Tia Eron

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tia Eron
Tia Eron
Secretária de Promoção Social de Combate à Pobreza de  Salvador
Período 13 de janeiro de 2017
até a atualidade
Prefeito ACM Neto
Deputada Federal pela Bahia Bahia
Período 1º de fevereiro de 2015
até 12 de janeiro de 2017
Vereadora por  Salvador
Período 1º de fevereiro de 2001
até 31 de janeiro de 2015
Dados pessoais
Nascimento 2 de junho de 1972 (45 anos)
Salvador, BA
Partido PRB (2012–presente)
DEM (2007–2012)
PFL (2000–2007)
Profissão Professora e administradora

Eronildes Vasconcelos Carvalho, mais conhecida como Tia Eron (Salvador, 2 de junho de 1972) é professora e política brasileira filiada ao Partido Republicano Brasileiro (PRB).[1] Ganhou notoriedade durante o Processo de cassação de Eduardo Cunha por ter seu voto como decisivo.[2] Começou a sua trajetória política desenvolvendo ações sociais nos bairros do Aquidabã, Dois Leões, Polêmica e Saramandaia na capital baiana. O seu trabalho com crianças na Igreja Universal do Reino de Deus[3] gerou o apelido e posteriormente nome político "Tia Eron".

Carreira[editar | editar código-fonte]

Tia Eron exerceu primeiramente o cargo de vereadora em Salvador, de 2001 a 2014, quando foi eleita para o cargo de deputada federal pela estado da Bahia.

Atuação como vereadora[editar | editar código-fonte]

Tia Eron foi vereadora por quatro mandatos consecutivos, no período de 2001 a 2014. Foi a primeira vereadora negra da Câmara Municipal de Salvador.[4] Destacou-se durante os 13 anos de vereança com seus projetos destinados para políticas de reparação em Salvador.

Ré em ação civil pública[editar | editar código-fonte]

Tia Eron e outros 30 vereadores são réus em uma ação civil pública na 5ª Vara Fazenda Pública de Salvador por suspeita de improbidade administrativa. Na denúncia do Ministério Público da Bahia, os vereadores são acusados de desrespeitar uma decisão judicial ao incluir irregularmente artigos no projeto de lei do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) de Salvador em outro projeto de lei - a Lei de Ordenamento de Uso do Solo. O processo é de 2012.[5]

Atuação como Deputada Federal[editar | editar código-fonte]

Em 2014 foi eleita Deputada Federal pelo Partido Republicano Brasileiro (PRB), pela coligação liderada pelo ex-governador Paulo Souto, com 116.912 votos, sendo a deputada mais votada em seu estado.[6] Como membro do Parlatino (Parlamento Latino-Americano) a deputada representou o Brasil em diversos países da América Latina. Na Câmara dos Deputados, foi relatora do projeto que obriga o Sistema Único de Saúde (SUS) a fazer gratuitamente cirurgia reparadora em mulheres vítimas de violência doméstica.[7] Em março de 2016, participou das reuniões na Organizações das Nações Unidas sobre política para mulheres.[8] O prêmio Congresso em Foco posicionou a deputada em 15º lugar, como "parlamentares do futuro", sendo que ela foi a única mulher negra da lista.[9] Tia Eron é a atual Presidente Estadual do PRB,[10] sendo uma das únicas mulheres, juntamente com a senadora Lídice da Mata, a comandar um partido político no estado da Bahia.

Em 17 de abril de 2016, votou a favor do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.[11]

Em 14 de junho de 2016, votou a favor a cassação do deputado Eduardo Cunha no comitê de ética da Câmara dos Deputados.[12]

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

  • Em 2012, recebeu o Prêmio Internacional Mulheres Distintas (Brazilian Women in Power) em Hartford, Connecticut (EUA)[4]
  • Em 2015, foi indicada ao Troféu Raça Negra 2015 na categoria Personalidade Política[13]

Referências

  1. «Conheça os Deputados». Consultado em 8 de julho de 2016 
  2. «Voto de Tia Eron é considerado decisivo para processo contra Cunha». Jornal Nacional. Globo. 4 de junho de 2016. Consultado em 9 de julho de 2016 
  3. «Voto de Tia Eron no Conselho será dirigido por pastor: 'o que ele mandar, ela vai fazer', dizem aliados». Correio. Portal G1. 9 de junho de 2016. Consultado em 9 de junho de 2016 
  4. a b «Primeira vereadora negra de Salvador, Tia Eron iniciou militância na igreja». Consultado em 8 de julho de 2016 
  5. «Quem é Tia Eron? A deputada federal que decidirá o destino de Eduardo Cunha - Notícias - Política». Consultado em 8 de julho de 2016 
  6. «Senador e deputados federais/estaduais eleitos: Apuração e resultado das Eleições 2014 BA (Fonte: TSE) - UOL Eleições 2014». UOL Eleições 2014. Consultado em 8 de julho de 2016 
  7. «PL 1180/2015 - Projetos de Lei e Outras Proposições». Câmara dos Deputados. Consultado em 8 de julho de 2016 
  8. «Brasil preside na ONU a 60.ª Comissão para dar mais poder às mulheres». br.sputniknews.com. Consultado em 8 de julho de 2016 
  9. «Prêmio Congresso em Foco 2015». premio-congressoemfoco.partner.uol.com.br. Consultado em 8 de julho de 2016 
  10. «Tia Eron - PRB». www.prb10.org.br. Partido Republicado Brasileiro. Consultado em 8 de julho de 2016 
  11. «politica - Impeachment - Política». UOL. Consultado em 8 de julho de 2016 
  12. «Considerada decisiva, Tia Eron vota a favor de cassação de Cunha». G1. Globo. 14 de junho de 2016. Consultado em 8 de julho de 2016 
  13. «Tia Eron será agraciada com o Troféu Raça Negra 2015 na categoria Personalidade Política». www.prb10.org.br. Partido Republicano Brasileiro. Consultado em 8 de julho de 2016 

Links externos[editar | editar código-fonte]