Lista de pessoas envolvidas na Operação Lava Jato

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gnome globe current event.svg
Este artigo ou seção se refere ou tem relação com um evento atual.
A informação apresentada pode mudar com frequência. Não adicione especulações, nem texto sem referência a fontes confiáveis. (Editado pela última vez em 11 de setembro de 2018.)

A tabela abaixo relata as pessoas envolvidas como objeto das investigações da Operação Lava Jato do Departamento de Polícia Federal, do Brasil, incluindo condenados e absolvidos, réus a serem julgados, denunciados e indiciados a serem acatados ou não como réu, aqueles não acatados e arquivados ou rejeitados, e investigados com inquérito ainda não concluído.


Para uma lista de pessoas condenadas, veja Lista de pessoas condenadas na Operação Lava Jato.

Lista[editar | editar código-fonte]

Nome Cargo Partido/Empresa Envolvimento Resultado
Adarico Negromonte Filho Irmão Mário Negromonte Absolvido[1] Absolvição das acusações de pertinência à organização criminosa e lavagem de dinheiro
Adir Assad Lobista/empresário Ligado à Renato Duque Condenado[2] Condenação por lavagem de dinheiro e associação criminosa a 9 anos e 10 meses de reclusão.
Aécio Neves Senador PSDB-MG 2 citações arquivadas[3]
5 inquéritos em andamento
Citação por Alberto Youssef arquivada em 6 de março de 2015[4] e citação por Carlos Alexandre de Souza Rocha arquivada em 17 de fevereiro de 2017, ambas pelo ministro do STF Teori Zavascki. Cinco inquéritos abertos em 11 de abril de 2017[5] pelo ministro do STF Edson Fachin.
Afonso Hamm Deputado federal PP-RS Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Agenor Franklin Magalhães Medeiros Diretor Construtora OAS Condenado[7] Condenação por pertinência a organização criminosa, corrupção ativa, lavagem de dinheiro a 16 anos e 4 meses de reclusão.
Aguinaldo Ribeiro Deputado federal PP-PB Investigação não finalizada
Alexandre Portela Barbosa Advogado Construtora OAS Não finalizado
Alberto Elísio Vilaça Gomes Ex-diretor da área de óleo e gás Mendes Júnior Condenação por corrupção ativa e associação criminosa a 10 anos de reclusão, com regime fechado para o início do cumprimento da pena e multa de R$ 762.750,00.
Aldemir Bendine Ex-presidente Petrobras Condenado. Preso temporariamente na 42ª fase da operação.[8] Condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro a 11 anos de prisão.
Alexandrino de Salles Ramos de Alencar Ex-diretor Odebrecht Condenado[9] Condenação por lavagem de dinheiro e corrupção ativa a 15 anos, 7 meses e 10 dias de prisão em regime fechado.
Aline Corrêa Ex-deputada federal PP-SP Investigada em inquérito[6] Investigação não finalizada
André Catão de Miranda Gerente Financeiro Posto da Torre Absolvido[10] Absolvido em 2ª instância
André Vargas Ex-deputado federal sem partido-PR Condenado Condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro a 14 anos e 4 meses de reclusão e multa de 3 salários mínimos por 280 dias (mais de R$ 660 mil)
Angelo Alves Mendes Diretor vice-presidente de assuntos corporativos Mendes Júnior Absolvido[11] Absolvido em 1ª instância
Ângela Palmeira Ferreira Funcionária do Departamento de Pagamentos Estruturados Odebrecht [12] Julgamento em instrução
Aníbal Gomes Deputado federal PMDB-CE Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Antonio Almeida da Silva Ligado à Youssef Empreiteira Rigidez Absolvido[1] Absolvição das acusações
Antonio Anastasia Senador PSDB-MG Investigado em inquérito[6] Arquivada por falta de prova
Antonio Carlos Pieruccini Advogado Olvepar Condenado[13] Condenação por lavagem de dinheiro a 3 anos, com regime aberto para o início de cumprimento de pena e prestação de serviços à comunidade
Antônio Delfim Netto Ex-ministro da Fazenda Governo Costa e Silva Investigado em inquérito Investigação não finalizada[14]
Antônio Pedro Campello de Souza Dias Ex-diretor Andrade Gutierrez Denunciado pelo MPF[15] A avaliar denúncia
Armando Furlan Júnior Sócio Fernando Soares Denunciado pelo MPF[15] A avaliar denúncia
Antonio Palocci ex-Ministro PT-SP Condenado[16] Condenação por lavagem de dinheiro e corrupção passiva a 12 anos de prisão.
Arthur Lira Deputado federal PP-AL Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Benedito de Lira Senador PP-AL Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Bernardo Schiller Freiburghaus Odebrecht Denunciado pelo MPF[15] A avaliar denúncia de lavagem de dinheiro
Beto Richa Ex-governdor e ex-prefeito PSDB Investigado em inquérito[17] Em andamento
Cacá Leão Deputado federal PP-BA Investigado em inquérito Investigação não finalizada
Camila Ramos Filha José Dirceu Denunciada pelo MPF[18] A avaliar denúncia de lavagem de dinheiro
Carlos Magno Ex-deputado federal PP-RO Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Cândido Vaccarezza Ex-deputado federal PT-SP Investigado em inquérito. Foi preso temporariamente na 43ª fase da operação[6] Investigação não finalizada
Celso Araripe d’Oliveira Funcionário Petrobras Denunciado pelo MPF[15] A avaliar denúncia
Cesar Ramos Rocha Ex-diretor Odebrecht Condenado[9] Condenação por associação criminosa e corrupção ativa a 9 anos, 10 meses e 20 dias em regime fechado.
Ciro Nogueira Senador PP-PI Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Cristiano Kok Presidente Engevix Engenharia Denunciado pelo MPF[18][19] A avaliar denúncia de organização criminosa, corrupção ativa e lavagem de dinheiro
Dalton dos Santos Avancini Ex-presidente do Conselho de Administração Camargo Corrêa Condenado[20] Condenação por corrupção, lavagem de dinheiro e pertinência à organização criminosa a 15 anos e 10 meses de prisão
Daniela Leopoldo e Silva Facchini Arquiteta José Dirceu Denunciada pelo MPF[18] A avaliar denúncia de lavagem de dinheiro
Dario de Queiroz Galvão Ex-presidente Galvão Engenharia Condenado[21] Condenação por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e associação criminosa a 13 anos e 2 meses de prisão
David Muino Sanchez Gerente Banca della Svizzera Italiana - BSI Preso em Curitiba. Denunciado em inquérito por ter atuado junto ao banco suíço para abrir empresas offshores, com o objetivo de lavar o dinheiro ilegal.[22] Investigação não finalizada.
Delcídio do Amaral Senador (cassado) PT-MS
(atualmente sem partido)
Investigado em inquérito Em andamento; preso por ter sido gravado tentando comprar o silêncio e obstrução da justiça ao tentar a fuga do ex-diretor ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró ao exterior.
Dilceu Sperafico Deputado federal PP-PR Investigação arquivada Investigação arquivada
Dilma Rousseff Ex-presidente da República PT-RS Denunciada pelo MPF[23] Investigação não finalizada
Edison Lobão Senador PMDB-MA Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Ednaldo Alves da Silva Executivo UTC Engenharia Indiciado pela PF[24] Não finalizado
Eduardo Cunha ex-Deputado Federal e ex-presidente da Câmara dos Deputados PMDB-RJ Condenado Condenado a 15 anos e 4 meses de prisão em regime fechado
Eduardo da Fonte Deputado federal PP-PE Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Eduardo de Oliveira Freitas Filho Sócio-gerente Freitas Filho Construções Limitada Denunciado pelo MPF[15] A avaliar denúncia
Eduardo Vaz da Costa Musa Ex-gerente-geral da área Internacional Petrobras Condenado[25] Condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro a 11 anos e 8 meses de prisão
Eidilaine Soares Esposa André Vargas Denunciada pelo MPF[26] A avaliar denúncia de lavagem de dinheiro
Erton Medeiros Fonseca Diretor-presidente de engenharia industrial Galvão Engenharia Condenado[27] Condenação por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e associação criminosa a 12 anos e 5 meses de prisão.
Elton Negrão de Azevedo Júnior Diretor-executivo Andrade Gutierrez Denunciado pelo MPF[15] A avaliar denúncia
Fábio Corrêa Filho Ex-deputado Pedro Corrêa Absolvido[28] Absolvido em 1ª instância.
Flávio Gomes Machado Filho Operador Andrade Gutierrez Denunciado pelo MPF[15] A avaliar denúncia
Flávio Sá Motta Pinheiro Gerente Mendes Júnior Indiciado pela PF[29] Não finalizado
Fernando Antonio Guimarães Horneaux de Moura Lobista José Dirceu Denunciado pelo MPF[18] A avaliar denúncia de organização criminosa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro
Fernando Bezerra Coelho Senador PSB-PE Denunciado pelo MPF[30] A avaliar denúncia de corrupção
Fernando Collor de Mello Senador PTC-AL Réu[31] Investigação não finalizada
Fernando Pimentel Governador PT-MG Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Flávio David Barra Presidente global AG Energia, empresa controlada pela Andrade Gutierrez Denunciado pelo MPF A avaliar denúncia de corrupção ativa, lavagem de dinheiro, organização criminosa
Gerson Almada Vice-presidente Engevix Denunciado pelo MPF
Condenado[32]
Condenação por organização criminosa, corrupção ativa e lavagem de dinheiro por 19 anos de reclusão e multa de R$923 mil.
Gladson Cameli Senador PP-AC Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Gleisi Hoffmann Senadora PT-PR [6] corrupção passiva e e lavagem de dinheiro[33]
Guido Mantega Ex-ministro da fazenda PT-SP Investigado em inquérito Investigação não finalizada. Foi preso na 34ª fase da Lava Jato, mas depois solto no mesmo dia.
Humberto Costa Senador PT-PE Investigado em inquérito[6] Processo não finalizado
Ildefonso Colares Filho Diretor-presidente Queiroz Galvão Indiciado pela PF[29] Não finalizado
Ivan Vernon Gomes Torres Júnior Ex-funcionário Ex-deputado Pedro Corrêa Condenado[28] Condenação por lavagem de dinheiro a 5 anos em regime semiaberto
Jaques Wagner Ex-ministro chefe da Casa Civil e ex-governador PT-BA Investigado em inquérito Em andamento
Jean Alberto Luscher Castro Executivo Galvão Engenharia Condenado Condenação por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e associação criminosa a 11 anos e 8 meses de prisão.
Jerônimo Goergen Deputado federal PP-RS Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
João Leão Vice-governador e ex-deputado federal PP-BA Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
João Alberto Pizzolati Ex-deputado federal PP-SC Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Joesley Batista Presidente J&F Investimentos Investigado Investigação não concluída
José Adolfo Pascowitch Operador do esquema pela Engevix irmão de Milton Pascowitch Denunciado pelo MPF[18] A avaliar denúncia de organização criminosa, corrupção ativa e lavagem de dinheiro,
João Procópio de Almeida Prado Executivo Youssef Condenado[11] Condenação por lavagem de dinheiro a 2 anos e 6 meses de reclusão
José Antunes Sobrinho Executivo Engevix Engenharia Denunciado pelo MPF[18] A avaliar denúncia de corrupção ativa e lavagem de dinheiro
José Dirceu de Oliveira e Silva Ex-ministro da Casa Civil PT-SP Denunciado pelo MPF[18]
Condenado[34]
Condenação a 23 anos e 3 meses por corrupção passiva, recebimento de vantagem indevida e lavagem de dinheiro.
José Humberto Cruvinel Resende Engenheiro Mendes Júnior Absolvido em 1ª instância
José Linhares Ex-deputado federal PP-CE Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
José Mentor Deputado federal PT-SP Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
José Otávio Germano Deputado federal PP-RS Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
João Vaccari Neto Ex-tesoureiro PT Condenado Condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro a 15 anos e 4 meses de reclusão
Júlio César dos Santos Ex-sócio minoritário JD Consultoria Denunciado pelo MPF[18] A avaliar denúncia de organização criminosa e lavagem de dinheiro
Lázaro Botelho Deputado federal PP-TO Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Roberto Britto Deputado federal PP-BA Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Lindberg Farias Senador PT-RJ Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Lucélio Roberto von Lechten Góes Lobista Odebrecht Denunciado pelo MPF[15] A avaliar denúncia
Luis Carlos Heinze Deputado federal PP-RS Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Luiz Argôlo Ex-deputado federal SD-BA Condenado[35] Condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro a 11 anos e 11 meses de reclusão
Luiz Eduardo de Oliveira e Silva Sócio JD Consultoria Denunciado pelo MPF[18] A avaliar denúncia de organização criminosa e lavagem de dinheiro
Luiz Fernando Faria Deputado federal PP-MG Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Luiz Inácio Lula da Silva Ex-presidente da República PT-SP Condenado[36]
Condenado em primeira instância[37][38][39][40]
Condenado em segunda instância[41]
Condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro a 12 anos e 1 mês de prisão e preso. E aguardando julgamento em outros.
Luiz Fernando Pezão Governador PMDB-RJ Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Marcelo Bahia Odebrecht Presidente Odebrecht Condenado[42] Condenação por corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa a 19 anos e 4 meses de prisão em regime fechado e multa de R$ 108 809 565,00 e US$ 35 milhões (R$ 131 978 000,00 na cotação de 7 de março de 2016).
Márcio Farias da Silva Ex-diretor Odebrecht Condenado[42] Condenado por lavagem de dinheiro, associação criminosa e corrupção ativa a 19 anos e 4 meses de prisão em regime fechado.
Mário Negromonte Ex-deputado federal PP-BA Indiciado pela PF[43] Investigação não finalizada
Mário Negromonte Júnior deputado federal e filho de Mário Negromonte PP-BA Indiciado pela PF[44][45] Investigação não finalizada
Meire Poza contadora Youssef Presa pela PF[46] Investigação não finalizada
Michel Temer presidente PMDB-SP Indiciado pela PF[47][48][49][50][51][52][53] A avaliar denúncia
Milton Pascowitch Operador do esquema pela Engevix através da Ecovix Engevix Denunciado pelo MPF[18]
Condenado[34]
Condenação por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa a 20 anos de 10 meses de reclusão.
Missionário José Olímpio Deputado federal DEM-SP Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Murilo Tena Barros
Nelson Meurer Deputado federal PP-PR Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Olavo Horneaux de Moura Filho Operador do esquema Irmão gêmeo do empresário Fernando Moura Denunciado pelo MPF[18] A avaliar denúncia de organização criminosa e lavagem de dinheiro
Otávio Marques de Azevedo Presidente Andrade Gutierrez Denunciado pelo MPF[15] A avaliar denúncia
Othon Zanoide de Moraes Filho Diretor-geral de desenvolvimento comercial Vital Engenharia
(empresa do grupo Queiroz Galvão)
Indiciado pela PF[29] Não finalizado
Otto Garrido Diretor de operações IESA Óleo & Gás
(empresa do Grupo Inepar)
Indiciado pela PF[29] Não finalizado
Paulo Bernardo Ex-ministro PT-PR Réu Investigação não finalizada
Paulo Sérgio Boghossian Ex-diretor Odebrecht Denunciado pelo MPF[15] A avaliar denúncia
Pedro Corrêa Ex-deputado federal PP-PE Condenado Condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro a 20 anos, 7 meses e 10 dias de prisão
Pedro José Barusco Filho Ex-gerente de serviços Petrobras Condenado.[2]
Indiciado pela PF em outro processo[54]
Condenação por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e associação criminosa
Pedro Henry Ex-deputado federal PP-MT Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Renan Calheiros Senador PMDB-AL Investigado em inquérito.[6][55] Delação de corrupção feita por Felipe Parente Investigação não terminada
Renato Molling Deputado federal PP-RS Investigado em inquérito[6] Investigação não terminada
Renato de Souza Duque Ex-diretor de Serviços Petrobras Condenado[2]
Indiciado pela PF em outro processo[54]
Condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro a 20 anos e 8 meses de reclusão
Ricardo Ribeiro Pessoa Ex-presidente UTC Engenharia Inidicado pela PF[24]
Denunciado pela PRG[56]
Não finalizado
Roberto Balestra Deputado federal PP-GO Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Roberto Marques Ex-assessor José Dirceu Denunciado pelo MPF[18] A avaliar denúncia de organização criminosa e lavagem de dinheiro
Roberto Teixeira Ex-deputado federal PP-PE Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Rogério Cunha de Oliveira Diretor de óleo e gás Mendes Júnior Condenado[11] Condenação por corrupção ativa e associação criminosa a 17 anos e 4 meses de reclusão.
Rogério Santos de Araújo Ex-diretor Odebrecht Condenado[42] Condenado por lavagem de dinheiro, associação criminosa e corrupção ativa: 19 anos e 4 meses de prisão em regime fechado.
Romero Jucá Senador PMDB-RR Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Roseana Sarney Ex-senadora PMDB-MA Investigada em inquérito[6] Investigação não finalizada
Sandes Júnior Deputado federal PP-GO Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Sérgio Cunha Mendes Vice-presidente Mendes Júnior Condenado[11] Condenação por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e associação criminosa a 19 anos e 4 meses de reclusão em regime fechado.
Simão Sessim Deputado federal PP-RJ Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Valdir Lima Carreiro Diretor-presidente IESA Óleo & Gás
(empresa do Grupo Inepar)
Indiciado pela PF[29] Não finalizado
Valdir Raupp Senador PMDB-RO Investigado em inquérito[6] Acusado pela PGR de receber R$ 500 000 em propina
Vander Loubet Deputado federal PT-MS Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Vilson Covatti Ex-deputado federal PP-RS Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Waldir Maranhão Deputado federal PP-MA Investigado em inquérito[6] Investigação não finalizada
Walmir Pinheiro Santana Executivo UTC Engenharia Indiciado pela PF[24] Não finalizado
Jorge Luiz Zelada Ex-diretor Petrobras Denunciado pelo MPF[57]
Indiciado pela PF[54]
Condenado[58]
Condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro a 12 anos e 2 meses de prisão em regime fechado.
Hamylton Pinheiro Padilha Operador ligado a Jorge Zelada Denunciado pelo MPF[57] A avaliar denúncia de corrupção ativa, lavagem de dinheiro
Raul Schmidt Felippe Junior Ex-funcionário Petrobras Denunciado pelo MPF[57] A avaliar denúncia de corrupção passiva, lavagem de dinheiro
João Augusto Rezende Henriques Lobista ligado a Jorge Zelada Denunciado pelo MPF[57]
Indiciado pela PF[54]
A avaliar denúncia de corrupção passiva, lavagem de dinheiro
Hsin Chi Su (Nobu Su) Executivo Empresa chinesa TMT (ligado a Jorge Zelada) Denunciado pelo MPF[57] A avaliar denúncia de corrupção ativa, lavagem de dinheiro
Othon Luiz Pinheiro da Silva Ex-presidente Eletronuclear Denunciado pelo MPF[19] A avaliar denúncia de corrupção passiva, lavagem de dinheiro, embaraço à investigação de organização criminosa, evasão de divisas, organização criminosa
Ana Cristina da Silva Toniolo filha Othon Luiz Pinheiro da Silva Denunciada pelo MPF[19] A avaliar denúncia de lavagem de dinheiro, embaraço à investigação de organização criminosa, evasão de divisas, organização criminosa
Rogério Nora Ex-presidente Andrade Gutierrez Denunciado pelo MPF[19] A avaliar denúncia de corrupção ativa, lavagem de dinheiro, organização criminosa
Clóvis Renato Andrade Gutierrez Denunciado pelo MPF[19] A avaliar denúncia de corrupção ativa, lavagem de dinheiro, organização criminosa
Olavinho Ferreira Mendes ex-executivo Andrade Gutierrez Denunciado pelo MPF[19] A avaliar denúncia de corrupção ativa, lavagem de dinheiro, organização criminosa
Gustavo Botelho Denunciado pelo MPF[19] A avaliar denúncia de corrupção ativa, lavagem de dinheiro, organização criminosa
Carlos Gallo Denunciado pelo MPF[19] A avaliar denúncia de lavagem de dinheiro, embaraço à investigação de organização criminosa, organização criminosa
Josué Nobre Denunciado pelo MPF[19] A avaliar denúncia de lavagem de dinheiro, organização criminosa
Geraldo Arruda Denunciado pelo MPF[19] A avaliar denúncia de lavagem de dinheiro
José Antunes Sobrinho Sócio Engevix Denunciado pelo MPF[19] A avaliar denúncia de corrupção ativa, lavagem de dinheiro, organização criminosa
Victor Colavitti Denunciado pelo MPF[19] A avaliar denúncia de lavagem de dinheiro, organização criminosa
Carlos Eduardo Strauch Albero Diretor Engevix Engenharia Réu na Justiça Federal[59] A julgar acusações de organização criminosa, formação de cartel, frustração à licitação, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e passiva, evasão fraudulenta de divisas, uso de documento falso e sonegação de tributos federais
Enivaldo Quadrado Ex-dono Bônus-Banval Condenado[11] Condenação por lavagem de dinheiro a 7 anos e 6 meses de reclusão.
Luiz Roberto Pereira Diretor Engevix Engenharia Réu na Justiça Federal[59] A julgar acusações de organização criminosa, formação de cartel, frustração à licitação, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e passiva, evasão fraudulenta de divisas, uso de documento falso e sonegação de tributos federais
Newton Prado Júnior Diretor Engevix Engenharia Réu na Justiça Federal[59] A julgar acusações de organização criminosa, formação de cartel, frustração à licitação, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e passiva, evasão fraudulenta de divisas, uso de documento falso e sonegação de tributos federais
Paulo Roberto Costa Diretor de abastecimento Petrobras Condenado[60] Condenação por crime de organização criminosa e lavagem de dinheiro a 7 anos e 6 meses e multa de R$ 408 mil
Réu na Justiça Federal[59] A julgar acusações de formação de cartel, frustração à licitação, corrupção ativa e passiva, evasão fraudulenta de divisas, uso de documento falso e sonegação de tributos federais
Waldomiro de Oliveira Dono MO Consultoria
Sanko Sider
Condenado[1][60] Condenação por crime de organização criminosa e lavagem de dinheiro a 11 anos e 6 meses de prisão e multa de R$ 148 mil
Réu na Justiça Federal[59] A julgar acusações de formação de cartel, frustração à licitação, corrupção ativa e passiva, evasão fraudulenta de divisas, uso de documento falso e sonegação de tributos federais
Alberto Youssef Doleiro Condenado[2][60] Condenação por lavagem de dinheiro a 9 anos e 2 meses (suspenso em razão de ultrapassar 32 anos, em razão das outras condenações) e multa de R$ 763 mil
Réu na Justiça Federal[59] A julgar acusações de organização criminosa, formação de cartel, frustração à licitação, corrupção ativa e passiva, evasão fraudulenta de divisas, uso de documento falso e sonegação de tributos federais
Nestor Cerveró Ex-Diretor da área internacional[nota 1] Petrobras Condenado[63][64][65] Condenação por lavagem de dinheiro a 5 anos de prisão em regime fechado e multas de mais de R$ 500 mil e de R$ 1 140 725,00
Denunciado pelo MPF[66] A avaliar denúncia de corrupção contra o sistema financeiro nacional
Carlos Alberto Pereira da Costa Representante GFD Investimentos Condenado[1] Condenação por lavagem de dinheiro, substituída por restrição de direitos a 2 anos e 8 meses
Réu na Justiça Federal[59] A julgar acusações de organização criminosa, formação de cartel, frustração à licitação, corrupção ativa e passiva, evasão fraudulenta de divisas, uso de documento falso e sonegação de tributos federais
Carlos Habib Chater Youssef Condenado[1] Condenação por lavagem de dinheiro a 4 anos e 9 meses de prisão em regime fechado e por lavagem de dinheiro (noutro caso) a 5 anos e 6 meses em regime fechado
Cleverson Coelho de Oliveira Youssef Condenado[1] Condenação por evasão de divisas, operação de instituição financeira irregular e pertinência a organização criminosa a 5 anos e 10 dias de prisão
Ediel Viana da Silva Youssef Condenado[1] Condenação por lavagem de dinheiro e uso de documentos falsos a 3 anos em regime fechado
Eduardo Hermelino Leite Ex-vice-presidente Camargo Corrêa Condenado[1] Condenação por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e pertinência à organização criminosa a 15 anos e 10 meses de prisão
Esdra de Arantes Ferreira Sócio Labogen Condenado[1][60] Condenação por lavagem de dinheiro a 4 anos e 5 meses e multa de R$ 20 mil
Faiçal Mohamed Nacirdine Youssef Condenado[1] Condenação por operar instituição financeira irregular a 1 ano e 6 meses
Fernando 'Baiano' Antônio Falcão Soares Lobista Condenado[1] Condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro a 16 anos e 1 mês de prisão
Fernando Augusto Stremel Andrade Funcionário Construtora OAS Condenado[1] Condenação por lavagem de dinheiro a 4 anos de reclusão (pena substituída por prestações de serviços à comunidade e pagamento de multa de 50 salários mínimos)
Absolvido Absolvição de acusações de corrupção ativa e organização criminosa, por falta de provas
Iara Galdino da Silva Doleira Condenada[1] Condenação por evasão de divisas, operação de instituição financeira irregular, corrupção ativa e pertinência à organização a 11 anos e 9 meses de prisão
Jayme Alves de Oliveira Filho Ex-agente da Polícia Federal Youssef Condenado[1] Condenação por lavagem de dinheiro e pertinência à organização criminosa a 11 anos e 10 meses
João Ricardo Auler Ex-presidente do Conselho de Administração Camargo Corrêa Condenado[1] Condenação por corrupção e de pertinência à organização criminosa a 9 anos e 6 meses de prisão
José Aldemário Pinheiro Filho Presidente Construtora OAS Condenado[1] Condenação por organização criminosa, corrupção ativa, lavagem de dinheiro a 16 anos e quatro meses de reclusão
José Ricardo Nogueira Breghirolli Contato Youssef–Construtora OAS Condenado[1] Condenação por organização criminosa, lavagem de dinheiro a 11 anos de reclusão
Absolvido Absolvição de acusação de corrupção ativa, por falta de provas
Juliana Cordeiro de Moura Youssef Condenada[1] Condenação por evasão de divisas e de operação de instituição financeira irregular a 2 anos e 10 dias de prisão
Julio Gerin de Almeida Camargo Executivo Toyo Setal Condenado[1] Condenação por corrupção ativa e lavagem de dinheiro a 14 anos de prisão (provável redução para 5 anos em regime aberto devido à delação premiada)
Denunciado pelo MPF[66] A avaliar denúncia de corrupção contra o sistema financeiro nacional
Leonardo Meirelles Sócio Labogen Condenado[1][60] Condenação por lavagem de dinheiro a 6 anos e 8 meses e multa de R$ 68 mil e por lavagem de dinheiro (noutro caso) a 5 anos e 6 meses e 20 dias e multa de R$ 171 mil
Luccas Pace Júnior Operador de câmbio Youssef Condenado[1] Condenação por evasão de divisas, por operar instituição financeira irregular e pertinência a organização criminosa a 4 anos, 2 meses e 15 dias de prisão (reduzido à metade devido à delação premiada)
Márcia Danzi Russo Corrêa de Oliveira Nora Ex-deputado Pedro Corrêa Absolvida Absolvida em 1ª instância.
Marcio Andrade Bonilho Sócio Sanko Sider Condenado[60] Condenação por crime de organização criminosa e lavagem de dinheiro a 11 anos e 6 de prisão e multa de R$ 741 mil
Absolvido[1] Absolvição de outras acusações
Maria Dirce Penasso Laranja Youssef Condenada[1] Condenação por evasão de divisas e operação de instituição financeira irregular a 2 anos, um mês e 10 dias de prisão
Mário Lúcio de Oliveira Diretor de agência de viagem GFD Absolvido[11] Absolvido em 1ª instância.
Matheus Coutinho de Sá Oliveira Vice-presidente do conselho executivo Construtora OAS Condenado[1] Condenação por organização criminosa e lavagem de dinheiro a 11 anos de reclusão
Absolvido[1] Absolvição da acusação de corrupção ativa, por falta de provas
Nelma Mitsue Penasso Kodama Doleira Condenada[1] Condenação por evasão de divisas, operação de instituição financeira regular, corrupção ativa e pertinência a organização criminosa a 18 anos de prisão
Pedro Argese Junior Operador do esquema Youssef Condenado[1][60] Condenação por lavagem de dinheiro a 4 anos e 5 meses e multa de R$ 20 mil
Rafael Ângulo Lopez Braço Direito Youssef Condenado[28] Condenação por lavagem de dinheiro a 6 anos e 8 meses de reclusão, substituída por regime aberto diferenciado
Renê Luiz Pereira Youssef Condenado[1] Condenação por tráfico de drogas a 14 anos em regime fechado
Rinaldo Gonçalves de Carvalho Youssef Condenado[1] Condenação por corrupção passiva a 2 anos e 8 meses de reclusão
Rodrigo Tacla Duran Operador Advogado foragido[67] Investigação não finalizada
Augusto Ribeiro de Mendonça Neto Executivo Toyo Setal Condenado[2] Condenação por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e associação criminosa a 16 anos e 8 meses de reclusão
Dario Teixeira Alves Júnior Laranja Empresa fantoche Condenado[2] Condenação por lavagem de dinheiro a 9 anos e 10 meses.
Mario Frederico Mendonça Góes Lobista Odebrecht Condenado[2] Condenação por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e associação criminosa a 18 anos e 4 meses (reduzida a prisão domiciliar até agosto de 2016 e mais 2 anos de semiaberto devido à delação premiada)
Sônia Mariza Branco Operadora do esquema Condenada[68] Condenação por lavagem de dinheiro e associação criminosa a 9 anos e 10 meses de reclusão
Leon Denis Vargas Ilário Irmão André Vargas Condenado[69][70] Condenação por lavagem de dinheiro a 11 anos e 4 meses de reclusão e multa de 2 salários mínimos por 160 dias (mais de R$ 252 mil)
Ricardo Hoffmann Operador ligado a André Vargas Borghi Lowe Condenado[69][70] Condenação a 12 anos e 10 meses e multa de 5 salários mínimos por 230 dias (mais de R$ 906 mil)
Murilo Tena Barros Youssef Absolvido[1] Absolvição das acusações
Sérgio Cabral ex-Governador PMDB-RJ Condenado[71] Condenado a mais de 100 anos de prisão em diversos processos[72] e a aguardar julgamento em outros

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Embora Cerveró seja quase sempre referido pela imprensa como "ex-diretor da área internacional", não existe formalmente, na Petrobras, uma "Diretoria internacional", mas sim uma Gerência Internacional, subordinada à Diretoria de exploração e produção[61][62].

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad «Lava Jato: condenados e penas». G1. Globo. 17 de agosto de 2015. Consultado em 17 de agosto de 2015. 
  2. a b c d e f g «Vaccari e Duque são condenados por corrupção e lavagem de dinheiro». G1. Globo. Consultado em 8 de março de 2016. .
  3. «STF arquiva acusação contra Aécio na Lava Jato». Folha de S. Paulo. Folha da manhã. Consultado em 3 de novembro de 2016. .
  4. «Ministro Teori Zavascki autoriza abertura de inquérito e revoga sigilo em investigação sobre Petrobras». Supremo Tribunal Federal (STF). 6 de março de 2015. Consultado em 13 de abril de 2017. .
  5. «Delação da Odebrecht: Aécio é suspeito de pedir e receber vantagens indevidas». G1. Globo. 11 de abril de 2017. Consultado em 13 de abril de 2017. .
  6. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai aj ak al am an ao ap Kadanus, Kelli; Baran, Katna (6 de março de 2015). «Supremo autoriza investigação de 49 envolvidos na Operação Lava Jato». Gazeta do Povo. Consultado em 10 de março de 2015. 
  7. «Justiça condena executivos da OAS por crimes investigados na Lava Jato». G1. Paraná. Consultado em 8 de março de 2016. .
  8. «Moro abre inquérito para investigar propina de R$ 3 milhões a Bendine». O Globo. Consultado em 14 de julho de 2017. 
  9. a b «Justiça Federal condena Marcelo Odebrecht em ação da Lava Jato». G1. Paraná: Globo. Consultado em 8 de março de 2016. .
  10. «Justiça Federal reverte primeira condenação da Operação Lava Jato». G1. Rio Grande do Sul: Globo. Consultado em 8 de março de 2016. 
  11. a b c d e f g «Justiça Federal condena executivos ligados à empreiteira Mendes Junior». G1. Globo. Consultado em 8 de março de 2016. 
  12. Megale, Bela; Mattoso, Camila (3 de abril de 2017). «Única mulher entre 77 delatores da Odebrecht cuidava de setor de propina». Folha de S. Paulo. Consultado em 15 de abril de 2017. .
  13. «Justiça Federal condena executivos ligados à empreiteira Mendes Junior.». G1. Globo. 3 de novembro de 2015. Consultado em 5 de novembro de 2016. 
  14. «Ex-ministro Delfim Netto é alvo de busca e apreensão na 49ª fase da Lava Jato», Paraná, G1  Parâmetro desconhecido |accessadate= ignorado (ajuda).
  15. a b c d e f g h i j «Executivos da Odebrecth e Andrade Gutierrez são denunciados à Justiça.». G1. Globo. 24 de julho de 2015. Consultado em 24 de julho de 2015. 
  16. Vianna, José; Nunes, Samuel; Kaniak, Thaís; Dionísio, Bibiana. «MPF denuncia o ex-ministro Antonio Palocci por corrupção e lavagem». G1. Globo. Consultado em 5 de novembro de 2016. .
  17. «Beto Richa é preso junto com esposa em Curitiba | EXAME». exame.abril.com.br. Consultado em 11 de setembro de 2018. 
  18. a b c d e f g h i j k l «José Dirceu e mais 16 pessoas são denunciadas na Operação Lava Jato». Paraná: Globo. 4 de novembro de 2015. Consultado em 10 de setembro de 2015. .
  19. a b c d e f g h i j k l «MPF denuncia ex-diretor da Eletronuclear e outras 14 pessoas». G1. Paraná: Globo. 1 de setembro de 2015. Consultado em 19 de setembro de 2015. .
  20. Castro, Fernando; Justi, Adriana; Kaniak, Thaís; Dionísio, Bibiana. «Justiça Federal condena réus ligados à empreiteira Camargo Corrêa». G1. Globo. Consultado em 5 de novembro de 2016. .
  21. «Justiça Federal condena executivos ligados à Galvão Engenharia». G1. Paraná: Globo. 2015 dez. Consultado em 8 de março de 2016.  Verifique data em: |data= (ajuda).
  22. «Gerente de banco suíço é denunciado por lavagem de dinheiro na Operação Lava Jato». G1. PR: Globo. 19 de dezembro de 2017. Consultado em 13 de janeiro de 2018. .
  23. «Janot denuncia Lula, Dilma, Gleisi, Palocci, Edinho, Mantega, Paulo Bernardo e Vaccari», Brasília, G1, 5 de setembro de 2017, consultado em 5 de setembro de 2017. .
  24. a b c «PF indicia três executivos da UTC Engenharia na Operação Lava Jato». G1. Paraná: Globo. 12 de dezembro de 2014. Consultado em 6 de outubro de 2015. .
  25. «Lava Jato: Zelada é condenado a 12 anos de prisão». Agência Brasil. EBC 
  26. «MPF apresenta nova denúncia contra ex-deputado André Vargas». G1. 23 de junho de 2015. Consultado em 24 de junho de 2015. 
  27. «Justiça Federal condena executivos ligados à Galvão Engenharia». G1. Globo.com. Consultado em 5 de novembro de 2016. 
  28. a b c «Pedro Corrêa é condenado a 20 anos de prisão por crimes na Lava Jato». Paraná. Consultado em 8 de março de 2016. 
  29. a b c d e Nunes, Samuel (9 de dezembro de 2014). «PF indicia executivos de quatro empresas investigadas na Lava Jato». G1. Globo. Consultado em 9 de dezembro de 2014. .
  30. «PGR denuncia Bezerra Coelho ao STF por corrupção passiva e lavagem». G1. Globo.com. Consultado em 5 de novembro de 2016. 
  31. Collor vira réu na Lava Jato por desvios em subsidiária da Petrobras. Folha de S.Paulo. 22 de agosto de 2017. Consultado em 22 de agosto de 2017.
  32. Fernando Castro (14 de dezembro de 2015). «Justiça condena executivo ligado à Engevix em ação da Lava Jato». G1. Consultado em 19 de maio de 2016. 
  33. Vassallo, Luiz; Serapião, Fabio (24 de Novembro de 2017). «Procuradoria pede condenação e multa de R$ 4 mi a Gleisi na Lava Jato». Estadão. Consultado em 21 de Janeiro de 2018. 
  34. a b «José Dirceu é condenado a 23 anos de prisão em ação da Lava Jato». G1. Globo. 18 de maio de 2016. Consultado em 18 de maio de 2016. .
  35. «Ex-deputado Luiz Argôlo é condenado a 11 anos e 11 meses». O Globo. 16 de novembro de 2015. Consultado em 17 de novembro de 2015. .
  36. Oliveira, Mariana (6 de outubro de 2016). «STF fatia principal inquérito da Lava Jato, e Lula passa a ser investigado». G1. Globo. Consultado em 19 de julho de 2017.. Cópia arquivada em 7 de novembro de 2016 .
  37. Kadanus, Kelli; Martins, Fernando; Viapiana, Tábata (12 de julho de 2017). «Moro condena Lula a 9 anos e meio de prisão». Gazeta do Povo. Consultado em 12 de julho de 2017.. Cópia arquivada em 12 de julho de 2017 
  38. «Moro condena Lula por caso do triplex no Guarujá». Terra. BBC Brasil. 12 de julho de 2017. Consultado em 12 de julho de 2017.. Cópia arquivada em 12 de julho de 2017 
  39. Fonseca, Alana; Gimenes, Erick; Kaniak, Thaís; Dionísio, Bibiana; Benassatto, Leonardo (12 de julho de 2017). «Lula é condenado na Lava Jato a 9 anos e 6 meses de prisão no caso do triplex». G1. Paraná: Globo. Consultado em 12 de julho de 2017.. Cópia arquivada em 12 de julho de 2017 
  40. Rangel, Rodrigo (12 de julho de 2017). «Urgente: Lula é condenado a nove anos e meio de cadeia». Veja. Abril. Consultado em 12 de julho de 2017.. Cópia arquivada em 12 de julho de 2017 .
  41. «Em decisão unânime, tribunal condena Lula em segunda instância e aumenta pena de 9 para 12 anos», G1 .
  42. a b c «Marcelo Odebrecht é condenado a 19 anos e 4 meses de prisão na Lava Jato». Estadão. O Estado de São Paulo. 8 de março de 2016. Consultado em 8 de março de 2016. 
  43. «Teori autoriza Lava Jato a investigar deputado Mário Negromonte Júnior». G1. Globo. 18 de dezembro de 2015. Consultado em 5 de novembro de 2016. .
  44. «Teori autoriza Lava Jato a investigar deputado Mário Negromonte Júnior», G1, 2015 dez  Verifique data em: |data= (ajuda).
  45. «PF indicia Roberto Britto, Negromonte e Negromonte Jr. na Lava Jato», Bahia notícias – via Estadão .
  46. «PF prende Meire Poza a contadora do doleiro da Lava Jato». Estadão. O Estado de São Paulo. Consultado em 13 de abril de 2018. .
  47. «Brazil's president is charged with bribery – But prosecutors' accusations will not bring Michel Temer down just yet» [Presidente do Brasil acusado de suborno — mas acusação de procuradores ainda não derrubará Michel Temer], The Economist (em inglês), 2017 .
  48. «Operation Car Wash: Is this the biggest corruption scandal in history?» [Brasil, operação Lava a jato: o maior escândalo de corrupção da História?], The Guardian (em inglês), 2017 jun 1  Verifique data em: |data= (ajuda).
  49. «Temer likely to cling to power after winning PSDB's backing» [Temer provavelmente apegar-se-á ao poder depois de ganhar o apoio do PSDB], Buenos Aires Herald (em inglês), 2017 .
  50. «Brazil's President Temer Charged With Corruption» [Presidente do Brasil, Michel Temer acusado de corrupção], "London South East (em inglês), 2017 .
  51. «Any Similarity Between Today's Brazil and the Military Dictatorship Is Not Purely Coincidental» [Qualquer semelhança entre o Brasil de hoje e a ditadura militar não é mera coincidência], Brazzil (em inglês), 2017 .
  52. «Brazil roiled as President Temer reportedly taped arranging bribe» [Brasil em suspense: Presidente Temer alegadamente gravado combinando suborno], The Globe and Mail (em inglês), 2017 .
  53. «Brazil Not Undone By Washington's Chaos» [Brasil não destruído pelo caos de Washington], Boise weekly (em inglês) .
  54. a b c d «PF indicia ex-diretor da Petrobrás e operador de propinas do PMDB». Estadão. O Estado de São Paulo. 28 de outubro de 2015. Consultado em 28 de outubro de 2015. .
  55. Lima, Luciana; Gallo, Mel Bleil; Quadros, Vasconcelo; Shalom, David (6 de março de 2015). «Lava Jato: confira a lista de políticos envolvidos em escândalo». Último segundo. iG. Consultado em 10 de março de 2015. 
  56. «Janot apresenta ao STF denúncia contra Ricardo Pessoa, da UTC». G1. Paraná: Globo. 4 de setembro de 2015. Consultado em 19 de maio de 2016. .
  57. a b c d e «MPF denuncia ex-diretor da Petrobras Jorge Zelada na Operação Lava Jato». G1. Paraná: Globo. 6 de agosto de 2015. Consultado em 19 de setembro de 2015. .
  58. Macedo, Fausto. «Moro condena Zelada a 12 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro». Estadão. O Estado de São Paulo. Consultado em 19 de maio de 2016. .
  59. a b c d e f g «Juiz aceita denúncia do MPF contra nove investigados na Lava Jato». G1. Globo. 12 de dezembro de 2014. Consultado em 15 de dezembro de 2014. .
  60. a b c d e f g «Justiça condena oito por desvios em obra de refinaria da Petrobras». Folha de S. Paulo. Folha da manhã. 22 de abril de 2015. Consultado em 22 de setembro de 2015. 
  61. «Organograma», Petrobras, Quem somos .
  62. «Diretores», Petrobrás, Quem somos .
  63. «Ex-diretor da Petrobras Cerveró é condenado a cinco anos de prisão». G1. Globo. 26 de maio de 2015. Consultado em 26 de maio de 2015. .
  64. «Nestor Cerveró é condenado a 5 anos de prisão por lavagem de dinheiro». Hora 1. 27 de maio de 2015. Consultado em 22 de setembro de 2015. – via G1 .
  65. «Cerveró e Baiano terão de pagar R$ 3 milhões em multas». Estadão. O Estado de São Paulo. 18 de agosto de 2015. Consultado em 22 de setembro de 2015. .
  66. a b Kaniak, Thaís (15 de dezembro de 2014). «MPF apresenta denúncia contra Cerveró e Fernando Baiano à Justiça». G1. Globo. Consultado em 15 de dezembro de 2014. .
  67. «Quem é Rodrigo Tacla Duran, o advogado envolvido até o pescoço na Lava Jato». Gazeta do Povo. 22 de fevereiro de 2018. Consultado em 13 de abril de 2018. .
  68. «Vaccari e Duque são condenados por corrupção e lavagem de dinheiro». G1. Paraná: Globo. 21 de setembro de 2015. Consultado em 22 de setembro de 2015. .
  69. a b «Ex-deputado André Vargas é condenado a 14 anos de prisão na Lava-Jato». O Globo. Globo. 22 de setembro de 2015. Consultado em 22 de setembro de 2015. .
  70. a b «Ex-deputado André Vargas é primeiro político a ser condenado na Lava Jato». Último Segundo. iG. 22 de setembro de 2015. Consultado em 22 de setembro de 2015. .
  71. Brito, Carlos; Boeckel, Cristina (17 de novembro de 2016). «Ex-governador Sérgio Cabral é preso pela PF na Zona Sul do Rio». G1. Globo. Consultado em 17 de novembro de 2016. .
  72. Bianchi, Paula (2 de março de 2018). «Cabral é condenado pela 5ª vez, e penas somam 100 anos». Uol. Folha da manhã. Consultado em 13 de abril de 2018. .