No dia 21 do mesmo mês, faturou outras 28 mil unidades, o que lhe garantiu a primeira colocação pela sua quarta semana não-consecutiva.[79] No total, a composição ficou cinco semanas no primeiro lugar e terminou 2006 como a terceira mais comprada em solo inglês.[80] De acordo com a Official Charts Company (OCC), "Hips Don't Lie" havia vendido 760 mil unidades em território britânico, até fevereiro de 2014.[81]

Na Europa Continental, o material atingiu o primeiro lugar em sua semana de estreia na Alemanha, na França e na Suíça.[82] Neste último, manteve-se sete edições seguidas na posição, tornando-se o mais comprado de 2006.[83] Em território francês, foi o décimo primeiro com a maior venda do ano, com um total de 214 mil e trezentas cópias comercializadas.[84] O tema também fez sua estreia no topo da IRMA Singles Chart, em solo irlandês, segurando-o por nove semanas.[82] Ao final de 2006, havia sido o segundo mais vendido do país, atrás apenas de "Jumbo Breakfast Roll" (2006), de Pat Shortt.[85] Na Valônia, região sul da Bélgica, o single permaneceu por oito atualizações no topo das paradas, tornando-se o mais comprado de 2006,[86] enquanto que em Flandres, região norte do país, passou duas semanas no primeiro lugar e foi o quinto mais bem-vendido do ano.[87] "Hips Don't Lie" também manteve-se em sua posição máxima de número dois na Áustria por um tempo alargado, com um total de oito edições não-consecutivas.[88] Devido a isso, estabeleceu-se como o terceiro mais bem-sucedido de 2006 na nação.[89]

Histórico de lançamento[editar | editar código-fonte]

"Hips Don't Lie" foi enviada às estações de rádio norte-americanas em 28 de fevereiro de 2006. O tema também foi comercializado como maxi single em solo britânico e irlandês. Dois meses depois, a obra foi disponibilizada como download digital no Norte da América e, mais tarde, editado com um CD single no Reino Unido.

País Data Formato Gravadora
 Estados Unidos 28 de fevereiro de 2006 Rádio mainstream[7] Epic Records
 Alemanha 5 de maio de 2006 Download digital[124]
 Áustria
Suíça
 Reino Unido 9 de maio de 2006 Maxi single[50]
 Irlanda
 Canadá 27 de maio de 2006 Download digital[8][125][126]
 Estados Unidos
União Europeia 17 de abril de 2006
 Austrália 10 de junho de 2006
 Reino Unido 12 de junho de 2006 CD single[127]
 Japão 14 de julho de 2006 Download digital[128]

Referências

  1. Emma Stone (8 de maio de 2014). «Shakira Releases 'Dare' Music Video and It's Definitely Daring!» (em inglês). Fashion Times. Consultado em 24 de maio de 2014 
  2. Epic Records (15 de junho de 2005). «International Superstar Shakira Makes History with Biggest Spanish Language Album Debut Ever» (em inglês). PR Newswire. Consultado em 10 de Julho de 2010 
  3. Nielsen Business Media, Inc (7 de dezembro de 2005). «'NOW!' Rebounds, Holds Brown From No. 1» (em inglês). Billboard. Consultado em 2 de outubro de 2012 
  4. a b Jennifer Vineyard (30 de março de 2006). «No 'Lie': Shakira Says Wyclef Appeared To Her In A Dream» (em inglês). MTV. MTV Networks. Consultado em 6 de novembro de 2013 
  5. Vanessa Grigoriadis (4 de janeiro de 2010). «O Mundo Não é o Bastante». Rolling Stone. Consultado em 10 de Julho de 2010 
  6. a b Zinc Media, Inc. «Shakira & Wyclef Jean – Hips Don't Lie: Companies» (em inglês). Discogs. Consultado em 6 de novembro de 2013 
  7. a b c Radio & Records, Inc. «CHR/Top 40 Week Of: February 28, 2006» (em inglês). GFA Radio & Records. Consultado em 25 de maio de 2014 
  8. a b c d e f Maria Aspan (12 de junho de 2010). «For Shakira, First Came the Album, Then Came the Single» (em inglês). The New York Times. Consultado em 10 de Julho de 2010 
  9. Gary Trust (14 de abril de 2010). «Five (Almost) Write-Offs For Tax Day» (em inglês). Billboard. Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 10 de Julho de 2010 
  10. Bill Lamb. «Top 10 Shakira Pop Songs» (em inglês). About.com. Consultado em 6 de maio de 2013 
  11. Sony Music (13 de março de 2014). «The Story Behind Why Shakira's 'Hips Don't Lie'» (em inglês). The Huffington Post. Consultado em 6 de novembro de 2013 
  12. a b c Zinc Media, Inc. «Shakira & Wyclef Jean – Hips Don't Lie: Credits» (em inglês). Discogs. Consultado em 6 de novembro de 2013 
  13. Tone Media, Inc (2006). «Hips Don't LiebyShakira» (em inglês). Songfacts. Consultado em 26 de maio de 2014 
  14. El Diario de Hoy (2 de maio de 2006). «Jerry Rivera acusa de plagio a Shakira» (em espanhol). El Salvador. Consultado em 6 de novembro de 2013 
  15. «Shakira - Hips Don't Lie - Sheet Music». Musicnotes.com (em inglês). Sony/ATV Music Publishing. Consultado em 21 de novembro de 2011 
  16. a b Bill Lamb. «Shakira featuring Wyclef Jean - Hips Don't Lie» (em inglês). About.com. Consultado em 6 de maio de 2013 
  17. a b David Balls (14 de setembro de 2009). «Shakira: 'She Wolf'» (em inglês). Digital Spy. Consultado em 6 de maio de 2013 
  18. Robert Copsey (16 de fevereiro de 2014). «Shakira's 10 best songs: 'She Wolf', 'Hips Don't Lie', more» (em inglês). Digital Spy. Consultado em 6 de maio de 2013 
  19. David Farrell (17 de abril de 2014). «Review: Shakira - 'Shakira'» (em inglês). PopMatters. Consultado em 6 de maio de 2013 
  20. Premiere Networks. «Top 100 Songs Of 2006» (em inglês). WHTZ. Consultado em 25 de maio de 2014 
  21. Diversica (18 de outubro de 2006). «Se entregaron los Premios MTV Latinoamérica 2006» (em inglês). Universia. Consultado em 25 de maio de 2014 
  22. a b Associated Press (28 de abril de 2006). «Singer Shakira Wins 6 Latin Billboard Awards» (em inglês). FOX News. Consultado em 25 de maio de 2014 
  23. Bulent Bas (9 de janeiro de 2007). «People's Choice Awards Nominees: Music» (em inglês). CBS News. Consultado em 25 de maio de 2014 
  24. BBC News (12 de fevereiro de 2007). «Grammy Awards 2007: Main winners» (em inglês). British Broadcasting Corporation. Consultado em 25 de maio de 2014 
  25. Shakira.com (2 de dezembro de 2005). «'Hips Don't Lie' is available now on Oral Fixation Vol. 2!» (em inglês). Consultado em 16 de janeiro de 2013 
  26. Business Wire (28 de fevereiro de 2006). «Fans Will Be Able to Shake Their Way into Shakira's New Video; Yahoo! Music and Epic Records Want You to Star in a Special Fans Only Video of Shakira's 'Hips Don't Lie'» (em inglês). Berkshire Hathaway Inc. Consultado em 12 de setembro de 2013 
  27. a b «Shakira debuts at No. 1 for the month with 'Hips Don't Lie'». Nielsen Business Media, Inc. Billboard. 118, N.º 15. 84 páginas. 15 de Abril de 2006. ISSN 0006-2510 
  28. a b c Business Wire. «'Hits' Don't Lie; Shakira's Oral Fixation Vol. 2 Storms Back into the Top Ten as Album Goes Platinum.» (em inglês). The Free Library. Consultado em 25 de maio de 2014 
  29. Bill Harris (28 de agosto de 2006). «Air Canada Centre, Toronto - Aug. 27, 2006» (em inglês). Canoe Jam!. Consultado em 6 de maio de 2013 
  30. MTV Networks (31 de agosto de 2006). «MTV Video Music Awards 2006: Performances» (em inglês). MTV. Consultado em 25 de maio de 2014 
  31. a b c d e f g h i j k l m n MTV Networks (31 de julho de 2012). «This Day In Music - 31st July» (em inglês). MTV Music. Consultado em 12 de setembro de 2013 
  32. Ian Ono e Jana Monji (12 de junho de 2010). «Shakira and Black Eye Peas perform at FIFA World Cup 2010 opening ceremony» (em inglês). Examiner. Consultado em 12 de setembro de 2013 
  33. Apple Computer, Inc. «Shakira: Oral Fixation Tour (Live)» (em inglês). iTunes. Consultado em 1 de dezembro de 2013 
  34. Bill Lamb. «Shakira Performs Live At the 49th Grammy Awards» (em inglês). About.com. Consultado em 6 de maio de 2013 
  35. Time Inc. «The Most Unforgettable Grammys Performances of All Time» (em inglês). InStyle. Consultado em 24 de maio de 2014 
  36. 7 Digital Media, Inc. «Shakira » Live From Paris - Tracklist» (em inglês). 7 Digital. Consultado em 6 de novembro de 2013 
  37. Buzz Media (26 de março de 2014). «Shakira Conquers 'Today' With Great Performances Of "Empire" And "Hips Don't Lie": Watch» (em inglês). Idolator. Consultado em 24 de maio de 2014 
  38. a b Duncan Macleod (30 de agosto de 2006). «Shakira Hips Don't Lie remakes Wyclef Jean Dance Like This» (em inglês). The Inspiration Room. Consultado em 1.º de dezembro de 2013 
  39. Apple Computer, Inc. «Shakira: Music Videos - Hips Don't Lie (feat. Wyclef Jean)» (em inglês). iTunes. Consultado em 1 de dezembro de 2013 
  40. Yahoo! Music. «Be In Shakira's video» (em inglês). Yahoo!. Consultado em 1 de dezembro de 2013 
  41. a b c MTV Networks (23 de março de 2006). «Shakira - Videos » Hips Don't Lie» (em inglês). MTV Music Videos. Consultado em 23 de maio de 2013 
  42. David (21 de outubro de 2012). «From The Vault: Shakira – 'Hips Don't Lie (ft. Wyclef Jean)'» (em inglês). That Grape Juice. Consultado em 24 de maio de 2014 
  43. MTV Networks (1.º de maio de 2006). «Total Request Live (May 1st, 2006)» (em inglês). Total Request Live. Consultado em 25 de maio de 2014 
  44. James Montgomery (31 de julho de 2006). «Shakira, Chili Peppers, Madonna, Panic! Lead List Of Nominees For MTV Video Music Awards» (em inglês). MTV News. Consultado em 24 de maio de 2014 
  45. BBC News (1.º de setembro de 2006). «In pictures: MTV Music Video Awards» (em inglês). British Broadcasting Corporation. Consultado em 25 de maio de 2014 
  46. MTV Networks (31 de agosto de 2006). «MTV Video Music Awards 2006» (em inglês). MTV. Consultado em 25 de maio de 2014 
  47. Bill Lamb. «Top 10 Pop Music Videos of 2006» (em inglês). About.com. Consultado em 6 de maio de 2013 
  48. Mandy Morrow (5 de abril de 2014). «20 Of The Sexiest Music Videos Ever Made: Shakira Feat. Wyclef Jean, Hips Don't Lie» (em inglês). The Richest. Consultado em 24 de maio de 2014 
  49. Brian Fairbanks (12 de julho de 2012). «The 50 Sexiest Music Videos of All Time: From Rihanna to David Bowie, Janet Jackson to Shakira, and Poison to Prince» (em inglês). Nerve. Consultado em 25 de maio de 2014 
  50. a b Amazon Media, Inc. «Shakira & Wyclef Jean » 'Hips Don't Lie'» (em inglês). Amazon.com. Consultado em 25 de maio de 2014 
  51. a b National Broadcasting Company. «Biography - Shakira» (em inglês). NBC Music. Consultado em 10 de Julho de 2010 
  52. Samuel Lora (3 de setembro de 2009). «Best-selling songs from 2000» (em inglês). Examiner. Consultado em 22 de novembro de 2013 
  53. Katie Koch (16 de fevereiro de 2011). «Shakira named Artist of the Year» (em inglês). Harvard University. Consultado em 22 de novembro de 2013 
  54. Robert of the Radish (1.º de setembro de 2009). «Biggest Selling Singles Since The Year 2000» (em inglês). Yahoo! Music. Consultado em 22 de novembro de 2013 
  55. Epic Records (18 de novembro de 2009). «Shakira to Release Special U.S. Edition of Her Hit Album She Wolf» (em inglês). PR Newswire. Consultado em 22 de novembro de 2013 
  56. NRJ Group (28 de junho de 2010). «Shakira paie sa tournée» (em inglês). NRJ Radio. Consultado em 22 de novembro de 2013 
  57. «Billboard Hot 100». Nielsen Business Media, Inc. Billboard. 118, N.º 21. 72 páginas. 27 de Maio de 2006. ISSN 0006-2510 
  58. Nielsen Business Media, Inc (1.º de junho de 2006). «Chamillionaire Retains Top Spot On Hot 100» (em inglês). Billboard. Consultado em 10 de Julho de 2010 
  59. a b Nielsen Business Media, Inc (8 de junho de 2006). «Digital Explosion Drives Shakira's 'Hips' To No. 1» (em inglês). Billboard. Consultado em 10 de Julho de 2010 
  60. Paul Grein (26 de abril de 2013). «Chart Watch Extra: iTunes Turns 10» (em inglês). Yahoo! Music. Consultado em 26 de maio de 2014 
  61. Nielsen Business Media, Inc (15 de junho de 2006). «Shakira's 'Hips' Still Shaking At No. 1» (em inglês). Billboard. Consultado em 10 de Julho de 2010 
  62. ContactMusic.com (5 de junho de 2006). «Shakira Scores Most-Played Record». Billboard (em inglês). Consultado em 10 de Julho de 2010 
  63. «Billboard Digital Songs». Nielsen Business Media, Inc. Billboard. 118, N.º 26. 76 páginas. 1.º de Julho de 2006. ISSN 0006-2510 
  64. Business Wire (4 de janeiro de 2007). «2006 U.S. Music Purchases Exceed 1 Billion Sales» (em inglês). Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 22 de novembro de 2013 
  65. Paul Grein (11 de novembro de 2009). «Week Ending Nov. 8, 2009: The Host With The Most» (em inglês). Yahoo! Music. Consultado em 26 de maio de 2014 
  66. Amaya Mendizabal (3 de julho de 2013). «Jenni Rivera, Don Omar & Lucenzo Lead 2013 Mid-Year SoundScan Latin Charts» (em inglês). Billboard. Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 22 de novembro de 2013 
  67. Gary Trust (7 de março de 2014). «Ask Billboard: Shakira's Biggest Hot 100 Hits» (em inglês). Billboard. Nielsen Business Media, Inc. Consultado em 22 de novembro de 2013 
  68. a b «Billboard Canadian Hot 100». Nielsen Business Media, Inc. Billboard. 118, Nº 21. 72 páginas. 27 de Maio de 2006. ISSN 0006-2510 
  69. a b «ARIA Charts » Shakira Album & Song Chart History» (em inglês). Australian Recording Industry Association. Consultado em 12 de setembro de 2013 
  70. «The Best Selling Singles of 2006 - ARIA Charts » Shakira - Hips Don't Lie» (em inglês). ARIA. Consultado em 12 de outubro de 2013 
  71. a b «RIANZ Singles Chart » Shakira Album & Song Chart History» (em inglês). Recording Industry Association of New Zealand. Consultado em 27 de outubro de 2012 
  72. «Gold & Platinum » Certified Awards: Shakira - Hips Don't Lie» (em inglês). RIANZ. Consultado em 12 de outubro de 2012 
  73. Intent Media (19 de junho de 2006). «Keane buoy album sales» (em inglês). Music Week. Official Charts Company. Consultado em 22 de novembro de 2013 
  74. Intent Media (3 de julho de 2006). «Lostprophets score career first» (em inglês). Music Week. Official Charts Company. Consultado em 22 de novembro de 2013 
  75. Intent Media (10 de julho de 2006). «Muse lead rock-heavy albums chart» (em inglês). Music Week. Official Charts Company. Consultado em 22 de novembro de 2013 
  76. Intent Media (17 de julho de 2006). «No change as Lily Allen and Muse rule» (em inglês). Music Week. Official Charts Company. Consultado em 22 de novembro de 2013 
  77. Intent Media (31 de julho de 2006). «Shakira returns to top of UK singles chart» (em inglês). Music Week. Official Charts Company. Consultado em 22 de novembro de 2013 
  78. Intent Media (7 de agosto de 2006). «Shakira and Wyclef continue to lead singles chart» (em inglês). Music Week. Official Charts Company. Consultado em 22 de novembro de 2013 
  79. Intent Media (21 de agosto de 2006). «Arctic Monkeys lead new releases on singles chart» (em inglês). Music Week. Official Charts Company. Consultado em 22 de novembro de 2013 
  80. ChartsPlus. «The Official UK Singles Chart 2006» (PDF) (em inglês). The Official Charts Company. Consultado em 22 de junho de 2013 
  81. Justin Myers (25 de fevereiro de 2014). «Shakira unveils brand new song Empire» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 22 de novembro de 2013 
  82. a b αCharts.us. «Shakira & Wyclef Jean - Hips Don't Lie - Music Charts» (em inglês). Consultado em 5 de janeiro de 2013 
  83. «The Best Selling Singles of 2006 - Schweizer Hitparade » Shakira - Hips Don't Lie» (em alemão). Schweizer Hitparade. Consultado em 12 de outubro de 2013 
  84. «The Best Singles Singles of 2006 - SNEP Singles Chart » Shakira - Hips Don't Lie» (em francês). SNEP. Consultado em 12 de outubro de 2013 
  85. «The Best Selling Singles of 2006 - IRMA Singles Chart » Shakira - Hips Don't Lie» (em alemão). Irish Recorded Music Association. Consultado em 12 de outubro de 2013 
  86. «The Best Selling Singles of 2006 - Airplay Chart top 40 » Shakira - Hips Don't Lie» (em francês). BEA. Consultado em 12 de outubro de 2013 
  87. «The Best Selling Singles of 2006 - Airplay Chart top 50 » Shakira - Hips Don't Lie» (em alemão). BEA. Consultado em 12 de outubro de 2013 
  88. a b Nielsen Business Media, Inc. «Ö3 Austria Top 40 » Shakira Album & Song Chart History». Billboard (em alemão). Consultado em 27 de outubro de 2012 
  89. «The Best Singles Singles of 2006 - Ö3 Austria Top 40 » Shakira - Hips Don't Lie» (em alemão). Ö3 Austria Top 40. Consultado em 12 de outubro de 2013 
  90. «Media Control Charts » Shakira Album & Song Chart History» (em alemão). Media Control Charts. Consultado em 12 de setembro de 2013 
  91. a b c d Caracol Televisión (31 de julho de 2006). «Shakira llegó al número uno del último listado del legendario programa de música británico, Top of the Pops» (em inglês). Caracol Radio. Consultado em 12 de setembro de 2013 
  92. «Airplay Chart top 50 » Shakira Album & Song Chart History» (em alemão). BEA. Consultado em 12 de setembro de 2013 
  93. «Airplay Chart top 40 » Shakira Album & Song Chart History» (em francês). BEA. Consultado em 12 de setembro de 2013 
  94. «Crowley Broadcast Analysis Brasil» (PDF). Nielsen Business Media, Inc. Crowley Broadcast Analysis. BBP. Billboard Brasil. 2 páginas. 2 de Outubro de 2006. ISSN 977-217605400-2 Verifique |issn= (ajuda) 
  95. «IFPI Dinamarca » Shakira Album & Song Chart History» (em dinamarquês). IFPI Dinamarca. Consultado em 12 de setembro de 2013 
  96. Official Charts Company (4 de agosto de 2006). «Shakira's Hips are just too much for Christina» (em inglês). Scottish Daily Record & Sunday. Consultado em 22 de novembro de 2013 
  97. «Radio Airplay Chart » Shakira - Hips Don't Lie» (em espanhol). Productores de Música de España. Consultado em 27 de outubro de 2012 
  98. Nielsen Business Media, Inc. «Billboard Hot 100 » Shakira Album & Song Chart History» (em inglês). Billboard. Consultado em 11 de julho de 2013 
  99. Nielsen Business Media, Inc. «Mainstream Top 40 » Shakira Album & Song Chart History» (em inglês). Billboard. Consultado em 11 de julho de 2013 
  100. Nielsen Business Media, Inc. «Latin Streaming Songs » Shakira Album & Song Chart History» (em inglês). Billboard. Consultado em 11 de julho de 2013 
  101. «Latin Pop Songs». Nielsen Business Media, Inc. Billboard. 118, Nº 27. 72 páginas. 8 de Julho de 2006. ISSN 0006-2510 
  102. Nielsen Business Media, Inc. «Hot Latin Tracks » Shakira Album & Song Chart History» (em inglês). Billboard. Consultado em 11 de julho de 2013 
  103. Nielsen Business Media, Inc. «Pop Songs » Shakira Album & Song Chart History» (em inglês). Billboard. Consultado em 11 de julho de 2013 
  104. «IFPI Finlândia » Shakira Album & Song Chart History» (em finlandês). IFPI Finlândia. Consultado em 12 de setembro de 2013 
  105. «SNEP » Shakira Album & Song Chart History» (em francês). Syndicat National de l'Édition Phonographique. Consultado em 12 de setembro de 2013 
  106. «Magyar Hanglemezkiadók Szövetsége » Shakira Album & Song Chart History» (em húngaro). Magyar Hanglemezkiadók Szövetsége. Consultado em 12 de setembro de 2013 
  107. «IRMA Singles Chart » Shakira Album & Song Chart History» (em irlandês). Irish Recorded Music Association. Consultado em 12 de setembro de 2013 
  108. «Federazione Industria Musicale Italiana » Shakira Album & Song Chart History» (em italiano). Federazione Industria Musicale Italiana. Consultado em 27 de outubro de 2012 
  109. Nielsen Business Media, Inc. «エイミー•ワインハウスアルバム&ソングチャートの歴史 » 株式会社オリコン » 日本ホット100» (em japonês). 株式会社オリコン. Billboard. Consultado em 12 de setembro de 2013 
  110. «VG-lista » Shakira Album & Song Chart History» (em norueguês). IFPI Noruega. Consultado em 12 de setembro de 2013 
  111. «MegaCharts » Shakira Album & Song Chart History» (em holandês). MegaCharts. Consultado em 12 de setembro de 2013 
  112. «NL Radio Songs » Shakira Album & Song Chart History» (em holandês). MegaCharts. Consultado em 12 de setembro de 2013 
  113. Nielsen Business Media, Inc. «Portugal Digital Songs » Shakira Album & Song Chart History» (em inglês). Billboard. Consultado em 16 de janeiro de 2014 
  114. «UK Singles Chart » Shakira Album & Song Chart Story» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 12 de setembro de 2013 
  115. Official Charts Company. «Top 40 Digital Singles, 14th August 2006» (em inglês). BBC Music. Consultado em 12 de setembro de 2013 
  116. «IFPI Česká Republika » Shakira Album & Song Chart History» (em inglês). IFPI Česká Republika. Consultado em 12 de setembro de 2013 
  117. Russian Music Charts (25 de maio de 2006). «Российские музыкальные чарты » Шакира Альбом & Песня График История». Lenta.ru (em russo). Consultado em 27 de outubro de 2012 
  118. «The Official Swedish Chart Company  » Shakira Album & Song Chart History» (em sueco). The Official Swedish Chart Company. Consultado em 12 de setembro de 2013 
  119. «Schweizer Hitparade » Shakira Album & Song Chart History» (em alemão). The Official Swiss Chart Company. Consultado em 12 de setembro de 2013 
  120. «Czech Airplay Chart » Shakira Album & Song Chart History» (em checo). International Federation of the Phonographic Industry. Consultado em 27 de outubro de 2012 
  121. «Billboard Euro Digital Songs». Nielsen Business Media, Inc. Billboard. 118, N.º 28. 60 páginas. 15 de Julho de 2006. ISSN 0006-2510 
  122. «Record Report » Shakira Album & Song Chart History» (em espanhol). Record Report. Consultado em 27 de outubro de 2012 
  123. Certificações recebidas por "Hips Don't Lie":
  124. Zinc Media, Inc. «Alemanha, Áustria e Suíça: Shakira & Wyclef Jean » 'Hips Don't Lie'» (em inglês). Discogs. Consultado em 25 de maio de 2014 
  125. Zinc Media, Inc. «União Europeia: Shakira & Wyclef Jean » 'Hips Don't Lie'» (em inglês). Discogs. Consultado em 25 de maio de 2014 
  126. Zinc Media, Inc. «Austrália: Shakira & Wyclef Jean » 'Hips Don't Lie'» (em inglês). Discogs. Consultado em 25 de maio de 2014 
  127. Amazon Media, Inc. «Shakira & Wyclef Jean » 'Hips Don't Lie' - CD single» (em inglês). Amazon.com. Consultado em 25 de maio de 2014 
  128. Zinc Media, Inc. «Shakira & Wyclef Jean » 'Hips Don't Lie'» (em inglês). Discogs. Consultado em 6 de novembro de 2013 
Notas
A - No Canadá, "Hips Don't Lie" foi premiado com dois discos de platina pelos downloads pagos e com um terceiro devido aos ringtones feitos no país. Nos Estados Unidos, o mesmo se repetiu, sendo que neste o single conseguiu três discos de platinas pelas vendas digitais e dois pelos ringtones, totalizando cinco platinas recebidas no país.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]