Resident Evil Gaiden

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Resident Evil Gaiden
Capa da versão norte-americana.
Desenvolvedora(s) Capcom
M4
Publicadora(s) CapcomJP,AN
Virgin InteractivePAL
Designer(s) Tim Hull
Escritor(es) Hiroki Kato
Compositor(es) Shahid Ahmad
Plataforma(s) Game Boy Color
Data(s) de lançamento
Gênero(s) Aventura, Ação
Modos de jogo Single Player


Resident Evil: Gaiden (バイオハザードがいでん
Baiohazādo Gaiden?) é um jogo da série lançado para o console portátil Game Boy Color. Antes da produção de Resident Evil: Revelations 2, este era o único jogo tendo como personagem principal Barry Burton. Como a palavra Gaiden (que significa "outra história") sugere, o jogo não faz parte da série principal. O game foi desenvolvido pela empresa, agora extinta, M4 Ltd.

História[editar | editar código-fonte]

A história traz o retorno de dois dos personagens mais amados da série: o policial Leon S. Kennedy (o protagonista de Resident Evil II) e Barry Burton (um ex-membro dos S.T.A.R.S. especialista em armas, que participou do primeiro jogo). Junto com Leon, os dois formaram uma corporação clandestina anti-Umbrella.

Todo o desenrolar da trama se passa no navio cruzeiro Starlight, onde, primeiramente, Leon é enviado para investigar um ataque químico, que transformou todos os tripulantes em zumbis e outras criaturas horrendas (uma coisa bem típica das tramóias da Umbrella), o que mais tarde, deixa claro que as suas hipóteses estavam corretas. Mais tarde, Barry seria enviado para ajudar Leon. Enquanto isso, o rapaz encontra uma sobrevivente no local. Seu nome é Lucia, uma garota que estava muito assustada com tudo que estava acontecendo.

Tyrant, o responsável por toda a contaminação é uma criatura chamada Amoeba, um espécime de sangue verde, que se integra e desintegra o tempo todo, tomando qualquer tipo de forma. A criatura é a mais nova B.O.W. criada pela Umbrella, que acabou escapando misteriosamente e foi parar nesse cruzeiro, matando todos os passageiros.

Visão Geral[editar | editar código-fonte]

Resident Evil: Gaiden foi um jogo de pouco sucesso, sendo de um console de poucos recursos (Game Boy Color) e um tanto repetitivo.

Apesar dos recursos escassos do console em relação aos gráficos, o jogo possui uma história envolvente e um final surpreendente. O que se torna chato é o fato de "todas as salas parecerem iguais" e você acaba se sentindo perdido no meio daquilo tudo, como se estivesse andando em círculos. Outra coisa que incomoda bastante quem joga é a sonoplastia do game. As músicas são enjoativas e repetitivas. Na verdade, existem, no máximo, cinco músicas de fundo diferentes.

Logo de início, é possível encontrar vários manuais e, de tempos em tempos, o jogador é avisado das coisas que poderá fazer, facilitando a jogabilidade. Como inovação, temos o sistema do uso de coletes, adotado somente neste jogo. Existem três tipos de coletes: Kevlar, Titanium e o mais forte, Diamet.

Os jogadores também são apresentados à um "sistema de combate". Por exemplo, não é possível atirar nos zumbis logo de primeira, é preciso estar perto de um deles para enfrentá-lo, então, o jogador é transportado para outra tela, onde é mostrado o "slot dos personagens" (pois você pode estar acompanhado, e inclusive, é possível compartilhar itens), o monstro na sua frente e, no meio da tela, uma barra de saúde. Contudo, entre essa barra, uma outra fica passando, funcionando como uma espécie de mira.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Leon S. Kennedy

No passado, sendo um policial novato, Leon S. Kennedy, atualmente é um dos membros mais bem preparados da organização. Apesar de parecer ingênuo às vezes, Leon possui um grande senso de justiça e está sempre pronto para fazer o necessário por seus companheiros e pelas outras pessoas.

Barry Burton

Um ex-membro da SWAT e dos S.T.A.R.S., Barry é um especialista em armas, trabalha na organização anti-Umbrella e foi enviado ao Starlight em busca de Leon. Barry é um homem de família, que ama a esposa e as filhas acima de tudo. Sua experiência lhe diferencia dos outros agentes de sua equipe.

Lucia

Pouco se sabe sobre essa misteriosa órfã, adotada há dois anos. A garota escolhida por ser "diferente" das outras crianças, e esta mesma diferença, causou problemas aos seus pais adotivos, que decidiram mandá-la para a casa de parentes na Europa, à bordo do Starlight.

HQ

Não é um personagem que aparece regularmente ou que tenha uma participação relevante na trama do jogo. É um agente que acompanha Barry via rádio ao longo do jogo e sua função é simplesmente dar ordens aos dois eventualmente. Ele representa o "Quartel General" da organização da qual os protagonistas fazem parte.

Inimigos[editar | editar código-fonte]

  • Zumbis Normais: São os clássicos zumbis da franquia.
  • Zumbis Femininos: Elas podem envenenar o jogador com seus arranhões e tiram muita energia.
  • Zumbis Armados: Eles estão armados com pés-de-cabra. Existem duas variações desse zumbi: os verdes apenas vomitam no personagem, porém, os azuis lhe atacam com a ferramenta.
  • Zumbi Capitão: É o capitão do submarino da Umbrella Corporation, que após extrair a B.O.W da Lúcia, acaba virando um zumbi. Ele também ataca o jogador com um revólver, uma coisa que os zumbis da franquia não faziam.
  • B.O.W: Aparece em algumas partes do jogo e toda vez que morre se dissolve na forma de uma ameba e desaparece, possuindo três formas.

Dicas[editar | editar código-fonte]

Truque de Munição[editar | editar código-fonte]

Para fazer este truque, o jogador deverá estar na Engine Room, antes de enfrentar a Amoeba (B.O.W.). O personagem deve morrer de propósito e usar a opção Continue. Quando seu personagem voltar, pegue a munição de pistola e morra novamente, em seguida, regresse ao jogo. Faça isso até o jogador possuir 99 balas. É possível também pegar a munição de outras armas nesse local. Tenha a certeza de ter salvado o progresso na Engine Room.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Sites Oficiais[editar | editar código-fonte]

Sites No Brasil[editar | editar código-fonte]

Diversos Na WEB[editar | editar código-fonte]