Cosmologia física

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde abril de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

A cosmologia física, enquanto um ramo da astronomia, é o estudo das estruturas e dinâmicas de maior escala do universo e está atarefada com questões fundamentais sobre sua formação e evolução.[1] Na maior parte da história humana, este foi um ramo da metafísica e religião. Cosmologia, enquanto ciência, originou-se com o princípio copernicano, que implica que corpos celestes seguem leis físicas idênticas às terrenas e a mecânica clássica, que permitiram a compreensão de tais leis.

Cosmologia física, como é compreendida agora, começou com o desenvolvimento da relatividade geral de Albert Einstein, no século XX e observações astronômicas de melhor qualidade de objetos extremamente distantes.

Referências

  1. Para uma visão geral, vide "George FR Ellis. In: Jeremy Butterfield & John Earman. Philosophy of Physics (Handbook of the Philosophy of Science) 3 volume set. [S.l.]: North Holland, 2006. 1183ff pp. Arxiv ISBN 0444515607"
Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.