Maia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Maia
Brasão de Maia Bandeira de Maia
Brasão Bandeira
Localização de Maia
Gentílico Maiato
Área 82,99 km2
População 135 306 hab. (2011)
Densidade populacional auto hab./km2
N.º de freguesias 10
Presidente da
Câmara Municipal
Bragança Fernandes (PSD/CDS)
Fundação do município
(ou foral)
1519
Região (NUTS II) Norte
Sub-região (NUTS III) Grande Porto
Distrito Porto
Antiga província Douro Litoral
Orago São Miguel/Nossa Senhora do Bom Despacho (Padroeira do Concelho da Maia)
Feriado municipal Segunda-feira após o 2º Domingo de Julho - Nª Srª do Bom Despacho
Código postal 4470 / 4475
Sítio oficial www.cm-maia.pt
Municípios de Portugal Flag of Portugal.svg

A Maia é uma cidade e concelho português no Distrito do Porto, Região Norte e sub-região do Grande Porto, com cerca de 40 000 habitantes.[1] Pertence ainda à Grande Área Metropolitana do Porto.

É sede de um município com 82,99 km² de área[2] e 135 306 habitantes (2001[3] ), subdividida em 10 freguesias.[4] O município é limitado a norte pelos municípios da Trofa e de Santo Tirso, a leste por Valongo, a sueste por Gondomar, a sul pela cidade do Porto, a sudoeste por Matosinhos e a noroeste por Vila do Conde. Para além da cidade da Maia, o município possui três vilas: Moreira, Castêlo da Maia e Águas Santas.

História

Torre do Lidador, um dos edifícios mais altos de Portugal

A zona onde actualmente se encontra o município é povoada há milénios, tendo sido encontrados vestígios que datam do Paleolítico. Em muitos dos montes da região existiram povoados, da Idade do Ferro. Atraídos pela riqueza dos solos e a abundância de recursos, os romanos também deixaram aqui as marcas visíveis da sua ocupação.

Em meados do século XIII, o julgado maiato estendia-se desde a cidade do Porto até ao Ave e do mar até às serras. Em 1304, no entanto, as Terras da Maia foram integradas no termo do Porto, perdendo a autonomia administrativa e política. Em 1360, foram instituídos os primeiros donatários na região e, nesse ano, D. Pedro I doou o senhorio da Azurara, com o julgado da Maia, ao infante D. Dinis, seu filho.

A história deste município está, também, intimamente ligada à fundação da nacionalidade. Alguns autores defendem mesmo que o príncipe Afonso Henriques terá sido aqui educado, junto à família dos Mendes da Maia, a que pertenciam o arcebispo de Braga D. Paio Mendes e o famoso guerreiro Gonçalo Mendes da Maia, o "Lidador", assim chamado por ter entrado em constantes lutas destemidas contra os sarracenos.

Na época dos Descobrimentos, saíram da Maia, tecidas com as matérias-primas dos linhares locais, grande parte das velas que equiparam as caravelas portuguesas.

No início do século XVI, coube a D. Manuel I conceder o foral, que previa as rendas e os foros a pagar aos donatários dos reguengos da Maia, bem como a forma de exercer as penas e justiças mais comuns. Entre os anos de 1700 e 1836, o concelho era composto por 44 freguesias e englobava toda a faixa marítima entre o Leça e o Ave. Com as reformas administrativas iniciadas em 1836, transformou-se num município autónomo, mas reduzido em área e em número de freguesias. Em 1857, chegou mesmo a ser extinto e foi necessário esperar até 1868 para que fosse restaurado.

No século XIX, a Maia foi atravessada, em 1809, pelo exército napoleónico do duque da Dalmácia, o marechal Soult, que de Braga se dirigia para o Porto. Nos anos agitados das lutas liberais foi também, entre 1832 e 1834, palco de lutas sangrentas entre absolutistas e liberais.

Após a proclamação da República, em 1910, a Maia (elevada a vila no ano de 1902) teve por algum tempo, como administrador, o filósofo tribuno Leonardo Coimbra.

No dia 23 de Agosto de 1986, a Maia foi, finalmente, elevada à categoria de cidade.

Património

  • Igreja de Águas Santas ou Igreja de Nossa Senhora do Ó - Monumento Nacional datada do século XII. Possui duas naves com soluções diversas e é tida como uma igreja românica.

Freguesias

Freguesias do concelho da Maia.

O concelho da Maia está dividido em 10 freguesias:[4]

O Aeroporto Internacional Francisco Sá Carneiro fica localizado em Pedras Rubras, nas freguesias de Moreira e Vila Nova da Telha.

Demografia

População do concelho da Maia (1801 – 2011)
1849 1900 1930 1960 1981 1991 2001 2011
16 539 20 367 29 536 53 643 81 679 93 151 120 111 135 306

Cultura

A cidade da Maia é considerada como um importante centro cultural na região sendo de realçar variadas actividades ligadas ao teatro, à música, às artes plásticas e às tradições locais como as manifestações etnográficas visíveis nas festas religiosas que se realizam ao longo do ano. Também o Jardim Zoológico, o único do Norte devidamente organizado, é ponto de encontro para muitos visitantes.

Anualmente, a cidade recebe no Fórum da Maia o Festival Internacional de Teatro Cómico da Maia e a exposição mundial da World Press Photo.

Em 1998 foi fundado o Conservatório de Música da Maia, situado na freguesia de Santa Maria de Avioso.

Bandas de Música e Orquestras

  • Associção-Banda de Música de Moreira da Maia
  • Banda Marcial de Gueifães da Maia
  • Orquestra Filarmonia de Vermoim da Maia
  • Orquestra de Câmara da Maia

Personalidades

Festividades

  • MAIA (Padroeiro: S. Miguel):

-Nossa Senhora do Bom Despacho -Nossa Senhora da Maia -Procissão do Senhor dos Passos

  • VERMOIM (Padroeiro: S. Romão):

-São Brás -Nossa Senhora da Caridade -S. Romão

  • Barca (Padroeiro: S. Martinho):

-Senhor de Santa Cruz -Procissão do Enterro do Senhor -Procissão do Senhor dos Passos

  • GONDIM (Padroeiro: Divino Salvador):

-Divino Salvador

  • FOLGOSA (Padroeiro: Divino Salvador):

-São Frutuoso -Nossa Senhora da Luz -Santa Cristina -Santo Ovídio

  • SÃO PEDRO FINS (Padroeiro: S. Pedro de Fins):

-São Pedro de Fins -São Miguel-o-Anjo -Santa Apolónia -Sra. da Conceição

  • ÁGUAS SANTAS (Padroeira: Sra. do Ó):

-Procissão do Enterro do Senhor -Nossa Senhora de Fátima -Sra. do Ó -Senhor dos Aflitos -Nossa Senhora de Guadalupe -Menino Jesus -Santo António

  • S. PEDRO DE AVIOSO (Padroeiro: S. Pedro):

-Mártir São Sebastião -S. Pedro

  • Pedrouços (Padroeira: Sra. da Natividade):

-Nossa Senhora da Natividade

  • GUEIFÃES (Padroeiro: S. Faustino):

-Nossa Senhora da Saúde -S. Faustino

  • MOREIRA (Padroeiro: Divino Salvador):

-Procissâo do Senhor dos Passos -Procissão do Enterro do Senhor -Sra. de Fátima -Nossa Senhora Mãe dos Homens -Santo António -Santa Luzia


  • STA. MARIA DE AVIOSO (Padroeira: Sta. Maria):

-Nossa Senhora de Fátima -Santo Ovídio -Senhor da Agonia

  • NOGUEIRA (Padroeira: Sta. Maria):

-Procissão do Senhor dos Passos -Nossa Senhora da Hora

  • MILHEIRÓS (Padroeiro: S. Tiago):

-Santa Luzia -S. Tiago

  • GEMUNDE (Padroeiro: S. Cosme):

-Campa do Preto -Sra. de Fátima

  • SILVA ESCURA (Padroeira: Sta. Maria):

-Santo António (Silva Escura)

  • VILA NOVA DE TELHA (Padroeira: Sra. do Ó):

-Menino Jesus



Ver também

Portal A Wikipédia possui o portal:

Referências

  1. INE (2013) – "Anuário Estatístico da Região Norte (2012)", p. 32. Acedido a 13/03/2014.
  2. Instituto Geográfico Português, Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP), versão 2013 (ficheiro Excel zipado). Acedido a 28/11/2013.
  3. INE (2012) – "Censos 2011 (Dados Definitivos)", "Quadros de apuramento por freguesia" (tabelas anexas ao documento: separador "Q101_NORTE"). Acedido a 27/07/2013.
  4. a b Diário da República, Reorganização administrativa do território das freguesias, Lei n.º 11-A/2013, de 28 de janeiro, Anexo I. Acedido a 19/07/2013.

Ligações externas

Concelhos Portugueses com mais de 100 mil habitantes
Bandeira de Portugal

Lisboa | Sintra | Vila Nova de Gaia | Porto | Cascais | Loures | Braga | Matosinhos | Amadora | Almada | Oeiras | Gondomar | Seixal | Guimarães | Odivelas | Coimbra
Santa Maria da Feira | Vila Franca de Xira | Maia | Vila Nova de Famalicão | Leiria | Setúbal | Barcelos | Funchal

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Maia