Gretchen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde outubro de 2012).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, podendo ainda necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.
Gretchen
Informação geral
Nome completo Maria Odete Brito de Miranda
Também conhecido(a) como Rainha do Rebolado, Rainha do Bumbum, Disco Diva, New Queen Of Pop
Nascimento 29 de maio de 1959 (54 anos)
Nacionalidade  brasileira
Gênero(s) Pop, Dance, Forró
Ocupação(ões) Cantora
Instrumento(s) Vocal
Período em atividade 1978–presente
Outras ocupações Atriz, dançarina
Afiliação(ões) Viajante
Influência(s) Madonna, Charo, Donna Summer
Página oficial [2]

Maria Odete Brito de Miranda, artisticamente conhecida por Gretchen[1] [2] (Rio de Janeiro, 29 de maio de 1959), é uma cantora, atriz e dançarina brasileira e irmã da cantora Sula Miranda. Gretchen vendeu ao todo 12 milhões de discos durante os seus mais de 35 anos de carreira . [carece de fontes?]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Gretchen iniciou a carreira como crooner da orquestra do Maestro Zaccaro em 1976, o convite para integrar a banda veio após Maria Odete ter vencido o Festival do Colégio Objetivo.

Ainda na adolescência, integra o grupo As Melindrosas juntamente com as irmãs Sula Miranda, Yara e a prima Paula, o primeiro LP "Disco Baby" já estava pronto enquanto a gravadora Copacabana procurava 4 meninas para a divulgação do material, após a escolha e o início da divulgação com clip no programa Fantástico e várias outras aparições em programas de TV o LP alcançou a marca de um milhão de cópias vendidas, e recebeu nota na revista musical Billboard,[3] no período de 2 anos o LP já havia vendido quatro milhões de cópias segundo o produtor Jorge Gambier, mas nesse período Gretchen já havia abandonado o grupo e seguiu em carreira solo.[carece de fontes?]

Em carreira solo (fim dos anos 1970, a Era Disco) seu primeiro trabalho foi com o compacto Dance With Me. A estreia de Maria Odete como "Gretchen" para o grande público da TV aconteceu no Programa Carlos Imperial, na extinta Rede Tupi. Seu nome artístico foi inspirado no título do filme Aleluia Gretchen.[4]

"Gretchen" surgiu no ano de 1978 pelas mãos do argentino Santiago Malnati, conhecido nos meios musicais como Mister Sam. Em 1977, Sam a viu num programa de calouros junto com suas irmãs, que se apresentavam como "As Mirandas" e assumiu a sua carreira. Seus sucessos foram Freak Le Boom Boom, Conga Conga Conga e o Melô do Piripipi, (os dois primeiros receberam disco de ouro e o terceiro disco de platina) entre outros, mas pelas décadas seguintes é associada a estes seus mais conhecidos hits. Neste período, Gretchen torna-se recordista por chegar a mil espetáculos em menos de três anos, sendo uma das mais bem sucedidas artistas brasileiras na época.

Ela se apresentou na Coreia do Sul, por toda Europa e Estados Unidos, inclusive com shows de lambada, ritmo que era um hit no início da década de 1990. Até hoje é presente em shows, na TV e em disco, e é por muitos reconhecida como a pioneira de um estilo.

Gretchen posou nua pela primeira vez para a revista Status, fotografada por Cinira Arruda. Apareceu depois em outras revistas: Homem, Sexy, Hunter, Playboy e até para uma revista de circulação internacional. Ela também teve edições especiais da revista Homem, feitas especialmente para ela nos anos de 1984, 1985 e 1986. Seus nus foram feitos não apenas quando a cantora era jovem e estava no auge da fama, mas também quando já estava na faixa dos quarenta anos. Gretchen chegou a posar nua até mesmo quando estava grávida em 2003, aos 44 anos.

A carreira de Gretchen no cinema iniciou em 1979 em um filme infantil com suas irmãs, "Vamos Cantar Disco Baby". Em 1982, Gretchen fez o filme Aluga-se moças, pornochanchada que contava também com a participação de Rita Cadillac, o filme ganhou certo aspecto cult no Brasil. O filme na época quebrou todos os recordes de bilheteria, ficando na frente de "Caçadores da Arca Perdida" de Steven Spilberg[3]. Filmou também "A Rota do Brilho", de Deni Cavalcanti, ao lado de Alexandre Frota. Entre 2006 e 2008, participou de filmes com conteúdo erótico/adulto.

Em abril de 2011, Gretchen interpretou Maria Madalena numa encenação da Paixão no Piauí[5] , vista por mais de 8 mil pessoas[6] .

A cantora também costumava participar de vários quadros do Programa Silvio Santos e em outros quadros e atrações do SBT entre eles o game show Qual é a Música? patrocinado pelo Baú da Felicidade pertencente a Silvio Santos da qual por muitos anos fora uma das maiores vencedoras.

No ano de 2006, Gretchen assinou um contrato de 1,5 milhão [7] com a produtora brasileirinhas para gravar 8 cenas que originariam três filmes pornográficos. Uma de suas exigências foi atuar ao lado do seu então marido Gutto Guitar. Apesar de críticas pelas fracas atuações, os filmes foram sucessos de vendas.[8] A cantora declarou diversas vezes que esse trabalho é o seu maior arrependimento, mas que foi com seu cachê que conseguiu reerguer a vida financeira e a carreira. [9]

Em 2012, integrou o elenco da quinta edição do reality show A Fazenda, mas desistiu da competição no início da sexta semana. [10] . Este foi seu segundo reality show o primeiro foi "Troca de Família" em 2010 o qual deixou a emissora em primeiro lugar em audiência durante sua transmissão[4],o programa foi reprisado em 2011 garantindo a vice-liderança para Rede Record[5].

Vida política[editar | editar código-fonte]

Em 27 de abril de 2007, começa a se despedir da vida artística para ingressar na política. Filiada ao PPS, tentou a candidatura à prefeitura da cidade de Ilha de Itamaracá, obteve apenas 343 votos, ou 2,85% do total.

Prêmios e homenagens[editar | editar código-fonte]

Gretchen recebeu vários prêmios da mídia, aproximadamente em torno de 50 prêmios, como ela mesma mostrou em programas da TV Gazeta e no programa Domingo Legal do SBT. Entre seus prêmios destacam-se, o "Troféu Globo", "Troféu Contigo", quatro Troféus "Disco de Ouro" do programa Discoteca do Chacrinha, prêmio dado pelo programa aos melhores do mês, prêmios de várias rádios, como da Rádio América o prêmio "Destaque América" o qual ela ganhou sete vezes, e prêmios de festivais em estados diversos como do "Festival do Disco" no Rio Grande do Sul, e outros como revelação do ano de várias rádios, revistas, e programas de TV, em seu início de carreira. Em 1987 o LP "No Mundo da Criança" (com Gretchen, Maria Alcina e outros) é indicado ao "Troféu Villa-Lobos" como melhor disco infantil de 1986, concorrendo com "Os Abelhudos" "A Turma do Balão Mágico" e "Show da Xuxa"[6]. Em 1999 ganhou um "Disco de Ouro" pela divulgação do CD Discoteca do Chacrinha o prêmio foi entregue por Augusto Liberto no programa Domingo Legal, em 2006 recebeu o Troféu "Coroa de Ouro"[7],[8] no programa Rei Majestade no SBT, foi também homenageada com o Prêmio "Boas Vindas à Goiânia"[9] pelo Prêmio Megha Profissionais 2010. Em Pernambuco no carnaval Gretchen foi coroada "Rainha Gay 2010" pela comunidade GLS [10], e também foi eleita "Rainha do Baile dos Artistas" em 2011, juntamente com o "Rei" o escritor Ariano Suassuna, honraria pela qual ela declarou que esperava há um bom tempo[11], pois não sendo Pernambuco sua terra natal, ela sentiu-se uma verdadeira pernambucana ao receber tal título. Em 2011 Gretchen também foi homenageada em Israelândia, onde recebeu um banner com vários momentos de sua carreira e uma faixa do Prefeito de boas vindas à cidade[12]. Ainda em Goiânia foi homenageada sendo tema de uma premiação de hipismo[13]. Gretchen recebe mais uma homenagem pelos seus mais de 30 anos no mundo do entretenimento no prêmio "Vips de Minas e Celebridades 2012" onde ela recebeu o prêmio "Celebridade Nacional 2012" [14].

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

  • 1979 My Name Is Gretchen (Building Records/Copacabana Discos) (Disco de Diamante)
  • 1981 You And Me (Building/Copacabana) (Disco 3x Platina)
  • 1982 Lonely (Building/Copacabana) (Disco 2x Platina)
  • 1983 Gretchen (Building/Copacabana) (Disco de Platina)
  • 1987 Latino Americana (Copacabana) (Disco de Ouro)
  • 1988 Gypsy (3M) (Disco de Ouro)
  • 1991 Cheiro & Chamego (Musicolor)
  • 1993 Vem Me Ver (Line Records)
  • 1995 Sexy Charme Dance (RGE)
  • 1996 Jesus Dance (Koinonia)
  • 1997 A Nova Gretchen (Koinonia)
  • 2000 La Pasión (Zen Records)
  • 2001 Me Deixa Louca (Polymusic/distribuido pela Sony Music Manaus)
  • 2009 De Conga A Coração - Gretchen Canta Dorgival Dantas (Nova Produções/Independente)


Discos compactos[editar | editar código-fonte]

  • 1978 Dance With Me (Building/Copacabana)
  • 1979 Fera (Building/Copacabana)
  • 1979 Freak Le Boom Boom (Building/Copacabana)
  • 1979 1-2-3 (One-Two-Three) (Building/Copacabana)
  • 1980 Conga Conga Conga (Building/Copacabana)
  • 1981 Give Me Love (Building/Copacabana)
  • 1981 Melô do Piripipi (Building/Copacabana)
  • 1982 Gretchen e os Três Patinhos (Building/Copacabana)
  • 1982 Allah La Ô, My Love (Building/Copacabana)
  • 1982 Mambo Mambo Mambo (Building/Copacabana)
  • 1983 Melô do Xique Xique (Building/Copacabana)
  • 1984 Melô do Pata Pata (Building/Copacabana)
  • 1984 Bate Bate Coração (Copacabana)
  • 1985 Le Bal Masquê (Copacabana)
  • 1985 Hula Hula Ba Ba Yê (Copacabana)
  • 1988 Colombiar (3M)

Álbuns e singles internacionais[editar | editar código-fonte]

  • 1979 Freak Le Boom Boom Single (França Disques Vogue)
  • 1979 My Name Is Gretchen LP (Grécia Veran Records)
  • 1980 My Name Is Gretchen LP (Itália G & G RECORDS)
  • 1980 Freak Le Boom Boom Single (Itália G & G RECORDS)
  • 1980 Mi Nombre Es Gretchen LP (Espanha Carnaby)
  • 1981 Freak Le Boom Boom Single (Holanda CNR)
  • 1981 Conga Conga conga LP (Espanha Carnaby Records)
  • 1982 Soy La Mujer LP (Interdisc Argentina)
  • 1982 Disco Show LP (Interdisc Argentina)
  • 1983 Gretchen LP(Interdisc Argentina)
  • 1987 Latino Americana (Venezuela)
  • 2007 Heavybreathing Vol.4 CD (Alemanha Label Normal) faixa Freak Le Boom Boom

Referência lançamentos internacionais[15]

Coletâneas[editar | editar código-fonte]

  • 1998 20 Super Sucessos (EMI)
  • 2002 25 Anos De Sucesso (EMI)
  • 2011 Charme, Talento e Gostosura (Copacabana Discos/EMI)

Álbuns, coletâneas promocionais e EPs[editar | editar código-fonte]

  • 1982 Gretchen e Os Três Patinhos, e o Yure Vale (EP)
  • 1982 Quiero Ser Libre/My Name Is Gretchen (Compacto Trilha Sonora de Aluga-se Moças)
  • 1998 Louca Tentação
  • 2004 Relaxa Baby (Me Queira Want) (EP - Edição especial lançada em algumas regiões)
  • 2006 Linda E Toda Sua (Gravado na Amazônia - Promocional)
  • 2007 Mito Dourado
  • 2008 Tuta Kisses (Promocional)
  • 2010 Forró: Maracutaia - Xana Rana (Disco promocional de forró lançado em algumas regiões do Norte e Nordeste)
  • 2010 Coletânea Gretchen Prata-Cor: Êxitos De Uma Rainha (Coletânea promocional)

Participações em álbuns[editar | editar código-fonte]

  • As Melindrosas 1978, Disco Baby, coro, vocal
  • Elas por Elas, 1982 Trilha Sonora Mêlo do PiriPipi
  • Bar Esperança, 1983 Trilha Sonora Conga Conga Conga
  • Pirlimpimpim II 1984, faixa Milongueira da Sierra Pelada
  • No Mundo da Criança 1986, faixa Bumbum no Chão
  • A Discoteca do Chacrinha 1999, Medley Freak Le Boom Boom, Me gusta el Cha Cha Cha, Conga Conga Conga
  • Banda Anjosex 2006, Freak Le Boom Bomm [16]
  • Ploc 80 Vol. 2 (CD/DVD), 2007
  • Banda 1E99 2011, I'm Cool

Singles[editar | editar código-fonte]

  • I'm Cool 2012
  • Plastic Lover 2012
  • So Let Your Body Rock 2012
  • The Lazy Song 2012
  • Dansa Kuduro 2012
  • Usurpadora 2013
  • Justify My Love 2013
  • Hulla Hulla Remix 2013
  • Freak le Boom Boom (Positronic! Remix) 2014

Filmografia[editar | editar código-fonte]

  • 1979 - Vamos Cantar Disco Baby (É Proibido Beijar)
  • 1982 - Aluga-Se Moças
  • 1984 - Pirlimpimpim II
  • 1990 - A Rota do Brilho
  • 2009 - Alô, Alô, Terezinha!
  • 2010 - Gretchen Filme Estrada (documentário)
  • 2010 - Troca de Família
  • 2012 - A Fazenda

Filmes pornográficos[editar | editar código-fonte]

  • 2006 - La Conga Sex
  • 2007 - Carnaval 2007
  • 2008 - A Rainha do Bumbum

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]