Imigração indiana no Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Índia Indo-brasileiros Brasil
Nathalia KaurSuresh Biswas
Notáveis Indo-brasileiros::
Nathalia Kaur · Suresh Biswas ·
População total

9.200

Regiões com população significativa
São Paulo · Rio de Janeiro · Manaus · Recife
Línguas
Português · Línguas Indianas · Inglês
Religiões
Hinduísmo  · Cristianismo · Islamismo · budismo[1]

Existe uma pequena comunidade de indianos no Brasil que são principalmente imigrantes e expatriados da Índia. Existem aproximadamente 9.200 pessoas de origem indiana no país e a maioria deles vive em São Paulo e no Rio de Janeiro.

História da Migração[editar | editar código-fonte]

A primeira onda da imigração indiana para o Brasil começou quando um pequeno número de sindis chegaram do Suriname e da América Central (principalmente vindos do Belize e do Panamá) na década de 1960 para se estabelecerem como comerciantes na cidade de Manaus. Uma segunda onda consistiu em professores universitários para o Rio de Janeiro e São Paulo vindos de Bangalore, Goa e Delhi que chegaram na década de 1960 e também na década de 1970. Outras imigrantes vieram de países africanos, principalmente de ex-colônias portuguesas (especialmente Moçambique, logo após a sua independência em 1974). O número de PIO's (Pessoa de Origem Indiana) no Brasil tem aumentadado nos últimos anos com a chegada de cientistas nucleares e profissionais de informática.

Atualmente[editar | editar código-fonte]

A Presidente Dilma Roussef e o Primeiro-Ministro Manmohan Singh (2012)

Existem cerca de 4.000 PIO's entre a comunidade indiana no Brasil, e apenas 1.500 NRI's, além de aproximadamente 700 outros descendentes uma vez que os estrangeiros puderam adquirir a cidadania local, sem qualquer discriminação, após 15 anos de domicílio no país. O Brasil também não tem nenhuma objeção contra a dupla cidadania. Mas nos últimos anos, tem acontecido concessão de vistos de imigração apenas para os campos de alta tecnologia. As únicas exceções são os sindis em Manaus e os imigrantes e descendentes no Rio e São Paulo.

Além da dispersão no resto do país, muitos daqueles que chegaram nos primeiros anos se casaram com brasileiros e se assimilaram totalmente a sociedade local. As crianças nascidas de casais indo-brasileiros são brasileiros natos. A maioria dos indianos que vive no Brasil não só foi capaz de se integrar ao modo de vida brasileiro, como também conseguir manter estreita ligação cultural e econômica com a Índia [2] .

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]