Variante do Parateí

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde outubro de 2018). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Variante do Parateí
Área de operação São Paulo
Tempo de operação 1952–Presente
Bitola bitola irlandesa
1 600 mm (5,25 ft)
Interconexão Ferroviária Ramal de São Paulo
Variante de Poá
Operadora MRS Logística

A Variante do Parateí é uma ligação ferroviária, em bitola larga, que liga a cidade de São José dos Campos a cidade de Itaquaquecetuba. A via parte do Ramal de São Paulo em São José dos Campos, atravessa Jacareí, Guararema e Mogi das Cruzes até chegar a Estação Engenheiro Manuel Feio em Itaquaquecetuba, onde se conecta com a Variante de Poá[1].

Túnel 27 da Variante do Parateí, em Mogi das Cruzes/SP.

História[editar | editar código-fonte]

A Variante do Parateí foi construída pela Estrada de Ferro Central do Brasil no ano de 1952, pois esta encurtava o trecho original do Ramal de São Paulo em 11 km, sendo mais atraente para os trens de carga e de passageiros. Assim, foi construído entre a Estação Engenheiro Manuel Feio na Variante de Poá e a Estação de São José dos Campos, no Ramal de São Paulo.

As estações da variante foram construídas longe das povoações e o Ramal de São Paulo continuou a ser usado pelos trens de passageiros até o início dos anos 90, pois cortava o centro das cidades. O trem de Prata ligou São Paulo ao Rio de Janeiro até outubro de 1998, utilizando-se da variante, mas não de suas estações[2].

Com a retirada dos trilhos do Ramal de São Paulo que cortavam a área urbana de Jacareí, em fevereiro de 2004, a variante passou a ser a única ligação do Ramal de São Paulo com o início da linha na Região Metropolitana de São Paulo[3].

Operação[editar | editar código-fonte]

Em 1996 a Variante do Parateí foi concedida pela RFFSA para a empresa MRS Logística, como parte do Ramal de São Paulo, que transporta em suas composições principalmente cargas conteinerizadas e material siderúrgico no trecho.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. http://vfco.brazilia.jor.br/mapas-ferroviarios/1927-efcb-Ramal-Sao-Paulo-5-Taubate-Sao-Paulo.shtml VFCO: Mapa do Ramal de São Paulo
  2. http://www.estacoesferroviarias.com.br/s/saobento-par.htm Estações Ferroviárias do Brasil: Estação São Bento
  3. http://www.estacoesferroviarias.com.br/j/jacarei.htm Estações Ferroviárias do Brasil: Estação Jacareí

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre transporte ferroviário é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.