Guia Michelin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde março de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Guia Michelin é um guia turístico publicado pela primeira vez em 1900 por André Michelin, um industrial francês co-fundador da Compagnie Générale des Établissements Michelin, fabricante de pneus mais conhecida como Michelin. O objetivo de André era o de promover o turismo para o crescente mercado automobilístico.

Está presente na maioria dos paises europeus e em vários no mundo todo. O Guia é publicado em duas cores sendo que cada uma delas tem uma aplicação diferenciada.

Guias gastronômicos[editar | editar código-fonte]

Os guias vermelhos[editar | editar código-fonte]

É o guia de referencia de hotéis e restaurantes. Impresso com o máximo de segredo e com tiragem desconhecida, este guia é o mais respeitado do mundo[1] e premia os melhores restaurantes classificando-os com estrelas (de 1 a 3) e que representam o sonho ou o pesadelo de qualquer chef. Ganhar uma estrela do guia significa a ascensão do restaurante e de seus chefs ao passo que perder uma delas pode levar até a uma tragédia como a do chef Bernard Loiseau que se suicidou em fevereiro de 2003, com um tiro na cabeça aos 52 anos, desesperado com o rumor de que seu estabelecimento perderia a classificação de "três estrelas" no Guia Michelin.

Os Guias Michelin vermelhos são cada vez mais numerosos e diversos. Em 2006, 12 guias vermelhos citavam mais de 45.000 hotéis e restaurantes em toda a Europa e em Nova Iorque (desde 2006). O guia vermelho é publicado para a França, o Benelux, a Itália, a Alemanha, a Espanha e Portugal, a Suíça, o Reino Unido e a Irlanda e as principais cidades da Europa como Paris, Roma e Londres.

Um novo guia vermelho é dedicado à cidade de Tóquio em 2008 e já conta com 8 restaurantes "três estrelas" entre mais de 150 "estrelados".

Os guias gourmands[editar | editar código-fonte]

É uma seleção dos restaurantes típicos de cada região da França.

Os guias turísticos[editar | editar código-fonte]

Os guias verdes[editar | editar código-fonte]

O guia verde é um guia turístico que se concentra no patrimônio natural e cultural por região. É publicado para todas as regiões da França e para a maior parte das regiões da Europa.

Os guias práticos[editar | editar código-fonte]

São os guias para os viajantes individuais com informações mais objetivas incluindo as edições de bolso.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]