Caso dos meninos emasculados em Altamira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Caso dos meninos emasculados em Altamira
Local do crime Altamira, estado do Pará
Tipo de crime Sequestro, lesão corporal (mutilação genital), homicídio
Mortos 6
Feridos 3
Desaparecidos 5

O caso dos meninos emasculados em Altamira refere-se a uma série de crimes ocorridos no município de Altamira, no interior do Pará, que teve como vítimas meninos 8 a 14 anos. Esses meninos foram sequestrados, mutilados e mortos em rituais de magia negra, entre os anos de 1989 e 1993.[1][2] De acordo com as primerias investigações, os crimes foram promovidos pela organização mística denominada "Lineamento Universal Superior", seita criada na Argentina por Valentina de Andrade, uma brasileira que, entre outras coisa, pregava a inexistência de Deus e ter contato com seres extraterrestres.[3][4] Dado o seu nível de violência, o caso rapidamente gerou comoção popular e repercussão internacional.[5]. Logo novas investigações mostraram a inocencia da senhora Valentina quem no juri ao final do ano 2003 foi achada inocente e abosolvida em forma definitiva no ano 2007 como pode ser lido em resumo no livro Mêmore da senhora Valentina.

Mais informações podem ser achadas no site www.valentinadeandrade.com.br

Referências

  1. «Entenda o caso dos meninos mutilados em Altamira (PA)». Jornal Folha de S.Paulo. Consultado em 24 de novembro de 2017 
  2. «AP pode ter centro especializado em atendimento de crianças e adolescentes vítimas de crimes». G1. Consultado em 24 de novembro de 2017 
  3. «Acusada e presa em Altamira». G1. Consultado em 24 de novembro de 2017 
  4. «Mecânico é condenado a 63 anos de prisão por matar crianças». Jornal O Estado de S.Paulo. Consultado em 24 de novembro de 2017 
  5. «Entenda o caso do acusado de matar 42 meninos». Portal Terra. Consultado em 24 de novembro de 2017