No Line on the Horizon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para a canção do álbum, veja No Line on the Horizon (canção).
No Line on the Horizon
Álbum de estúdio de U2
Lançamento 27 de fevereiro de 2009
Gravação 2007–2008:
Gênero(s) Rock
Duração 53:44
Gravadora(s) Mercury, Island, Interscope
Produção Brian Eno, Daniel Lanois, Steve Lillywhite
Cronologia de U2
How to Dismantle an Atomic Bomb
(2004)
Songs of
Innocence

(2014)
Singles de No Line on the Horizon
  1. "Get on Your Boots"
    Lançamento: 16 de fevereiro de 2009
  2. "Magnificent"
    Lançamento: 4 de maio de 2009
  3. "I'll Go Crazy If I Don't Go Crazy Tonight"
    Lançamento: 7 de setembro 2009

No Line on the Horizon é o décimo segundo álbum de estúdio da banda de rock irlandesa U2. Lançado em 27 de fevereiro de 2009, foi o primeiro registro da banda desde o álbum How to Dismantle an Atomic Bomb (2004), marcando o maior intervalo entre os álbuns da carreira do U2. A banda originalmente pretendia lançar as músicas em dois EP, mas depois combinou o material. O fotógrafo Anton Corbijn lançou um filme companheiro, Linear, a ser lançado junto com o álbum acompanhando várias edições especiais.

A banda começou a trabalhar no álbum em 2006, com o produtor Rick Rubin, mas ignorou a maior parte do material das sessões. De maio de 2007 a dezembro de 2007, a banda colaborou com Brian Eno e Daniel Lanois, que produziu e co-escreveu muitas das novas canções. A escrita e gravação ocorreu nos Estados Unidos, Reino Unido, Irlanda e Marrocos. O grupo destina-se a liberação de No Line on the Horizon em novembro de 2008, após compor de 50 a 60 canções, eles adiaram o lançamento, porque queria continuar a escrever.

Antes do lançamento, o U2 indicou que Eno e Lanois no envolvimento do álbum, bem como o tempo da banda em Fez, Marrocos, resultou em gravar músicas experimentais mis do que seus dois álbuns anteriores, a banda comparou a mudança no estilo observado entre The Joshua Tree (1987) e Achtung Baby (1991). Após a sua libertação, No Line n the Horizon recebeu opiniões favoráveis em geral, embora muitos críticos que ela não eram tão experimental como foi sugerido anteriormente. O álbum não foi tão bem sucedido comercialmente como previsto, a banda expressa a sua decepção com a venda relativamente baixo de 5 milhões de cópias. A banda tomou o álbum como base da turnê U2 360º Tour.

Gravação e produção[editar | editar código-fonte]

Abordagem das sessões com Rick Rubin[editar | editar código-fonte]

Em 2006, o U2 começou a trabalhar no seguimento do álbum anterior How to Dismantle an Atomic Bomb, colaborando com o produtor Rick Rubin no sul da França e no Abbey Road Studios em Londres.[1][2] Mais tarde naquele ano, a banda lançou duas músicas dessas sessões sobre a coletânea U218 Singles: a capa do Skids, "The Saints Are Coming", com o Green Day, e "Window in the Skies". Em janeiro de 2007, o vocalista Bono disse que o U2 pretendia tomar o seu próximo álbum em uma direção musical diferente de seus lançamentos anteriores poucos. Ele disse: "Nós vamos continuar a ser uma banda, mas talvez o rock vai ter que ir, tem rock muito mais difícil para conseguir. Mas talvez, seja o que for, ele não vai ficar onde está".[3]

Rubin promoveu uma abordagem de "back to basics", e queria que o grupo trouxesse músicas prontas para o estúdio. Esta abordagem entrou em conflito com U2 no estilo de gravação de "forma livre", pelo material improvisado no estúdio.[4] Eles finalmente decidiram terminar a gravação com Rubin, embora o material dessas sessões tenha sido arquivado, o grupo manifestou interesse em revisitar-lo no futuro.[5] Eles posteriormente empregaram Brian Eno e Daniel Lanois como principais produtores e co-escritores. Steve Lillywhite também foi trazido para produzir algumas faixas.[4][6]

Sessões com Brian Eno e Daniel Lanois[editar | editar código-fonte]

A banda começou a trabalhar com Eno e Lanois em junho de 2007. Bono tinha aceito o convite de para o "World Sacred Music Festival" em Fez, no Marrocos, e convidou seus companheiros de banda, bem como Eno e Lanois, a participar.[7] Eles alugaram o "Riad Morrocos" no "Hotel Riad Yacout" e transformou-a em uma gravação improvisada estúdio,[8][9][10] a intenção de criar "hinos futuros", músicas que seriam tocadas para sempre.[7]

O grupo passou duas semanas em Fez. Gravação durante o festival expostos ao grupo hindu e música judaica , cantando sufi e bateria Joujouka. As influências exóticas os inspirou a perseguir um som mais experimental.[7][9][11] O baixista da banda, Adam Clayton, disse que a música que ouviam em Fez "teve um primitivismo... mas havia um outro mundo que sentia, houve uma conexão com a escala árabe".[7] Eno insistiu que o baterista Larry Mullen Jr. usasse uma bateria eletrônica.[12] A banda descreveu, muitas das faixas concebidas nestas sessões, como inadequados para rádios ou para tocar ao vivo.[7] O "open-air" do riad permitiu ao grupo para ouvir o canto dos pássaros, captados na introdução da canção "Unknown Caller".[13] As músicas "Moment of Surrender", "White as Snow", "No Line on the Horizon" e "Unknown Caller", foram escritos neste momento, cada faixa foi gravada num único take.[10] Depois de deixar Fez, a banda gravou, em Hanover Quay Studios, em Dublin, o Platinum Sound Recording Studios, em Nova Iorque, e Olympic Studios, em Londres.[9][14][15]

"Nada disso (de música experimental) realmente apareceu no registro... porque soôu um tipo de sintético. Soôu algo como 'world music' add-on. Tenho certeza de que teria recebido algumas pessoas dizendo, 'oh, que interessante, eles dividiram em música Norte Africana', mas na verdade ele só não soôu convincente. Ficamos muito impressionados com a música enquanto nós estávamos lá, mas não havia nenhuma maneira realista ou emocionalmente satisfatória de se casá-lo usando a música que estávamos fazendo".

Brian Eno [16]

Em entrevistas de pré-lançamento, o U2 em comparação a extensão de sua mudança esperada no estilo musical de Achtung Baby.[12][17] A banda escalada para trás às atividades experimentais, no entanto, Larry Mullen Jr. observou: "A certa altura, chega a realidade, e você vai. O que vamos fazer com esse material ?. Será que vamos lançar este tipo de meandros da experimentação, ou vamos bater algumas canções com isso ?".[7] Bono recomendou esta opinião, afirmando: "Fomos tão longe no canto sufi, e o tipo de música em êxtase, que nós tínhamos a terra e encontrar um contraponto."[7] Eno comentou que muitos dos "mais contemplativos e sonoramente músicas aventureiras" havia sido derrubado, atribuindo a falta de música de inspiração africana a sua sonoridade "sintética" e convincente quando combinadas com outras músicas.[18][4][16][19]

Clayton filmou o progresso durante a produção do álbum, esses vídeos foram adicionados para assinantes do site oficial da banda, U2.com.[20] Em 16 de agosto de 2008, foram gravadas escutas, com várias músicas tocando a partir da casa de praia Bono em Èze, na França. Estes "clips-de-praia" foram enviados para o You Tube, mas removidos a pedido da gravadora Universal Music Group (ou UMG).[21] Em novembro de 2008, o guitarrista do U2, The Edge, confirmou que estava trabalhando no título do álbum, No Line on the Horizon, e observou que a banda teve que mover-se rapidamente para completar a mistura para atender a nova data de lançamento em fevereiro.[22] Em entrevista à Revista Q, o grupo revelou que o rapper will.i.am, tinha trabalhado com eles na faixa "I'll Go Crazy If I Don't Go Crazy Tonight".[23]

Em dezembro de 2008, o U2 gravou no "Olympic Studios", em Londres, dando os retoques finais para o álbum[9] e fazendo várias alterações ao seu conteúdo. O grupo havia planejado para liberar o material como dois Extended plays, intitulado "Daylight and Darkness", mas durante estas sessões decidiu compilar as melhores músicas para um álbum.[24] A banda se esforçou para terminar "Stand Up Comedy", uma canção que tinha vindo a trabalhar desde as sessões em Fez, a 16 meses antes. A canção tinha sido através de várias iterações e títulos, incluindo "For Your Love" e "Stand Up".[9] U2 cortou a canção "Winter" do álbum, uma canção que Eno instou-os a concluir, e "Every Breaking Wave", que cortaram-na para reduzir o tempo de funcionamento o álbum.[7][25] "Winter" aparece no acompanhamento do filme de Anton Corbijn, Linear, e em 2009, no filme de guerra com os astros estadounidenses Tobey Maguire, Jake Gyllenhaal e Natalie Portman, no filme Entre Irmãos (Brothers, nos Estados Unidos).[26][27] Ambas as canções, tinham sido mencionados nos comentários do álbum de pré-lançamento.[9][23][28]

A banda mudou muito dos nomes das faixas durante a gravação, o novo título "French Disco" para "Magnificent, e de "Crazy Tonight" para "I'll Go Crazy If I Don't Go Crazy Tonight". "Cromo Chords" se tornou "Tripoli" e, finalmente tornou-se a canção "Fez – Being Born".[9][29][30] A banda considerava "Fez - Being Born" e "Get on Your Boots", como abridores de álbum, mas acabou por decidir em "No Line on the Horizon".[29][31] No final das sessões, a banda optou por incluir o "White as Snow", uma música tranquila sobre um soldado morrendo no Afeganistão, para equilibrar as pesadas músicas anteriores.[25] Com exceção desta faixa, o U2 já havia tentado a manter o tema da guerra fora do álbum. No início de dezembro de 2008, Clayton disse: "esta é definitivamente a última semana de gravação. Mas, novamente, na semana passada era definitivamente a última semana de gravação, e uma semana antes disso".[9] As sessões finais, terminou no final deste mês.[19] No Line on the Horizon é dedicado a Rob Partridge, que assinou sua primeira banda gravadora em 1979 e morreu de câncer no final de 2008.[32]

Linear[editar | editar código-fonte]

Linear, um filme dirigido por Anton Corbijn, é incluído como digipak, revista, caixa e edição de luxo do álbum no iTunes.[33][34][35] A ideia para o filme originou de uma gravação de vídeo do U2 em junho de 2007, durante o qual Corbijn pediu a banda para ficar parado, enquanto ele filmava-os para criar uma "fotografia no filme", a banda não se mexeu, mas os objetos em torno deles se mexiam.[36] Impressionado, a banda acredita que o álbum online escuta experiência poderia ser reforçada com imagens em movimento. Em maio de 2008, eles encomendaram Corbijn para criar o filme.[36] Corbijn afirmou que Linear não é um vídeo de música, mas "uma nova forma de ouvir um registro" e "nova forma de usar filmes para se conectar a música".[37]

O filme é baseado em uma história de Corbijn e Bono, e inclui vários dos personagens criado por Bono para o álbum. O enredo centra-se em um oficial da motocicleta parisiense, interpretado por Saïd Taghmaoui. O personagem tornou-se desiludido com sua vida e do conflito entre os imigrantes e a polícia na cidade, fazendo com que ele deixe de ver sua namorada em Trípoli.[26][36] A ordem das músicas no filme é o representante de No Line on Horizon.[26]

Sequência do álbum[editar | editar código-fonte]

Em fevereiro de 2009, Bono declarou que, até o final do ano, U2 lançaria um álbum composto por material descartado a partir das sessões de No Line. Bono rotulou como "um álbum mais meditativo sobre o tema da peregrinação".[9] Provisoriamente intitulado "Songs of Ascent", seria uma versão irmã de No Line on the Horizon, semelhante a Zooropa em relação à Achtung Baby.[38] Em junho de 2009, Bono disse que, embora nove faixas tivessem sido cumpridos, o álbum só seria liberado se a sua qualidade superasse a de No Line on the Horizon.[5] Em dezembro de 2009, um relatório afirmava que a banda tinham vindo a trabalhar no estúdio com a objetivo de um lançamento para meados de 2010.[39] A banda revelou que o primeiro single foi destinado a ser a canção "Every Breaking Wave".[38][40]

Em abril de 2010, o gerente do U2, Paul McGuinness, confirmou que o álbum não poderia ser concluído até junho, mas informou que "uma versão antes do final do ano está cada vez mais provável".[41] Em outubro de 2010, Bono declarou que o novo álbum seria produzido por Danger Mouse, e que já havia 12 canções sido concluídas. Ele também observou que o U2 estava trabalhando em um álbum de música de dança, no espírito de "remixes do U2 na década de 1990".[42] McGuinness disse que o álbum seguinte foi programado para uma liberação 2011.[43]

Promoção e singles[editar | editar código-fonte]

Rua "U2 Way" foi adicionada à rua "53rd Street" em Manhattan, durante a promoção do álbum.

Para promover No Line on the Horizon, a banda tocou "Get on Your Boots" no 51º Grammy Award, o Brit Awards 2009 e no Echo Awards 2009, embora o álbum não ter sido elegível para os prêmios em qualquer das cerimônias.[4][44][45] A banda mais tarde apareceu na televisão e na rádio francesa em 23 de fevereiro de 2009, e em 26 de fevereiro de 2009, eles gravaram um segmento de Friday Night with Jonathan Ross, que foi ao ar no dia seguinte.[29][46][47] Em 27 de fevereiro, o U2 fez uma aparição em uma sessão de "Live Lounge" da BBC Radio 1, seguido de um mini-concerto no telhado de Broadcasting House.[48][49] Na semana de 2 de março de 2009, a banda apareceu na emissora americana CBS, Late Show with David Letterman durante cinco noites consecutivas, a primeira vez que um convidado musical tinha realizado durante uma semana inteira sobre o show.[50] O grupo cantou "Breathe", "Magnificent", "I'll Go Crazy If I Don't Go Crazy Tonight", "Beautiful Day" e "Get on Your Boots". Em 3 de março, Michael Bloomberg, prefeito de Nova Iorque, acrescentou um sinal de leitura, a rua "U2 Way" na rua 53 em Manhattan, para a semana que o U2 realizou no Late Show.[51] U2 também se apresentou na Universidade Fordham, em 6 de março de 2009 para uma aparição no American Broadcasting Company (ABC) Good Morning America.[52] De 9 a 11 de março, a banda participou do "U2 3 Nights Live", uma série de entrevistas de rádio e apresentações que foram transmitidas na América do Norte e transmitida ao vivo pelo site U2.com.[53]

De 11 a 17 de fevereiro de 2009, o site U2.com organizou uma promoção, onde 4 mil fãs poderiam ganhar uma coleção de edições, em uma caixa que continha singles lançados de No Line on the Horizon.[54] Uma versão alternativa do faixa-título, "No Line on the Horizon 2", estreou na "RTÉ 2XM", em 12 de fevereiro de 2009, que mais tarde foi usado como b-side do primeiro single, "Get on Your Boots".[55] O álbum completo começou no Streaming, do grupo MySpace a página do dia 20 de fevereiro de 2009, e no U2.com, alguns dias depois.[56]

4 singles estavam previstos para ser lançado do álbum, das quais três foram libertados em abril de 2010.[54] O primeiro single, "Get on Your Boots", foi lançado como um download digital em 19 de janeiro de 2009, e em um formato físico em 16 de fevereiro de 2009.[34][57] O iTunes, a loja realizou os direitos exclusivos de download digital do single para as primeiras 24 horas.[34] O segundo single, "Magnificent", foi lançado em 4 de maio de 2009.[58] O terceiro single, "I'll Go Crazy If I Don't Go Crazy Tonight", foi lançado em 7 de setembro de 2009.[59]

U2 360º Tour[editar | editar código-fonte]

Ver também: [[:U2 360º Tour|U2 360º Tour]]
Apresentação em julho de 2009, durante a turnê "U2 360º Tour" em Dublin, na Irlanda.

Após o lançamento de No Line on the Horizon, a banda fez uma turnê por estádios do mundo inteiro, intitulada '"U2 360° Tour". A partir de 30 de junho de 2009, em Barcelona[60], a turnê incluiu shows na Europa e América do Norte em 2009, 2010 e 2011.[61][62] Os concertos apresentava um palco de 360 graus, onde o público cercavam-nos.[63] A ideia do palco, com algumas sugestões de projeto inicial, havia sido proposto ao grupo pelo cenógrafo "Willie Williams" na final do "Vertigo Tour" em 2006.[64] A 50 metros (165 pés) de altura, o palco de concertos foi o maior já construídas e duas vezes o tamanho do conjunto maior anterior, que foi usado pela banda The Rolling Stones, durante sua turnê "A Bigger Bang Tour". O projeto foi concebido para superar o tradicional aspecto sóbrio de concertos ao ar livre, onde o palco fosse dominado por pilhas em qualquer lado de alto-falantes.[65] Até a conclusão da segunda etapa, a turnê rendeu nos Estados Unidos, mais de US$ 311 milhões a partir de 44 shows, tornando a turnê mais rentável do ano[66], apesar disso, os elevados custos de produção, aproximadamente US$ 750.000 dólares por dia nos Estados Unidos[67], entende que a turnê foi "quebrando".[68]

Faixas[editar | editar código-fonte]

N.º Título Letra Música Produzido por Duração
1. "No Line on the Horizon"   Bono U2, Brian Eno, Daniel Lanois Eno, Lanois, Steve Lillywhite 4:12
2. "Magnificent"   Bono, The Edge U2, Eno, and Lanois Eno, Lanois, Lillywhite 5:24
3. "Moment of Surrender"   Bono U2, Eno, Lanois Eno, Lanois 7:24
4. "Unknown Caller"   U2, Eno, Lanois U2, Eno, Lanois Eno, Lanois, Lillywhite 6:02
5. "I'll Go Crazy If I Don't Go Crazy Tonight"   Bono U2 Lillywhite, Will.I.Am, Declan Gaffney 4:13
6. "Get on Your Boots"   Bono U2 Eno, Lanois, Gaffney 3:25
7. "Stand Up Comedy"   Bono U2 Eno, Lanois, Lillywhite 3:49
8. "Fez – Being Born"   Bono U2, Eno, Lanois Eno, Lanois 5:16
9. "White as Snow"   U2, Eno, Lanois Música tradicional, arranjado por U2, Eno, Lanois Eno, Lanois 4:41
10. "Breathe"   Bono U2 Lillywhite 5:00
11. "Cedars of Lebanon"   Bono U2, Eno, and Lanois Lanois 4:16

Pessoal[editar | editar código-fonte]

Paradas musicais e certificações[editar | editar código-fonte]

Álbum (Fim de ano)
Paradas (2009) Posição
Alemanha Alemanha Álbum Top 100 12[94]
México México Álbum Top 100 15[95]
Precedido por
1000 Stars de Natalie Bassingthwaighte
Australian ARIA Albums Chart - Número 1 (Álbuns de 2009)
9 de Março de 200923 de Março de 2009
Sucedido por
Only by the Night de Kings of Leon
Precedido por
Only by the Night de Kings of Leon
Belgian (Flanders) Albums Chart - Álbum Número 1
7 de Março de 200928 de Março de 2009
Sucedido por
We Zijn Hier Nu Toch de Yevgueni
Precedido por
Wrath de Lamb of God
Canadian Albums Chart - Álbum Número 1
8 de Março de 200929 de Março de 2009
Sucedido por
Fais-moi la tendresse de Ginette Reno
Precedido por
Primera Fila de Vicente Fernández
Mexican Albums Chart - Número 1 (Álbuns de 2009)
9 de Março de 200930 de Março de 2009
Sucedido por
Primera Fila de Vicente Fernández
Precedido por
Invaders Must Die de The Prodigy
UK Albums Chart - Número 1 (Álbuns dos anos 2000)
8 de Março de 200922 de Março de 2009
Sucedido por
Songs for My Mother de Ronan Keating
Precedido por
Fearless de Taylor Swift
US Billboard 200 - Número 1 (Álbuns de 2009)
21 de Março de 200928 de Março de 2009
Sucedido por
All I Ever Wanted de Kelly Clarkson

Referências

  1. Boyd, Brian (27-02-2009). «The background: making No Line on the Horizon». The Irish Times. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 14-11-2010 
  2. Montgomery, James (22-09-2006). «Green Day, U2 Take Historic Collaboration One Step Further By Re-Enacting Beatles' Abbey Road LP Cover» VH1 [S.l.] Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 14-11-2010 
  3. «Bono planning to reinvent U2 sound» RTÉ [S.l.] 02-01-2007. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 14-11-2010 
  4. a b c d Pareles, Jon (02-03-2009). «U2, the biggest of veterans, wants to be the next new thing». The New York Times [S.l.: s.n.] Cópia arquivada desde o original em 29-04-2010. Consultado em 14-11-2010 
  5. a b O'Conner, Brendan (21-06-2009). «U2: Access all areas». Irish Independent. Cópia arquivada desde o original em 29-10-2009. Consultado em 14-11-2010  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "All_areas" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  6. «The best is yet to come» (reprint) Sunday Mirror [S.l.] 2008-07-06. Consultado em 2008-07-22 
  7. a b c d e f g h Hiatt, Brian (05-04-2009). «Taking care of business». Irish Independent. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 14-11-2010 
  8. Calder, Simon (10-11-2007). «Fez, Morocco». The Independent. London [s.n.] Cópia arquivada desde o original em 04-05-2010. Consultado em 14-11-2010 
  9. a b c d e f g h i O'Hagan, Sean (15-02-2009). «The Wanderers». The Guardian. London [s.n.] Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 14-11-2010 
  10. a b Tyaransen, Olaf (11-03-2009). «Reading between the lines». Hot Press. Consultado em 14-11-2010 
  11. Vallely, Paul (2007-12-01). «World Aids Day: the battle has only just begun». The Independent [S.l.: s.n.] Cópia arquivada desde o original em 2009-10-23. Consultado em 2009-08-16 
  12. a b Frenette, Brad (10-03-2009). «U2's No Line On The Horizon: A track-by-track exclusive with producer/co-writer Daniel Lanois». National Post. Cópia arquivada desde o original em 20-10-2009. Consultado em 14-11-2010 
  13. Quan, Denise (02-03-2009). «U2 looks to a new 'Horizon'» CNN [S.l.] Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 14-11-2010 
  14. «No Line on the Horizon». U2.com. Cópia arquivada desde o original em 04-05-2010. Consultado em 14-11-2010 
  15. «U2 to rescue iconic recording studio?». NME. 29-01-2009. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 14-11-2010 
  16. a b Klein, Joshua (02-11-2009). «Brian Eno». Pitchfork Media. Cópia arquivada desde o original em 2010-04-29. Consultado em 14-11-2010 
  17. Kreps, Daniel (2008-09-03). «U2 Pen 'Fifty to Sixty' Songs, New Album Pushed to 2009». Rolling Stone [S.l.: s.n.] Cópia arquivada desde o original em 2009-10-23. Consultado em 2008-09-03 
  18. Patashnik, Ben (26-02-2009). «No Line on the Horizon». NME. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 14-11-2010 
  19. a b Hiatt, Brian (22-01-2009). «Inside U2's Bold New Horizon». Rolling Stone. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 14-11-2010 
  20. «U 2ube». U2.com (subscribers only section). 2009-01-14. Cópia arquivada desde o original em 2009-10-23. Consultado em 2009-03-07 
  21. Burns, John (2008-08-24). «Eavesdropping fan posts new U2 songs on web». The Sunday Times. London [s.n.] Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 23-08-2009 
  22. Eccleston, Danny (14-11-2008). «U2 album still not finished». Mojo [S.l.: s.n.] 
  23. a b «U2 Preview New Album to Q». Q. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 14-11-2010 
  24. «The Superleague of Extraordinary Gentlemen» NME [S.l.] 2009-02-23 
  25. a b Cameron, Keith (2009-02-26). «Adam Clayton Q&A». Mojo. Cópia arquivada desde o original em 29-04-2010. Consultado em 14-11-2010 
  26. a b c «Linear». nolineonthehorizon.com. 2009-01. Cópia arquivada desde o original em 2009-10-23. Consultado em 2009-02-26 
  27. «Nominations and Winners». The Hollywood Foreign Press Association. 15-12-2009. Cópia arquivada desde o original em 15-12-2009. Consultado em 14-11-2010 
  28. Hiatt, Brian (2009-01-22). «U2 Break Down 'No Line on the Horizon'». Rolling Stone. Cópia arquivada desde o original em 2009-10-23. Consultado em 2009-02-15 
  29. a b c Bono; Edge, The; Clayton, Adam; Mullen Jr, Larry (23-02-2009). Exclusive interview with U2 (Radio broadcast) (em French). NRJ. Canal+ 
  30. Brian Eno (27-11-2009). Long, Drawn Out Confession (Video). U2.com. Cópia arquivada desde o original em 05-12-2009. Consultado em 14-11-2010 
  31. Horan, Niamh (28-12-2009). «Is Bono nervous about the new U2 album? You bet». Irish Independent. Cópia arquivada desde o original em 29-10-2009. Consultado em 14-11-2010 
  32. «Rob Partridge, man who signed U2, dies». RTÉ. 26-11-2008. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 14-11-2010 
  33. «'No Line on the Horizon' will be Available in Five Formats». Interscope Records. 19-12-2008. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 15-11-2010 
  34. a b c Cross, Alan (16-01-2009). «The Latest Info on U2's "No Line on the Horizon"». ExploreMusic. Cópia arquivada desde o original em 29-04-2010. Consultado em 15-11-2010 
  35. «No Line on the Horizon (Deluxe Edition)». iTunes Store. Consultado em 15-11-2010 
  36. a b c «Linear Thinking». U2.com (Subscriber's only section). 03-03-2009. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 15-11-2010 
  37. Burgoyne, Patrick (14-04-2009). «U2 Linear: it's not a music video». Creative Review. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 15-11-2010 
  38. a b Hiatt, Brian (04-03-2009). «U2 Talk "Horizon" Follow Up, Spider-Man Musical in Rolling Stone Cover Story». Rolling Stone. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 15-11-2010 
  39. Horan, Niamh (27-12-2009). «U2 make fans' Christmas as they reveal plans for their next album». Irish Independent. Cópia arquivada desde o original em 29-04-2010. Consultado em 15-11-2010 
  40. Hiatt, Brian (01-10-2009). «U2 Beyond the "Horizon": Plans for Next Album Take Shape». Rolling Stone. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 15-11-2010 
  41. «On the Record». U2.com. Live Nation. 14-04-2010. Cópia arquivada desde o original em 29-07-2010. Consultado em 15-11-2010 
  42. «'I was in grave danger': Bono». The Age. 21-10-2010. Cópia arquivada desde o original em 21-10-2010. Consultado em 15-11-2010 
  43. McGreevy, Ronan (18-10-2010). «U2 to release new album in 'early 2011'». Irish Times. Cópia arquivada desde o original em 21-10-2010. Consultado em 15-11-2010 
  44. Donahue, Ann (09-02-2009). «Plant/Krauss, Lil Wayne Win Big At 51st Grammys». Billboard. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 09-12-2010 
  45. «U2, Multi-BRIT Award Winners, to Perform Brand New Single Live at the BRIT Awards 2009 with Mastercard». BRITS.co.uk. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 09-12-2010 
  46. Bono; Edge, The; Clayton, Adam; Mullen Jr, Larry (2009-02-23). Le Grand Journal (Television broadcast) (em French). Canal+ 
  47. «Sir David Attenborough joins Jonathan Ross on BBC One». BBC Press Office. 27-02-2009. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 09-12-2010 
  48. Paine, Andrew; Prince, David J. (27-02-2009). «U2 Plays Surprise London Rooftop Gig». Billboard. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 09-12-2010 
  49. «U2 play surprise rooftop concert» BBC [S.l.] 27-02-2009. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 09-12-2010 
  50. Kreps, Daniel (12-02-2009). «U2 Book Letterman Residency for "No Line on the Horizon" Release Week». Rolling Stone. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 09-12-2010 
  51. Reiss, Adam (04-03-2009). «New York names street 'U2 Way'» CNN [S.l.] Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 09-03-2010 
  52. Pelly, Jenn (06-03-2009). «U2 Rock Fordham University: On the Ground at the "Secret" Set». Rolling Stone. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 09-12-2010 
  53. «U2 kick off '3 Nights Live' in Los Angeles». NME. 10-03-2009. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 09-12-2010 
  54. a b «Box Set Anyone?». U2.com. 11-02-2009. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 09-12-2010 
  55. «RTÉ 2XM to debut U2's title track». RTÉ. 12-02-2009. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 09-12-2010 
  56. Cohen, Jonathan; Lars Brandle (20-02-2009). «U2 Album Leaks, Gets Streamed On MySpace». Billboard. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 09-12-2010 
  57. «Get on Your Boots». U2.com. Cópia arquivada desde o original em 29-04-2009. Consultado em 09-11-2010 
  58. «Magnificent». U2.com. Cópia arquivada desde o original em 2010-04-29. Consultado em 12-12-2010 
  59. «I'll Go Crazy If I Don't Go Crazy Tonight». U2.com. Cópia arquivada desde o original em 29-04-2009. Consultado em 09-12-2010 
  60. «Barcelona, ES». 30-06-2009. Consultado em 09-12-2010 
  61. Waddell, Ray (06-03-2009). «U2 to 'Kiss the Future' on Global Stadium Tour». Billboard. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 09-12-2010 
  62. Cross, Alan (25-05-2010). «The Full Story of Bono's Back and the Fate of the 360 Tour». ExploreMusic. Cópia arquivada desde o original em 25-05-2010. Consultado em 09-12-2010 
  63. «Exclusive: Paul McGuiness on U2's World Tour». Hot Press. 04-03-2009. Consultado em 09-12-2010 
  64. Hiatt, Brian (2009-03-23). «Inside U2's Plans to Rock Stadiums Around the Globe». Rolling Stone. Cópia arquivada desde o original em 23-10-2009. Consultado em 09-12-2010 
  65. Vena, Jocelyn; Kaufman, Gil (09-03-2009). «U2 Reinvent Stadium Rock Shows With 360 Tour» MTV News [S.l.] Cópia arquivada desde o original em 17-05-2010. Consultado em 09-12-2010 
  66. «Best of 2009: Top 25 Tours». Billboard. Cópia arquivada desde o original em 23-12-2009. Consultado em 2010-05-12 
  67. Waddell, Ray (2009-09-23). «U2 manager delighted to bring stage show full circle». Reuters [S.l.: s.n.] Cópia arquivada desde o original em 29-07-2010. Consultado em 09-12-2010 
  68. «Despite $300 Million in Ticket Sales, U2 is Barely Breaking Even». The Cleveland Leader [S.l.: s.n.] 23-10-2009. Cópia arquivada desde o original em 29-07-2010. Consultado em 09-12-2010 
  69. a b Owens, Catherine (2009). "No Line on the Horizon" (Box format hardback book). U2. Interscope Records. B0012638-00. 
  70. «Certification Award Levels». International Federation of the Phonographic Industry. Cópia arquivada desde o original (PDF) em 23 de novembro de 2009. Consultado em 10 de março de 2009 
  71. «Top 75 Artist Album, Week Ending 5 March 2009». Irish Recorded Music Association through chart-track.com. 5 de março de 2009. Cópia arquivada desde o original em 23 de novembro de 2009. Consultado em 6 de março de 2009 
  72. a b «No Line on the Horizon». Ultratop. Consultado em 11 de maio de 2010 
  73. «ARIA Charts – Accreditations – 2009 Albums». Australian Recording Industry Association. Cópia arquivada desde o original em 23 de novembro de 2009. Consultado em 19 de julho de 2009 
  74. Certificações da ABPD
  75. «Chart History – Canadian Albums». Billboard. Cópia arquivada desde de março de 2009 o original Verifique valor |url= (ajuda) em 23 de novembro de 2009. Consultado em 13 de agosto de 2009 
  76. a b «Music Canada: Certification Results». Music Canada. 2009-09-09. Cópia arquivada desde o original em 30 de abril de 2010. Consultado em 30 de abril de 2010 
  77. «U2 Tops European Albums Chart For Third Week». Billboard. 26 de março de 2009. Cópia arquivada desde o original em 23 de outubro de 2009. Consultado em 25 de setembro de 2009 
    «Chart History – European Albums». Billboard. 21 de março de 2009. Cópia arquivada desde de março de 2009 o original Verifique valor |url= (ajuda) em 23 de outubro de 2009. Consultado em 23 de outubro de 2009 
  78. «IFPI Platinum Europe Awards – 2009». International Federation of the Phonographic Industry. Cópia arquivada desde o original em 27 de outubro de 2009. Consultado em 8 de agosto de 2009 
  79. «Platinum Europe Awards – Regulations and Procedures». International Federation of the Phonographic Industry. Cópia arquivada desde o original em 23 de outubro de 2009. Consultado em 8 de agosto de 2009 
  80. a b Thierry Cadet (3 de março de 2009). «Top Albums: U2 détrône enfin Seal!» (em francês). Syndicat National de l'Édition Phonographique. Cópia arquivada desde o original em 23 de outubro de 2009. Consultado em 5 de março de 2009 
  81. «Charts / Longplay / KW 12 (16.03.2009 bis 22.03.2009)» (em alemão). Musicline. Consultado em 11 de maio de 2010 
  82. «Gold/Platin-Datenbank» (em alemão). Bundesverband Musikindustrie. Cópia arquivada desde o original em 23 de outubro de 2009. Consultado em 17 de março de 2009 
  83. «Certificaciones». AMPROFON. Consultado em 11 de maio de 2010 
  84. a b c «Top 100 Albumes» (em espanhol). Promusicae. Cópia arquivada desde o original (PDF) em 23 de outubro de 2009. Consultado em 19 de julho de 2009 
  85. Sexton, Paul (12 de março de 2009). «U2 Debuts At No. 1 In 14 Euro Territories». Billboard. Cópia arquivada desde o original em 23 de outubro de 2009. Consultado em 19 de março de 2009 
  86. a b «Certified Awards Search». BPI. Consultado em 25 de agosto de 2009 
  87. Hasty, Katie (11 de março de 2009). «U2 Tops The Billboard 200». Billboard. Cópia arquivada desde o original em 23 de outubro de 2009. Consultado em 11 de março de 2009 
  88. a b «Gold and Platinum Database Search». RIAA. Consultado em 18 de janeiro de 2010 
  89. «Search the charts». Irishcharts.ie. Consultado em 29 de outubro de 2009 
  90. a b «1ste Ultratop-hitquiz». Ultratop. Consultado em 29 de outubro de 2009 
  91. a b «U2 songs». Billboard. Consultado em 29 de outubro de 2009 
  92. «Single: Top 20 (for the week ending 19 de novembro de 2009)». Nielsen SoundScan. 15 de novembro de 2009. Cópia arquivada desde o original em 21 de novembro de 2009 
  93. «U2 singles». Everyhit.com. Consultado em 29 de outubro de 2009 
  94. «Album Jahrescharts 2009» (em alemão). MTV Germany. Cópia arquivada desde o original em 04-08-2010. Consultado em 2010-08-05 
  95. «Top 100 Album 2009» (PDF) (em espanhol). AMPROFON. Consultado em 09-12-2010