Igor Romário de Paula

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Igor Romário de Paula
Conhecido(a) por Atuar como delegado da Polícia Federal em operações como Lava Jato e chefe da unidade de combate ao crime organizado.
Nacionalidade brasileiro
Ocupação Delegado da Polícia Federal

Igor Romário de Paula, também conhecido por Igor de Paula é um delegado da Polícia Federal regional chefe da unidade de combate ao crime organizado da PF no Paraná,[1] e ex-chefe em Alagoas.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Igor de Paula é desde 2014 coordenador da Operação Lava Jato em Curitiba,[3][4][5][6][7][8] e atuou também a frente das investigações do Banestado, da qual a Polícia Federal identificou lavagem de dinheiro superior a dez bilhões de reais.[1][9][10]

Em 2015, esteve a frente das investigações junto ao Ministério Público Federal (MPF) e dos indiciamentos contra os empreiteiros Marcelo Odebrecht e Otávio Azevedo, presos na 14º fase da operação.[11][12][13]

Em 2017, a Comissão de Ética da Presidência da República enviou à Comissão de Ética do Ministério da Justiça um pedido de investigação protocolado por deputados do PT contra o delegados Igor de Paula, da Polícia Federal.[14]

Em maio de 2017, criticou a redução da equipa da PF da operação Lava Jato. No ano de 2017, segundo o delegado, tem-se 120 procedimentos instaurados na PF em Curitiba. O procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, integrante da força-tarefa no MPF, também criticou os cortes na PF.[15][16]

Representações na cultura[editar | editar código-fonte]

No cinema, o ator Antonio Calloni fez papel do delegado Ivan, inspirado no delegado Igor de Paula, no filme Polícia Federal: A Lei É para Todos.[17] Igor de Paula, que assistiu o filme na pré-estreia, afirmou que a trama, baseada na Operação Lava Jato, se propôs a focar os trabalhos policiais. "Acho que foi da proposta deles, fazer um filme mais com foco na investigação policial. Acho que se vier um segundo, o papel deles (Ministério Público Federal) tende a ser um papel de destaque. Vai ser um pedaço muito focado em decorrência das colaborações, tende a ser o destaque principal do Ministério Público na próxima". (sic) e que um próximo filme, se vier a ter, será mais focado nos trabalhos de investigação, dos procuradores, e do Ministério Público Federal.[17] Segundo Igor, o filme está mais para documentário, do que para ficção.[18]

Referências

  1. a b Diego Ribeiro. «Rede de lavagem de dinheiro movimentou R$ 10 bilhões». Gazeta do Povo. Consultado em 20 de setembro de 2017 
  2. «Em nove meses, força-tarefa da Lava Jato fez 88 réus; isso é só o começo». Folha Política. Jusbrasil. Consultado em 29 de setembro de 2017 
  3. Bibiana Dionísio. «Delegado coordenador da Lava Jato diz que redução na equipe da PF deve ser superada para evitar prejuízos na operação». G1. Globo.com 
  4. Cleide Carvalho. «Coordenador na Lava-Jato na PF de Curitiba nega interferência política». VEJA. Abril. Consultado em 5 de setembro de 2017 
  5. «Delegado Igor Romário de Paula fala sobre a operação Radiatividade». G1. Globo.com 
  6. Joyce Carvalho. «PF: doleiros da Operação Lava Jato exploravam falhas financeiras». Terra. Consultado em 29 de setembro de 2017 
  7. «Igor Romário de Paula afirma que Lava Jato 'não é um seriado'». G1. Globo.com 
  8. «'Vai ser preciso mais que um princípio de incêndio para parar a Lava Jato'». IstoÉ. 23 de fevereiro de 2017. Consultado em 29 de setembro de 2017 
  9. Rubens Valente. «"Delegado da Lava Jato diz que há 'muito trabalho pela frente'"». Consultado em 29 de setembro de 2017 
  10. «Lava-Jato: polícia mira OAS e cumpre mandados em quatro cidades». Correio Braziliense. Consultado em 29 de setembro de 2017 
  11. «Odebrecht e Gutierrez tinham "domínio completo do que acontecia", diz delegado». G1. Globo.com 
  12. Bibiana Dionísio (19 de junho de 2017). «Odebrecht e Gutierrez eram mais sofisticadas na corrupção, diz MPF». Tribuna do Vale 
  13. «'Todos serão indiciados', diz PF sobre presos da 14ª fase da Lava Jato». G1. Globo.com. 22 de junho de 2015. Consultado em 20 de setembro de 2017 
  14. «Comissão de Ética pede para investigar delegados da 'Lava Jato'». Hoje em dia. Consultado em 20 de setembro de 2017 
  15. Amanda Audi. «Delegado da PF critica redução de equipe da Lava-Jato e vê trabalho comprometido». O Globo. Globo.com. Consultado em 29 de setembro de 2017 
  16. Daniel Isaia. «Delegado e procurador da Lava Jato criticam redução da equipe da PF no Paraná». Agência Brasil. EBC. Consultado em 29 de setembro de 2017 
  17. a b «Mais para documentário do que ficção, diz delegado Igor de Paula sobre "A Lei É Para Todos"». Banda B. Consultado em 5 de setembro de 2017 
  18. «Mais para documentário do que ficção, diz delegado sobre "A Lei É Para Todos"». Estado de Minas. Consultado em 20 de setembro de 2017