Humberto Gessinger

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Humberto Gessinger
HUMBERTO GESSINGER in plaid jacket.jpg
Informação geral
Nome completo Humberto Gessinger
Nascimento 24 de dezembro de 1963 (53 anos)
Origem Porto Alegre, Rio Grande do Sul
País  Brasil
Gênero(s) Rock and roll, pop rock, rock progressivo, folk rock
Instrumento(s) Guitarra, violão, teclado, baixo, harmônica, piano, viola caipira, bandolim, acordeão, percussão, bateria, gaita
Modelos de instrumentos Baixos: Rickenbacker 4003, Yamaha TRB JP1, Warwick Corvette, Warwick Fortress Masterman, Warwick Thumb Bass, Mayones Caledonius, Doubleneck Squier Precision+Stratocaster, Doubleneck Squier Jaguar+Telecaster, Steinberger XL, XQ, XM e doubleneck
Guitarras: Gibson SG
Fender Telecaster
Gibson Les Paul
Gibson 350 e 335,
Steinberger GM,
Gibson Flying V e SG
Violões: Gibson,
Guild,
bandolim Fender,
Dobro Fender
Período em atividade 1985 – atualidade
Gravadora(s) BMG
Universal Music Group
Som Livre
STR Música
Coqueiro Verde Records
Deckdisc
Afiliação(ões) Engenheiros do Hawaii
33 De Espadas
Duca Leindecker
Pouca Vogal
Rodrigo Tavares
Trio Grande do Sul, David Ballot
Página oficial Página oficial
Humberto Gessinger em show da turnê Insular.

Humberto Gessinger (Porto Alegre, 24 de dezembro de 1963) é vocalista, baixista, pianista, guitarrista, gaitista, violonista, acordeonista, escritor brasileiro.[1] Considerado um dos artistas mais completos da atualidade. É o líder da banda Engenheiros do Hawaii, Fez turnê ao lado do guitarrista Duca Leindecker, trabalhou no projeto Pouca Vogal,[2][3] Insular, Louco Pra Ficar Legal e o mais recente projeto: 'Desde Aquela Noite', com uma turnê intitulada 'Desde Aquele Dia' em homenagem aos 30 anos do disco "A Revolta dos Dândis".

Gessinger, descendente de alemães (da parte paterna) e italianos (da parte materna), já escreveu para colunas em jornais, apesar de não ter formação na área. Ao contrário do que muitos pensam, Gessinger não se formou em engenharia, tendo realmente estudado arquitetura, desta forma, o nome da banda era uma "piada" com os estudantes de engenharia.

Vida e carreira[editar | editar código-fonte]

Humberto Gessinger cursou a Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, porém não até o fim.[4] Em 1986 gravou com os Engenheiros do Hawaii seu primeiro disco, Longe Demais das Capitais sendo o único integrante original a permanecer na banda até entrarem em hiato, iniciado em 2008.[5] É casado com a arquiteta Adriane Sesti, antiga colega de escola e faculdade, e com ela tem uma filha chamada Clara (nascida em 1992).[6]

Em 2013, anunciou seu novo disco de estúdio. É um álbum solo, com participações de integrantes antigos dos Engenheiros do Hawaii, como Adal Fonseca, Luciano Granja, Lucio Dorfman, Fernando Aranha, Pedro Augusto e Gláucio Ayala. Os músicos de turnê são Rodrigo Tavares (Esteban, ex-Fresno) na guitarra e Rafael Bisogno na bateria. Humberto é baixista e o multi-instrumentista da banda. O disco se chama Insular.

Em maio de 2014 gravou em Belo Horizonte o seu novo DVD, ao lado de Tavares e Bisogno, lançado em dezembro. O DVD Insular Ao Vivo também conta com participações de Paulinho Goulart, Luiz Carlos Borges, Duca Leindecker, Bebeto Alves e Gláucio Ayala.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Engenheiros do Hawaii[editar | editar código-fonte]

  • 1986 - Longe Demais das Capitais (BMG)
  • 1987 - A Revolta dos Dândis (BMG)
  • 1988 - Ouça o que Eu Digo, Não Ouça Ninguém (BMG)
  • 1989 - Alívio Imediato (BMG)
  • 1990 - O Papa é Pop (BMG)
  • 1991 - Várias Variáveis (BMG)
  • 1992 - Gessinger, Licks & Maltz (BMG)
  • 1993 - Filmes de Guerra, Canções de Amor (BMG)
  • 1995 - Simples de Coração (BMG)
  • 1997 - Minuano (BMG)
  • 1999 - ¡Tchau Radar! (Universal Music)
  • 2000 - 10.000 Destinos (Universal Music)
  • 2001 - 10.001 Destinos (Universal Music)
  • 2002 - Surfando Karmas & Dna (Universal Music)
  • 2003 - Dançando no Campo Minado (Universal Music)
  • 2004 - Acústico MTV (Universal Music)
  • 2007 - Novos Horizontes (Universal Music)

Humberto Gessinger Trio[editar | editar código-fonte]

  • 1996 - Humberto Gessinger Trio

Pouca Vogal (Humberto Gessinger & Duca Leindecker)[editar | editar código-fonte]

  • 2008 - Pouca Vogal: Gessinger + Leindecker (Independente)
  • 2009 - Ao Vivo Em Porto Alegre (Independente / Som Livre)

Carreira solo[editar | editar código-fonte]

Em setembro de 2013, Gessinger lançou "Insular", seu primeiro álbum solo, o 20º de toda a carreira do cantor e o primeiro de músicas inéditas após Dançando no Campo Minado (2003). O repertório conta com participações de artistas reconhecidos da cena musical gaúcha: Luís Carlos Borges, Bebeto Alves, Nico Nicolaiewsky, o guitarrista Frank Solari e Rodrigo Tavares ("Esteban", ex-Fresno).

Sobre seu novo trabalho, Humberto disse: "Fui muito rigoroso na escolha do repertório, na busca dos convidados, da formação certa para cada música. Nesta estrada já longa, com 19 discos, aprendi que cada um deles tem sua maneira de chegar ao ouvinte. Acho que Insular está entre os discos mais misteriosos que gravei, cheio de detalhes, várias camadas, ligações entre as músicas, coisas que o pessoal vai descobrindo aos poucos. Não esperei dez anos para gravar um disco que ficasse velho em quinze minutos."

A turnê de "Insular", com Gessinger (baixo, guitarra, acordeom, voz e outros instrumentos) e seu power trio formado por Tavares (guitarra) e Rafael Bisogno (bateria e percussão), originou o DVD Insular ao vivo, gravado em Maio de 2014 em Belo Horizonte e incluindo versões acústicas gravadas em uma vinícola em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha. Entre os convidados, Duca Leindecker (integrante do Cidadão Quem, que formou com Gessinger o projeto Pouca Vogal), Gláucio Ayala (ex-baterista do Engenheiros) e os já citados Luís Carlos Borges e Bebeto Alves.

Em 2016, Humberto lançou o EP "Louco Pra Ficar Legal", para divulgação de sua nova turnê, com as músicas Faz Parte e Pra Ficar Legal. A banda do cantor passou a contar com o guitarrista Nando Peters, ex-Cidadão Quem, que entrou no lugar de Tavares ainda no final da turnê anterior.

Em março de 2017, Gessinger anunciou a turnê "Desde Aquele Dia", em comemoração aos 30 anos do álbum A Revolta dos Dândis, e um novo compacto: "Desde Aquela Noite", que traz gravações inéditas de canções já registradas anteriormente por seus coautores: "Alexandria" (parceria com Tiago Iorc gravada por este no álbum Troco Likes, de 2015), "O Que Você Faz à Noite" (composta com Dé, baixista do Barão Vermelho, e registrada no álbum Carnaval, de 1988) e "Olhos Abertos" (de autoria de Gessinger com o grupo Capital Inicial, que a lançou em Todos os Lados, álbum de 1989.[7]

Na turnê comemorativa, ao lado de Peters e Bisogno, Humberto toca na íntegra as canções de "A Revolta dos Dândis" e do compacto em meio a outros sucessos da carreira.[8]

Videografia[editar | editar código-fonte]

Engenheiros do Hawaii[editar | editar código-fonte]

  • 1993 - Filmes de Guerra, Canções de Amor (BMG)
  • 1996 - Clip Zoom (BMG)
  • 2000 - 10.000 Destinos (BMG)
  • 2004 - Acústico MTV (Universal Music)
  • 2007 - Novos Horizontes (Universal Music)

Pouca Vogal (Humberto Gessinger & Duca Leindecker)[editar | editar código-fonte]

  • 2009 - Ao Vivo Em Porto Alegre (Independente / Som Livre)

Livros[editar | editar código-fonte]

Humberto Gessinger já lançou cinco livros, a saber:[9]

Referências

  1. «Fnac Campinas terá noite de autógrafos e bate-papo com Humberto Gessinger». Campinas.com. 25 de novembro de 2013. Consultado em 17 de abril de 2014 
  2. «Humberto Gessinger participa do bate-papo "Com a Palavra", no StudioClio». Zero Hora. 15 de abril de 2014. Consultado em 16 de abril de 2014 
  3. Kley, Edinara. «Lages sedia 1º Salão do Livro da Serra Catarinense». RBS. Notícias do Dia. Consultado em 16 de abril de 2014 
  4. «Engenheiros do Hawaii». Instituto Cultural Cravo Albin. Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Consultado em 16 de abril de 2014 
  5. «Engenheiros do Hawaii anunciam pausa por tempo indeterminado». Terra. Cifra club. 22 de julho de 2008. Consultado em 16 de abril de 2014 
  6. «Lar de Humberto Gessinger». UOL. Caras. 2008. Consultado em 16 de abril de 2014 
  7. «Humberto Gessinger – Desde Aquela Noite | Deckdisc». deckdisc.com.br. Consultado em 12 de março de 2017 
  8. «Show no Rio mostra a habilidade de Gessinger na 'infinita highway' pop | G1 Música Blog do Mauro Ferreira». Mauro Ferreira 
  9. Dias, Tiago (27 de setembro de 2013). «Gaúcho é um pouco chorão, não consegue se misturar, diz Humberto Gessinger». UOL. Consultado em 17 de abril de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Humberto Gessinger