Padre Zé Linhares

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de José Linhares Ponte)
José Linhares Ponte (Padre Zé Linhares)
Deputado Federal pelo Ceará
Período 1991- 2015
Dados pessoais
Nascimento 21 de outubro de 1930 (91 anos)
Sobral, CE
Partido PP
Profissão Psicólogo, pedagogo e professor
Assinatura Assinatura de Padre Zé Linhares

José Linhares Ponte conhecido como Padre Zé Linhares (Sobral, 21 de outubro de 1930) é um sacerdote, filósofo, professor, psicólogo, pedagogo, administrador, escritor e político brasileiro[1] com atuação no estado do Ceará, por onde é deputado federal desde 1991.[2]

Dados Pessoais[editar | editar código-fonte]

Padre Linhares é filho de Francisco Jacinto Ferreira da Ponte e Maria Linhares Ponte. Entrou para o sacerdócio como padre da Igreja Católica.

Sua educação foi bastante ampla contemplando diversos cursos nacionais e internacionais nas áreas de filosofia, teologia, psicologia e línguas. Dentre os cursos realizados, se destacam o de Filosofia Plena (Universidade Federal do Piauí, Teresina, 1950-1951), de Teologia (Seminário Arquidiocesano do Ceará, 1952-1955), de Letras Neolatinas, (Faculdade de Filosofia Dom José, Sobral, 1958-1961), de Psicologia Profunda e Psicoterapia (Universidade de Munique, Alemanha, 1964-1967), de Língua Alemã (Universidade de Munique, Alemanha, 1964-1965). de Parapsicologia e Religião na Faculdade de Educação de Guaratinguetá, (1974), de Catequese e Homilia (Instituto Catequético de Munique, Alemanha), de Escritura Sagrada: Antigo e Novo Testamento (Instituto Catequético de Munique, Alemanha), de Pedagogia (Instituto Catequético de Paris, França), de Testes Psicológicos de Rorschach (Universidade de Berna, Suíça), de Teologia Pastoral (Universidade Estadual Vale do Acaraú, Sobral) e de Inglês (King's School, Inglaterra, 1984)[3].

Em pouco tempo, já lecionava no Seminário São José de Sobral, CE (1956), tendo sido Assistente Eclesiástico na Diocese de Sobral (1957), Reitor do Seminário São José de Sobral (1961), Diretor da Obra das Vocações Sacerdotais (1959).

Nos anos 1960, foi Diretor da Rádio Educadora do Nordeste de Sobral (1963) e passou a ser Professor de Ciências Religiosas e de Psicologia em 1964. Posteriormente, foi Vice-Diretor da Faculdade de Filosofia Dom José de Sobral (1973) e Diretor do Colégio Sobralense. Chegou a ser Provedor e Administrador da Santa Casa de Misericórdia de Sobral (1974 - 2003) e Professor da Pastoral Hospitalar na Faculdade de Enfermagem e Obstetrícia da Universidade Vale do Acaraú (1976).

Em 1986, foi Presidente da Federação das Misericórdias e Entidades Filantrópicas do Maranhão, Piauí, Ceará e Rio Grande do Norte. Também chegou a ser Vice-Presidente (1987) e Presidente (1995) da Confederação das Misericórdias do Brasil (São Paulo). Foi Presidente do IDT de Sobral em 1988 e Presidente da Confederação Internacional das Misericórdias. Foi Presidente da Confederação das Misericórdias do Brasil em 1993 e 2005.

Além disso, também foi Presidente do Rotary Club de Sobral (1972), Membro da Academia Sobralense de Estudos e Letras desde 1976; Sócio Fundador da Academia de Cultura de Curitiba (1992); Presidente da Confederação das Misericórdias do Brasil na implantação do Seguro de Saúde das Santas Casas - Vital Saúde (1997); e Presidente da Confederação Internacional das Misericórdias (2004-2009).[4]

Atuação política[editar | editar código-fonte]

Nos anos de 1988 e 1989, militou no Partido Democrata Cristão (PDC). Em 1990, foi eleito o deputado federal mais votado do estado do Ceará pelo PSDB, com a coligação "Geração Ceará Melhor" que lançou Ciro Gomes governador, Lúcio Alcântara vice-governador e Beni Veras senador, conseguindo vitória absoluta.

Em 1992, deixou o grupo tucano e se filiou ao PST, mas em 1993 voltou a procurar um novo partido e se filiou ao PP (que viria a se tornar PPB e depois PP novamente). Conseguiu ser reeleito deputado federal nas eleições de 1994, 1998, 2002, 2006 e 2010[1][5].

Em 2014, Padre Linhares foi escolhido pelo grupo do governador Cid Gomes para ser o primeiro suplente na chapa do candidato a senador Mauro Filho. Porém, a chapa foi derrotada para a candidatura de Tasso Jereissati[6], tendo sido sua primeira derrota eleitoral.

No dia 02 de fevereiro de 2015, ao se despedir do mandato de deputado federal, foi nomeado pelo governador Camilo Santana para exercer a função de Presidente do Conselho Estadual de Educação do Ceará[7], cargo que ocupa até os dias atuais.

Em 2017, Padre Linhares foi indicado para ser o Presidente de Honra do Partido Progressista no Ceará[8].

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Psicanálise aplicada à pedagogia. Sobral: UEVA, 1970[1]
  • Introdução à psicologia evolutiva. Sobral: UEVA, 1972[1]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d Dicionário Histórico-Biográfico Brasileiro, pós 1930. 2ª edição. volume III. Rio de Janeiro; editora da FGV, páginas 3215 e 3216. ISBN 85-225-0343-5
  2. «JOSÉ LINHARES - PP/CE». www2.camara.leg.br. Consultado em 12 de abril 2014 
  3. «Conheça os Deputados». Portal da Câmara dos Deputados. Consultado em 7 de abril de 2018 
  4. «Conheça os Deputados». Portal da Câmara dos Deputados. Consultado em 7 de abril de 2018 
  5. «Conheça os Deputados». Portal da Câmara dos Deputados. Consultado em 7 de abril de 2018 
  6. «Padre Zé 900». Eleições 2014 
  7. «Presidentes do Conselho». www.cee.ce.gov.br. Consultado em 7 de abril de 2018 
  8. «Sem Adail Carneiro, PP escolhe nova direção no CE - Política - Diário do Nordeste». Diário do Nordeste. Consultado em 7 de abril de 2018 
Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.