Santa Missa em Seu Lar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Santa Missa em Seu Lar
Informação geral
Formato Religioso
Duração 60 minutos
País de origem  Brasil
Idioma original (português brasileiro)
Produção
Apresentador(es) D. Fernando Figueiredo
Pe. Marcelo Rossi
Narrador(es) Roberto Talma (chamadas)
Tema de abertura Instrumental
Tema de encerramento Instrumental
Localização Rio de Janeiro, RJ (1963-2008)
São Paulo, SP (2001-presente)
Exibição
Emissora de televisão original Rede Globo (4 de fevereiro de 1968 – presente)
TV Excelsior (setembro de 1963fevereiro de 1968)[1]
Transmissão original setembro de 1963[1] – presente

Santa Missa em Seu Lar é um programa de televisão brasileiro produzido e exibido pela Rede Globo.

História[editar | editar código-fonte]

Estreou em setembro de 1963, na TV Excelsior do Rio de Janeiro, onde ficou até o ano de 1968[1]. É exibido na TV Globo - inicialmente apenas para o Rio de Janeiro - desde o dia 2 de maio de 1965, primeiro domingo de existência da emissora, sendo assim o seu programa mais antigo ainda em exibição[2]. Teve a primeira exibição nacional a partir de 4 de fevereiro de 1968, sendo celebrado por Dom Jaime de Barros, então arcebispo do Rio de Janeiro, e contava sempre com a participação das religiosas da Congregação das Carmelitas Servas dos Pobres[3] O programa possuiu duas versões, a mais antiga era feita no Rio de Janeiro que também exibia as notícias da arquidiocese local. A versão exibida nacionalmente era realizada em São Paulo e ministrada pelo Padre Marcelo Rossi, desde 29 de julho de 2001[4][5][6]. Porém, em algumas emissoras afiliadas à Rede Globo passaram a exibir versões regionais do programa. Desde 1998 não vai ao ar no Rio Grande do Sul e Santa Catarina pela Globo, mas sim, pela TVCOM, emissora aberta/cabo do Grupo RBS, porém, havendo exceções para a Santa Missa nos dias de Natal e Ano-Novo. Mesmo com a nova administração da antiga RBS TV em Santa Catarina, atual NSC TV, o programa ainda não é exibido para o estado, sendo substituído pelo Via Brasil, da GloboNews.

A celebração é destinada a dar conforto espiritual aos doentes, aos presos, aos idosos e aos que não podem se deslocar até uma igreja, por motivos físicos ou outros.

Em 30 de março de 2008, a missa feita no Rio de Janeiro foi transmitida pela última vez[1]. A partir de então todas as missas em São Paulo passaram a ser transmitidas.

Em 24 de outubro de 2010, passou a ser apresentado em horário alternativo no Canal Viva.[7]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d «'Santa missa em seu lar', programa transmitido pela TV Globo, comemora 40 anos no ar». O Globo. 8 de fevereiro de 2008. Cópia arquivada em 3 de maio de 2018 
  2. Segundo a coluna da jornalista Patrícia Kogut, do jornal O Globo do dia 11 de fevereiro de 2008.
  3. «Rede Globo de Televisão. Conheça a programação completa da TV Globo. - TVG_PROGRAMA - Santa Missa». redeglobo.globo.com. Consultado em 13 de fevereiro de 2017 
  4. «Padre Marcelo Rossi». www.padremarcelorossi.com.br. Consultado em 13 de fevereiro de 2017 
  5. «Globo transmitirá missa do padre Marcelo - Política - Estadão». Estadão 
  6. «Folha de S.Paulo - Televisão - Daniel Castro: TV Globo quer missa ao vivo de padre Marcelo». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 13 de fevereiro de 2017 
  7. SP, Redação. «Reprise da Santa Missa no Canal Viva». TV Magazine 
Ícone de esboço Este artigo sobre Televisão no Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.