Anthocerotophyta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaAnthocerophyta
Phaeoceros laevis (L.) Prosk.

Phaeoceros laevis (L.) Prosk.
Classificação científica
Domínio: Eukaryota
Reino: Plantae
Subreino: Embryophyta
Superdivisão: Bryophyta sensu lato
Divisão: Anthocerotophyta
Stotler & Stotl.-Crand.
Classe: Anthocerotopsida
Ordem: Anthocerotales
Famílias e géneros
Anthocerotaceae

Dendrocerotaceae

Leiosporocerotaceae

Notothyladaceae

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Anthocerotophyta

Constituem um pequeno filo com cerca de 100 espécies. Os membros do gênero Anthoceros são os mais familiares dos seis gêneros. Os gametófitos dos antóceros assemelham-se aqueles das hepáticas talosas, mas existem muitas características que indicam um relacionamento relativamente distante. As células da maioria das espécies geralmente tem um único cloroplasto grande, com um pirenóide, como na alga verde Coleochaete. Algumas especies de antóceros apresentam células contendo muitos cloroplastos pequenos sem pirenóides, como a maior parte das células vegetais, mas mesmo nesses antóceros a célula apical contém um único plastídeo, refletindo a condição ancestral.

Os gametófitos dos antóceros são frequentemente semelhantes a rosetas e suas ramificações dicotômicas frequentemente não são aparentes. Geralmente, eles apresentam 1 a 2 cm de diâmetro. Os representantes de Anthoceros apresentam muitas cavidades internas que são habitadas por cianobactérias que fixam nitrogênio e o fornecem para suas plantas hospedeiras.

Os gametófitos de algumas espécies de Anthoceros são unissexuados, enquanto outros são bissexuados. Os anterídios e arquegônios estão mergulhados na superfície dorsal do gametófito, com os anterídios agrupados em câmaras. Numerosos esporófitos podem desenvolver-se no mesmo gametófito.

O esporófito de Anthoceros, que é uma estrutura vertical alongada, consiste em um pé e uma cápsula longa e cilíndrica, ou esporângio. Um aspecto único dos esporófitos de antóceros é que em seu desenvolvimento inicial um meristema ou zona de células em divisão ativa desenvolve-se entre o pé e o esporângio. Esse meristema basal permanece ativo enquanto as condições são favoráveis para o crescimento. Como resultado, o esporófito continua a alongar-se por um período prolongado de tempo. Ele é verde e tem várias camadas de células fotossintetizantes. Ele é também coberto por uma cutícula e tem estômatos. A presença de estômatos nos esporófitos de antóceros e musgos é considerada como evidência de um importante elo evolutivo com as plantas vasculares. A maturação dos esporos e deiscência do esporângio começa próximo ao seu ápice e estende-se em direção a base à medida que os esporos maturam. Entre os esporos, há estruturas estéreis, alongadas, frequentemente multicelulares que lembram elatérios de hepáticas. O esporângio pronto para a deiscência fende-se longitudinalmente em metades semelhantes a fitas.

Principais gêneros[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre plantas é um esboço relacionado ao Projeto Plantas. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.