Accor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Accor
Sede da Accor em Issy-les-Moulineaux
Razão social Accor SA
Tipo Empresa privada
Slogan "Feel Welcome"[1]
(em Inglês)
Cotação Euronext: AC, LSE: 0H59
Indústria Hotelaria
Turismo
Fundação 1967 (50 anos) em Lille, Altos da França,  França
Fundador(es) Gérard Pélisson e Paul Dubrule
Sede Issy-les-Moulineaux, Ilha de França,  França
Área(s) servida(s) Mundo
Pessoas-chave Sebastien Bazin (CEO) [2]
Empregados 180 000 (2014)[3]
Produtos Agência de viagens  • Cassinos  • Hotéis  • Resorts  • Spas
Subsidiárias Adagio  • Formule 1  • Ibis  • Mercure  • MGallery  • Novotel  • Mercure  • Pullman  • Sofitel
Lucro Aumento € 223 milhões (2014)[3]
LAJIR Aumento € 578 milhões (2014)[3]
Faturamento Aumento € 5.45 bilhões (2014)[3]
Website oficial Accorhotels-group.com

Accor SA ou AccorHotels é uma empresa multinacional com sede na França presente nos ramos de hotelaria, agências de viagens, spas e restauração e gestão de casinos. Em 2014, a Accor contava com 3762 hotéis em diversas marcas e classes[4] e operava em 94 países ao redor do mundo.[5]

A Accor é cotada no índice Euronext 100 e no CAC 40, bem como na Bolsa de Valores de Londres.[6] Foi eleita pelo Great Place to Work Institute como a sexta melhor empresa para se trabalhar no Brasil em 2009.[7]

História[editar | editar código-fonte]

Fundação[editar | editar código-fonte]

Em 1967, a Accor abriu seu primeiro hotel em Lille por Gérard Pélisson e Paul Dubrule[8] Em 1975 houve a compra da rede Mercure[8]. Em 1980 a Accor comprou a rede Sofitel. Em 1983, acontece a fusão com a rede Jacques Borel International e criação da Accor.

Expansão e consolidação[editar | editar código-fonte]

Em 1997, Jean-Marc Espalioux se torna presidente. Em 2001 acontece a abertura do site na web. Em 2004, a rede Thalassa Sea & Spa cumpre vinte anos e no ano seguinte a Accor toma uma participação de 30% do Club Med. Em 2006 todos os apart-hotéis Pathernon se transformam em Mercure Apartments. Em 2010 o s grupos de negócios Accor Services (Ticket e outros) e Accor Hospitality se dividem. Accor Services torna-se então Edenred e a Accor Hospitality torna-se Accor - que mantém o rumo dos negócios hoteleiros. Em 2012, a Accor Hotels compra os hotéis das marcas Caesars na América Latina.

Marcas, hotéis e produtos[editar | editar código-fonte]

As marcas de hotéis e empreendimentos da Accor são divididos em 5 categorias: Econômicas, Midscale, Upscale, Luxo e High End Luxury.[9]

Econômicas[editar | editar código-fonte]

Logotipo da rede Adagio Access. 
Logotipo da rede Ibis. 
Logotipo da rede Ibis Budget. 
Logotipo da rede Ibis Styles. 

Midscale[editar | editar código-fonte]

Logotipo da rede Adagio. 
Logotipo da rede Mama Shelter. 
Logotipo da rede Mercure. 
Logotipo da rede Novotel. 

Upscale[editar | editar código-fonte]

Logotipo da rede Grand Mercure. 
Logotipo da rede MGallery. 
Logotipo da rede Pullman. 
Logotipo da rede Swissotel. 
Logotipo da rede The Sebel. 

Luxo e High End Luxury[editar | editar código-fonte]

Logotipo da rede Fairmont. 
Logotipo da rede Raffles. 
Logotipo da rede Sofitel. 
Logotipo da rede Sofitel Legend. 
Logotipo da rede SO Sofitel. 

Outros[editar | editar código-fonte]

Logotipo da rede Formule 1. 
Logotipo da rede JO&JOE. 
Logotipo da rede Thalassa Sea & Spa. 
Logotipo da Onefinestay. 

Le Club Accorhotels[editar | editar código-fonte]

Logotipo do programa Le Club Accorhotels.

O Le Club Accor é um programa de fidelidade que oferece descontos em hospedagem e tratamento diferenciado para clientes dos hotéis Accor.[10] Os pontos são obtidos ao se hospedar nos hotéis do grupo e na conversão de pontos de outros programas de fidelidade de empresas aéreas e independentes como Etihad Guest,[11] Hertz Gold Plus Rewards,[12] Multiplus,[13] Smiles,[14] TAP Victoria,[15] Qatar Airways Privilege Club[16] e Velocity Frequent Flyers.[17]

Na América do Sul, 40% das reservas nos hotéis Accor são realizados por meio do site do Le Club Accorhotels.[10] Em 2012, o jogador Raí foi escolhido como embaixador global do programa e o slogan “Aproveite cada momento” foi lançado.[18]

Em 2012 e 2013, o Le Club Accor foi eleito pela Fredie Awards como o melhor programa de benefício de hotéis pelas regiões Oriente Médio, Ásia e Oceania e Europa/África respectivamente.[19][20] Em 2015, o programa foi eleito pela Fredie Awards como o melhor programa de fidelidade de hotéis do ano pelas regiões da Europa/África e Oriente Médio, Ásia e Oceania.[21]

Publicidade e patrocínios[editar | editar código-fonte]

A Accor anunciou em 2015 um contrato de naming rights para nomear por 10 anos como AccorHotels Arena o complexo multi-esportivo e cultural antes conhecido como Palais Omnisports de Paris-Bercy ou Bercy Arena.[22] A AccorHotels Arena sedia anualmente o ATP de Paris e uma etapa do ATP Tour.[23]

De 2014 até 2018 a Accor fará o patrocínio da Seleção Francesa de Futebol, da Seleção Francesa de Futebol Sub-20, da Seleção Francesa de Futebol Feminino, da Copa da França e do Futebol Francês Amador por meio da Federação Francesa de Futebol por um valor não informado.[24][25] O acordo ainda envolverá ingressos gratuitos, sessões de treinamentos especiais no centro de centro de treinamento de Clairefontaine-en-Yvelines e ofertas especiais para os torcedores[24]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Em 14 de Julho de 2015, o apresentador Gugu Liberato, em matéria veículada no Programa do Gugu da Rede Record, visitou a obra inacabada do Hotel Ecológico Mercure,[26] situado no quilômetro 73 da rodovia AM-352, em Novo Airão no estado do Amazonas.[27] O empreendimento foi iniciado em 1991 pela Premiada Academia de Turismo do Rio Negro - Ltda e financiado pelo Banco da Amazônia como promessa de alavancar o turismo internacional na região e gerar empregos, porém a obra que receberia o selo da rede Mercure nunca foi concluída.[28] Estima-se que foram investidos mais de vinte e sete milhões de reais na obra e em 2009 o Ministério Público Federal instaurou inquérito civil para investigação que acabou concluída sem resultados.[28]

Em 2016 o site Reclame Aqui registrou 219 reclamações sobre a empresa, com nota geral dos consumidores de 4.70 de 10. 56,4% responderam que voltariam a fazer negócios com a empresa, com média de satisfação regular.[29]

Referências

  1. Accor (13 de junho de 2015). «Accor Hotels Feel Welcome» (PDF) (em inglês). Accor.com. Consultado em 7 de fevereiro de 2017 
  2. Biaphra Galeno (27 de agosto de 2013). «Sébastien Bazin é o novo presidente e CEO da Accor». Panrotas. Consultado em 6 de fevereiro de 2017 
  3. a b c d «2014 Results» (PDF) (em inglês). Accor.com. Consultado em 18 de fevereiro de 2015 
  4. Accor (1 de janeiro de 2011). «Accor in brief» (PDF) (em inglês). Accor.com. Consultado em 17 de outubro de 2014 
  5. Accor. «Accor Worldwide» (em inglês). Accor.com. Consultado em 17 de outubro de 2014 
  6. London Stock Exchange. «0H59 ACCOR SA» (em inglês). London Stock Exchange. Consultado em 7 de fevereiro de 2017 
  7. Revista Época. Nº 588, S/N. 24 de agosto de 2009.
  8. a b .«Gerard Pelisson» (em inglês). British Travel and Hospitality. 13 de maio de 2015. Consultado em 29 de abril de 2015 
  9. Accor (1 de junho de 2016). «Leadung and attractive brands» (PDF). Accor.com. Consultado em 11 de fevereiro de 2017 
  10. a b Luísa Melo (25 de fevereiro de 2016). «Como a Accor quer dobrar de tamanho na América do Sul». Exame. Consultado em 7 de fevereiro de 2017 
  11. «Convert your Le Club AccorHotels points into Etihad Guest Miles» (em inglês). Etihadguest.com. Consultado em 9 de fevereiro de 2017 
  12. Vendredi (16 de outubro de 2016). «Le programme de fidélité Le Club AccorHotels partenaire d'Hertz» (em francês). Tourmag.com. Consultado em 10 de fevereiro de 2017 
  13. Marília Almeida (21 de outubro de 2015). «20 maneiras de trocar seus pontos no programa de fidelidade». Exame. Consultado em 7 de fevereiro de 2017 
  14. Luciana Collet (19 de fevereiro de 2017). «Smiles fecha acordo com Accor para programas de fidelidade». Exame. Consultado em 7 de fevereiro de 2017 
  15. TAP. «Le Club Accor Hotels». TAP.com. Consultado em 13 de fevereiro de 2017 
  16. Brunna Castro (1 de fevereiro de 2017). «Accor e Qatar Airways anunciam parceria em fidelização». Panrotas. Consultado em 10 de fevereiro de 2017 
  17. Chris Chamberlin (24 de junho de 2015). «Virgin Australia inks points partnership with Le Club AccorHotels» (em inglês). Australian Bus. Consultado em 13 de fevereiro de 2017 
  18. «Raí é embaixador do programa Le Club Accorhotels». Revista Eventos. 9 de setembro de 2012. Consultado em 13 de fevereiro de 2017 
  19. Freddie Awards (26 de abril de 2012). «2012 Annual Freddie Awards (22nd) Results». Freddieawards.com/. Consultado em 13 de fevereiro de 2017 
  20. Freddie Awards (25 de abril de 2013). «2013 Annual Freddie Awards (23rd) Results». Freddieawards.com/. Consultado em 13 de fevereiro de 2017 
  21. USA Today (30 de abril de 2017). «Freddie Awards» (PDF) (em inglês). Fredie Awards. Consultado em 9 de fevereiro de 2017 
  22. Cercle Finance (8 de outubro de 2015). «AccorHotels: signe le contrat de naming avec Bercy Arena.» (em francês). lexpress. Consultado em 10 de fevereiro de 2017 
  23. ATP World Tour. «Paris Masters» (em espanhol). ATP. Consultado em 11 de fevereiro de 2017 
  24. a b Accor (27 de julho de 2014). «Accor teams up with the French Soccer Federation; sponsors the French national squads, French Cup and amateur soccer!» (PDF) (em inglês). Accor.com. Consultado em 13 de fevereiro de 2017 
  25. «Accor Hotels is the latest company to sign up in support of France's national soccer teams.» (em inglês). Goal.com. 1 de setembro de 2014. Consultado em 13 de fevereiro de 2017 
  26. «Fim do mistério! Gugu revela a quem pertence hotel luxuoso abandonado no meio da Amazônia». R7. 15 de julho de 2015. Consultado em 7 de fevereiro de 2017 
  27. «Hotel Ecológico Mércuri Amazonas». Wikimapia. Consultado em 7 de fevereiro de 2017 
  28. a b Lívia Anselmo (21 de abril de 2015). «Construído no meio da floresta, hotel milionário está abandonado». A Crítica. Consultado em 7 de fevereiro de 2017 
  29. «Hotelaria Accor Brasil». Reclame Aqui. 31 de dezembro de 2016. Consultado em 7 de fevereiro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons