Pataca de Macau

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Zhongwen.svg Este artigo contém texto em chinês.
Sem suporte multilingue apropriado, você verá interrogações, quadrados ou outros símbolos em vez de caracteres chineses.
Disambig grey.svg Nota: Para a moeda homónima, veja Pataca.
Pataca de Macau
chinês tradicional: 澳門圓, chinês simplificado: 澳门圆
Dados
Código ISO 4217 MOP (núm. 446)
Usado Macau
Inflação 3,67%
2016[1]
Sub-Unidade
1100

Avo
Símbolo MOP$
Plural Patacas
Moedas 10, 20 e 50 avos; 1, 2, 5 e 10 patacas
Notas 10, 20, 50, 100, 500 e 1000 patacas
Banco central Banco Nacional Ultramarino
Banco da China[2]
Gráfica:
Royal Joh. Enschedé
www.bnu.com.mo
www.bocmacau.com
Fabricante Autoridade Monetária de Macau
www.amcm.gov.mo

A pataca de Macau[3] ou pataca macaense[4] (chinês tradicional: 澳門圓, chinês simplificado: 澳门圆, pinyin: Àomén YuánWade-Giles: Ao4-men2 Yüan2, Jyutping: Oumunjyn, romanização Yale: Au4men2yuan2; código ISO 4217: MOP) é a moeda oficial de Macau. É subdividida em cem avos (; sin), com dez avos sendo denominados como ho () em cantonês. A abreviação MOP$ é comummente utilizada.

Macau adotou um comité monetário em que a pataca, de curso legal,[5][6] é apoiada inteiramente pelas reservas internacionais, neste caso, pelo dólar de Hong Kong. Além disso, este comité monetário, a Autoridade Monetária de Macau (AMCM), tem a obrigação legal de emitir e resgatar a pataca sob demanda em relação ao dólar de Hong Kong, a uma taxa de câmbio fixa e sem limite.[7]

História[editar | editar código-fonte]

A pataca foi introduzida em Macau e em Timor Português (na época colónias de Portugal e atualmente: Região Administrativa Especial de Macau da República Popular da China e República Democrática de Timor-Leste) no ano de 1894, como uma unidade de conta. Inicialmente, a unidade correspondia ao peso mexicano, e substituiu o real português com uma taxa de câmbio de uma pataca = quatrocentos e cinquenta réis. O nome pataca deriva do facto de os portugueses sempre se referirem a peça de oito como pataca mexicana.

No final do século XIX, não havia uma moeda única em utilização em Macau, mas as moedas predominantes que circulavam eram as de prata como o peso mexicano, os dólares comerciais britânicos de Hong Kong e dos Estabelecimentos dos Estreitos, bem como os dólares de prata e a moeda fracionária da província vizinha de Cantão. O governo de Macau, querendo criar a sua própria moeda oficial, autorizou, em 1901, o Banco Nacional Ultramarino (BNU) a emitir notas com a denominação de patacas. A 27 de janeiro de 1906, as notas em valores de 1, 5, 50 e 100 patacas foram introduzidas e todas as moedas estrangeiras foram proibidas, para tornar a pataca a única moeda de curso legal em Macau. No entanto, como os chineses estavam acostumados a utilizar a prata nos negócios, suspeitaram deste novo papel-moeda, e como tal, a nota da pataca sempre circulou com desconto em relação às moedas de dólar de prata. Em contrapartida, uma ação semelhante exatamente ao mesmo tempo nos Estabelecimentos dos Estreitos e com a mesma finalidade, teve um efeito diferente em transformar o novo dólar dos Estreitos para o padrão-ouro comercial. Assim, tanto a pataca de Macau quanto o dólar dos Estreitos foram lançados num valor esterlino de dois xelins e quatro dinheiros, mas onde o dólar dos Estreitos manteve-se neste valor até a década de 1960, a pataca de Macau flutuou com o valor da prata, assim como a unidade de Hong Kong.

Em 1935, quando Hong Kong e a China abandonaram o padrão-prata, a unidade de Hong Kong foi indexada à libra esterlina a uma taxa de um xelim e três dinheiros, enquanto que a pataca de Macau foi indexada ao escudo português a uma taxa de 5,5 escudos. Isto significava que a pataca de Macau valia apenas um xelim esterlino e portanto, com um desconto de três libras esterlinas em relação à unidade de Hong Kong.

A primeira moeda exclusiva de Macau entrou em circulação em 1952, após as últimas moedas fracionárias serem cunhadas pela pataca de Timor Português. Naquele ano em Macau, as notas abaixo de dez patacas foram substituídas por moedas.

Taxas da pataca de Macau
Data estabelecida 1 pataca =
1894 1 peso mexicano
1935 5,5 escudos portugueses
1949 5 escudos portugueses
1967 4,75 escudos portugueses
1973 5 015 escudos portugueses
1 dólar de Hong Kong =
1977 1 075 patacas
1978 10 025 patacas
1979 10 425 patacas
1983 1,03 patacas

Em 1980, o governo de Macau criou o Instituto Emissor de Macau (IEM), que recebeu o direito de monopólio para emitir as notas em patacas. O Banco Nacional Ultramarino tornou-se o banco agente do IEM e continuou as suas funções de emissão de notas.[8] Num acordo feito com o Banco Nacional Ultramarino a 16 de outubro de 1995, o Banco da China, Sucursal de Macau (中國銀行澳門分行) tornou-se o segundo banco emissor de notas. A autoridade para emitir as patacas foi transferida para a Autoridade Monetária de Macau.

Moedas[editar | editar código-fonte]

As moedas não foram emitidas para utilização em Macau até 1952, sendo circulada a moeda de vinte cêntimos da província de Cantão. Em 1952, foram introduzidas as moedas de 5 e 10 avos de bronze, 50 avos de cuproníquel e as moedas de 1 e 5 patacas de prata de 720 milésimos. O latão de níquel substituiu o bronze em 1967, incluindo a última emissão de 5 avos. Em 1968, o níquel substituiu a prata em 1 pataca. Em 1971, foi produzida a emissão final da moeda de 5 patacas de prata de 650 milésimos.

As moedas de 20 avos e 5 patacas foram cunhadas de forma dodecagonal em 1992 e 1993, respetivamente, enquanto que a moeda bimetálica de 10 patacas foi introduzida em 1997 e a moeda de 2 patacas de cuproníquel foi introduzida em 1998, sendo todas emitidas pela Autoridade Monetária de Macau.

Moedas atualmente em circulação
Imagem Valor Descrição Ano da primeira cunhagem
Anverso Reverso Composição Anverso Reverso
10 avos Latão "Macau", "澳門" Valor, fatos típicos da dança do leão 1993
20 avos Denominação, Barco Dragão
50 avos Denominação, Dança do Dragão
MOP$1 Cuproníquel "Macau", "澳門" Valor, Fortaleza da Guia 1992
MOP$2 Denominação, o Templo de A-Má e a Capela de Nossa Senhora da Penha 1998
MOP$5 Denominação, Ruínas de São Paulo, Junco chinês 1992
MOP$10 Anel: Latão
Centro: Cuproníquel
"Macau", "澳門" Valor, Igreja de São Domingos 1997

Papel-moeda[editar | editar código-fonte]

Numa medida semelhante à emissão das notas de Hong Kong, as notas de Macau não são emitidas por um banco central ou por uma autoridade monetária, mas sim por dois bancos comerciais, o Banco Nacional Ultramarino e o Banco da China. Devido ao passado colonial português de Macau, as notas de banco são impressas em português e em chinês, incluindo o nome do Banco da China (中國銀行).[9][10][11]

Após as emissões iniciais das notas de pataca em 1906, a nova moeda foi completada no ano seguinte por notas de 10 e 25 patacas, e em fevereiro de 1920 foram adicionadas notas de 10 e 50 avos. Em 1923, o Banco Vui Hang introduziu as notas 10 patacas, declarando ter apoio dos vinte cêntimos cantoneses.[12] Estas notas foram apoiadas até 1934 por cheques bancários emitidos por diversos bancos em valores de 1, 5, 10, 50, 100, 200, 400, 800 e 1 000 dólares, presumivelmente equivalentes à pataca. O Banco Nacional Ultramarino aumentou as notas de 1 e 20 avos em 1942 e em 1944 foram introduzidas as notas de 500 patacas. No mesmo ano, foram emitidos os cheques de 1 000 iuanes e 5 000 NC$. As notas de 25 patacas deixaram de ser emitidas após 1958.

A 8 de agosto de 1988, o Banco Nacional Ultramarino emitiu uma nota de 1 000 patacas, sendo o mais alto valor desta nota. Por causa do número oito em chinês (ba) ser semelhante a palavra "enriquecer" (fa; ), esta data única que ocorre apenas uma vez por século, dá a nota um significado especial. Outro facto importante é a substituição do brasão de armas de Portugal pelo logótipo do Banco Nacional Ultramarino, eliminando um símbolo político na perspetiva da reunificação com a China. Em 1995, o Banco da China introduziu as notas em valores de 10, 50, 100, 500 e 1 000 patacas. O Banco Nacional Ultramarino e o Banco da China introduziram as notas de 20 patacas em 1996.

Emissões atuais[editar | editar código-fonte]

As notas são emitidas atualmente em valores de 10, 20, 50, 100, 500 e 1 000 patacas. A atual série de notas do Banco Nacional Ultramarino foi emitida em 2005, enquanto que as últimas notas do Banco da China foram emitidas entre 1995 e 2003. As dimensões das notas são as mesmas que as notas bancárias de Hong Kong, com o valor correspondente ao número de dólares. A 20 de dezembro de 1999, o território de Macau foi devolvido à China, as notas de todos os valores (exceto as notas de 10 patacas) foram reimpressas por ambos os bancos com esta data. A 5 de janeiro de 2009, a Autoridade Monetária de Macau anunciou uma nova série de notas, datada de 2008 e lançada pelo Banco da China.[13]

Emissões comemorativas[editar | editar código-fonte]

Em 2008, o Banco da China, Sucursal de Macau emitiu quatro milhões de notas de vinte patacas em comemoração aos Jogos Olímpicos de Verão de 2008, que foram realizados em Pequim.[14][15][16]

Em 2012, o Banco Nacional Ultramarino e o Banco da China emitiram um total de dez milhões de notas de dez patacas, em comemoração ao Ano do Dragão e entre 2012 e 2023 o Banco Nacional Ultramarino e o Banco da China estão autorizados a emitir um número máximo de vinte milhões de notas especiais com o valor nominal de dez patacas, para marcar cada ano-novo lunar.[17][18] O Banco da China também emitiu uma nota de 100 patacas, em comemoração ao seu centésimo aniversário.[19][20][21]

Série de notas de 1990 do Banco Nacional Ultramarino
Imagem Valor Descrição Data impressa Marca d'água
Anverso Reverso Dimensões Cor Anverso Reverso
MOP$10 138 × 69 mm Castanho Casa Memorial Sun Yat-sen Vista da Ponte Governador Nobre de Carvalho, em Macau, na década de 1990 8 de julho de 1991 Junco chinês
MOP$10 Vermelho, violeta 8 de janeiro de 2001
8 de junho de 2003
MOP$20 143 × 71,5 mm Violeta Antiga sede do Banco Nacional Ultramarino 1 de setembro de 1996
20 de dezembro de 1999
8 de junho de 2003
MOP$50 148 × 74 mm Amarelo Dança do leão 13 de julho de 1992
20 de dezembro de 1999
MOP$100 153 × 76,5 mm Azul Junco chinês 13 de julho de 1992
20 de dezembro de 1999
8 de junho de 2003
MOP$500 158 × 79 mm Verde, amarelo, laranja Templo de A-Má 3 de setembro de 1990
20 de dezembro de 1999
8 de junho de 2003
MOP$1000 163 × 81,5 mm Vermelho Dragão 8 de julho de 1991
20 de dezembro de 1999
8 de junho de 2003
Série de notas de 1995 do Banco da China
Imagem Valor Descrição Data impressa Marca d'água
Anverso Reverso Dimensões Cor Anverso Reverso
MOP$10 138 × 69 mm Castanho Farol da Guia na Fortaleza da Guia Banco da China, Sucursal de Macau 16 de outubro de 1995 Lótus
MOP$10 Vermelho, laranja 8 de janeiro de 2001
2 de fevereiro de 2002
8 de dezembro de 2003
MOP$20 143 × 71,5 mm Violeta Templo de A-Má 1 de setembro de 1996
20 de dezembro de 1999
8 de dezembro de 2003
MOP$50 148 × 74 mm Amarelo-cinzento Universidade de Macau 16 de outubro de 1995
1 de novembro de 1997
20 de dezembro de 1999
MOP$100 153 × 76,5 mm Azul Terminal Marítimo de Passageiros do Porto Exterior 16 de outubro de 1995
20 de dezembro de 1999
2 de fevereiro de 2002
8 de dezembro de 2003
MOP$500 158 × 79 mm Verde Ponte da Amizade
MOP$1000 163 × 81,5 mm Laranja Sai Van (Praia de Bom Porto) 16 de outubro de 1995
20 de dezembro de 1999
8 de dezembro de 2003
Série de notas de 2005 do Banco Nacional Ultramarino
Imagem Valor Descrição Data impressa Marca d'água
Anverso Reverso Dimensões Cor Anverso Reverso
[22] [22] MOP$10 138 × 69 mm Vermelho Estátua de Mazu Edifício do Banco Nacional Ultramarino 8 de agosto de 2005
8 de agosto de 2010
11 de novembro de 2013
Lótus
[23] [23] MOP$20 143 × 71,5 mm Violeta Aeroporto Internacional de Macau
[24] [24] MOP$50 148 x 74 mm Castanho Ponte de Sai Van 8 de agosto de 2009
11 de novembro de 2013
[25] [25] MOP$100 153 × 76,5 mm Azul Largo do Senado 8 de agosto de 2005
8 de agosto de 2010
11 de novembro de 2013
[26] [26] MOP$500 158 × 79 mm Verde Torre de Macau
[27] [27] MOP$1000 163 × 81,5 mm Laranja Centro Cultural de Macau
Série de notas de 2008 do Banco da China
Imagem Valor Descrição Data impressa Marca d'água
Anverso Reverso Dimensões Cor Anverso Reverso
[28] [28] MOP$10 138 × 69 mm Vermelho Templo de A-Má Banco da China, Sucursal de Macau 8 de agosto de 2008
1 de julho de 2013
Lótus
[29] [29] MOP$20 143 × 71,5 mm Violeta Fachada das Ruínas de São Paulo
[30] [30] MOP$50 148 × 74 mm Castanho Teatro Dom Pedro V
[31] [31] MOP$100 153 × 76,5 mm Azul Fortaleza da Guia e Fortaleza do Monte
[32] [32] MOP$500 158 × 79 mm Verde Casa do Mandarim
[33] [33] MOP$1000 163 × 81,5 mm Laranja Edifício do Leal Senado

A série de notas de 2005 do Banco Nacional Ultramarino foi impressa pelo Royal Joh. Enschedé, uma firma de impressão segura dos Países Baixos.

Taxa de câmbio histórica[editar | editar código-fonte]

Apesar do facto da pataca ser a moeda oficial de Macau, a maior parte da moeda em circulação na região administrativa especial é na verdade os dólares de Hong Kong. As patacas representavam apenas 29,9% da massa monetária de Macau no final de 1998. A taxa de câmbio está indexada, sendo aproximadamente MOP$1,03 para HK$1. Para os dólares dos Estados Unidos, aos quais o dólar de Hong Kong está vagamente indexado, a taxa de câmbio é de cerca de oito patacas para um dólar estado-unidense. Embora seja possível a troca das patacas em Macau, é impossível ou difícil fazer em outro local. Os poucos lugares em Hong Kong onde as patacas disponíveis estão concentradas são na Cleverly Street no distrito Central, a uma curta distância do Terminal Ferry Hong Kong-Macau.

Embora a pataca seja a moeda legal de Macau, o dólar de Hong Kong é atualmente aceite quase universalmente no território, e em alguns casos, é preferível à pataca.[34] A circulação da pataca é obrigatória pelo Decreto-Lei n.º 16/95/M,[35] que proíbe a recusa por parte de comerciantes, mas alguns casinos violam esta regra e recusam as apostas em patacas. O dólar de Hong Kong e o iuane chinês são geralmente aceites em todos os casinos e restaurantes de Macau. Os pagamentos às agências governamentais podem ser feitas também em patacas e em dólares de Hong Kong.

Como atualmente não há restrições na importação ou exportação de qualquer moeda local ou de Macau, a troca de moeda pode ser realizada em hotéis, bancos e casas de câmbios localizados por toda a cidade.

Taxa de câmbio média anual da pataca para as principais moedas estrangeiras, a partir de 2002
(uma unidade de moeda estrangeira para a pataca)
Ano 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009
Dólar de Hong Kong 1,03 1,03 1,03 1,03 1,03 1,03 1,03 1,03
Iuane chinês 0,9706 0,9691 0,9693 0,9778 1,0025 1,0560 1,1546 1,1688
Dólar dos Estados Unidos 8,0334 8,0214 8,0226 8,0109 8,0006 8,0360 8,0206 7,9842
Libra esterlina 12,0766 13,1040 14,6911 14,5820 14,6993 16,0887 14,8965 12,5159
Novo dólar taiwanês 0,2328 0,2332 0,2401 0,2494 0,2462 0,2447 0,2548 0,2418
Euro 7,5984 9,0696 9,9645 9,9721 10,0272 11,0049 11,8092 11,1309
Dólar australiano 4,3703 5,2271 5,9021 6,1064 6,0169 6,7351 6,8552 6,3269
Uone sul-coreano 0,0065 0,0067 0,0070 0,0078 0,0084 0,0087 0,0074 0,0063
Iene 0,0643 0,0692 0,0742 0,0729 0,0689 0,0683 0,0776 0,0854
Ringuite malaio 2,1141 2,1109 2,1112 2,1155 2,1797 2,3374 2,4124 2,2669
Dólar neozelandês 3,7306 4,6671 5,3214 5,6436 5,1889 5,9128 5,7341 5,0721
Dólar de Singapura 4,4893 4,6034 4,7452 4,8137 5,0294 5,3325 5,6788 5,4955
Franco suíço 5,1812 5,9632 6,4572 6,4424 6,3801 6,6998 7,4326 7,3721


Taxa de câmbio média anual da pataca para as principais moedas estrangeiras, a partir de 1990–2002
(uma unidade de moeda estrangeira para a pataca)
Ano 1990 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001
Dólar de Hong Kong 1,03 1,03 1,03 1,03 1,03 1,03 1,03 1,03 1,03 1,03 1,03 1,03
Escudo português 0,0564 0,0555 0,0593 0,0497 0,0481 0,0532 0,0517 0,0456 0,0443 0,0425 0,0370 0,0359
Marco alemão 4,9750 4,8362 5,1221 4,8199 4,9225 5,5677 5,2977 4,6049 4,5381 4,3601 3,7929 3,6794
Franco francês 1,4767 1,4222 1,5115 1,4076 1,4392 1,5988 1,5583 1,3679 1,3537 1,3000 1,1309 1,0971
Dólar dos Estados Unidos 8,0230 8,0041 7,9723 7,9679 7,9602 7,9679 7,9664 7,9749 7,9788 7,9918 8,0260 8,0335
Libra esterlina 14,3239 14,1421 14,0998 11,9638 12,1982 12,5766 12,4392 13,0709 13,2203 12,9284 12,1663 11,5698
Iuane chinês 0,9620 0,9637 0,9654 0,9695 0,9706
Novo dólar taiwanês 0,2788 0,2384 0,2477 0,2574 0,2379
Euro 9,0177 8,9532 8,5277 7,4183 7,1962
Dólar australiano 5,9341 5,0203 5,1574 4,6739 4,1598
Uone sul-coreano 0,0086 0,0057 0,0067 0,0071 0,0062
Iene 0,0661 0,0611 0,0704 0,0745 0,0662
Ringuite malaio 2,8954 2,0387 2,1031 2,1121 2,1141
Dólar neozelandês 5,2849 4,2816 4,2315 3,6684 3,3813
Dólar de Singapura 5,3851 4,7720 4,7160 4,6553 4,4867
Franco suíço 5,5020 5,5090 5,3278 4,7590 4,7638

Todas as taxas de câmbio da pataca após 1990, estão de acordo com o histórico do Anuário Estatístico da China.[carece de fontes?]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Taxa de inflação em Macau recuou para 3,67% em Junho». Jornal Tribuna de Macau. 22 de julho de 2016 
  2. «Notas de banco». Autoridade Monetária de Macau. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  3. «Pataca de Macau». Dicionários Porto Editora. Infopédia 
  4. «Pataca de Macau, pataca macaense, pataca, MOP». Instituto Camões. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  5. «Macau SAR Government pledges for free trade and investment» (em inglês). Gabinete de Comunicação Social. 19 de março de 2001 
  6. «Lei Básica da Região Administrativa Especial de Macau da República Popular da China». Imprensa Oficial. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  7. «A Pataca». Autoridade Monetária de Macau. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  8. Chan, S. S. (2000). The Macau Economy (em inglês). Macau: Centro de Publicações, Universidade de Macau. ISBN 99937-26-03-6 
  9. «Issuance of banknotes» (em inglês). Banco da China, Sucursal de Macau. Cópia arquivada em 11 de novembro de 2007 
  10. «Issuance of Banknotes» (em inglês). Banco da China, Sucursal de Macau. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  11. «Notas emitidas». Banco Nacional Ultramarino. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  12. Dez patacas em moedas subsidiárias de 20 avos de Cantão.
  13. «O Banco da China lançará Novas Notas em Patacas». Gabinete de Comunicação Social. 5 de janeiro de 2009 
  14. Lusa (15 de julho de 2008). «Macau: Dezenas de populares à espera da nota comemorativa dos Jogos Olímpicos». SAPO 
  15. Hau-wah, Edmund Ho (10 de março de 2008). «Regulamento Administrativo n.º 5/2008». Imprensa Oficial (10): 376-377 
  16. «Banco da China, Sucursal de Macau, vai emitir novas notas de 20 patacas em comemoração dos Jogos Olímpicos de Pequim». Gabinete de Comunicação Social. 7 de março de 2008 
  17. Chui Sai-on, Fernando (5 de setembro de 2009). «Regulamento Administrativo n.º 30/2011». Imprensa Oficial (36): 1774-1777 
  18. Lai, Stephanie (4 de janeiro de 2013). «Year of the Snake note rush starts». Macau Business Daily (em inglês). Cópia arquivada em 16 de fevereiro de 2013 
  19. «Macau commemorative notes reported» (em inglês). Banknote News. 31 de agosto de 2011 
  20. «Macau new 10-pataca Year of Dragon commemorative notes confirmed» (em inglês). Banknote News. 26 de janeiro de 2012 
  21. «Macau new 100-pataca centennial anniversary commemorative notes confirmed» (em inglês). Banknote News. 25 de abril de 2012 
  22. a b «10 Patacas» (em inglês). Banknote Museum. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  23. a b «20 Patacas» (em inglês). Banknote Museum. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  24. a b «50 Patacas» (em inglês). Banknote Museum. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  25. a b «100 Patacas» (em inglês). Banknote Museum. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  26. a b «500 Patacas» (em inglês). Banknote Museum. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  27. a b «1.000 Patacas» (em inglês). Banknote Museum. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  28. a b «10 Patacas» (em inglês). Banknote Museum. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  29. a b «20 Patacas» (em inglês). Banknote Museum. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  30. a b «50 Patacas» (em inglês). Banknote Museum. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  31. a b «100 Patacas» (em inglês). Banknote Museum. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  32. a b «500 Patacas» (em inglês). Banknote Museum. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  33. a b «1.000 Patacas» (em inglês). Banknote Museum. Consultado em 8 de agosto de 2016 
  34. K., James (21 de março de 2010). «Hong Kong Dollars» (em inglês). Wizard of Macau 
  35. Vieira, Vasco Rocha (3 de abril de 1995). «Decreto-Lei n.º 16/95/M». Imprensa Oficial (14): 460 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Krause, Chester L.; Mishler, Clifford (2003). Colin R. Bruce II (editor sénior), ed. 2004 Standard Catalog of World Coins: 1901–Present (em inglês) 31.ª ed. Iola: Krause Publications. ISBN 0873495934 
  • George S. Cuhaj, ed. (2005). Standard Catalog of World Paper Money: Modern Issues 1961-Date (em inglês) 11.ª ed. Iola: Krause Publications. ISBN 0-89689-160-7 
  • Pick, Albert (1996). Colin R. Bruce II e Neil Shafer (editores), ed. Standard Catalog of World Paper Money: General Issues to 1960 8.ª ed. Iola: Krause Publications. ISBN 0-87341-469-1 
  • Pick, Albert (1990). Colin R. Bruce II e Neil Shafer (editores, ed. Standard Catalog of World Paper Money: Specialized Issues (em inglês) 6.ª ed. Iola: Krause Publications. ISBN 0-87341-149-8 
  • «A história incomum da afirmação da pataca». Revista MACAU. 20 de fevereiro de 2013 
  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em inglês, cujo título é «Macanese pataca», especificamente desta versão.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]