Astérix na Hispânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de Caixa de informação
Sinta-se livre para editá-lo para que possa atingir um nível de qualidade superior.


Argumento[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

A Hispânia é finalmente conquistada por Roma, mas como sempre uma aldeia continua resistente ao invasor. O problema é que Júlio César conseguiu raptar o filho do chefe (Pepe) e enviou-o para a um campo romano próximo da aldeia de Astérix. Felizmente os gauleses conseguem salvar Pepe e decidem levá-lo novamente para a sua aldeia. O problema é que o centurião responsável pelo refém tenta também recuperar a criança, e disfarca-se de hispaniês e acompanha Astérix e Obélix na sua viagem. Posteriormente os dois gauleses conseguem desmascarar o impostor e levam Pepe de volta à sua aldeia.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Os legionários romanos da Hispânia, usam um cachecol vermelho, o que é uma referência aos militares franquistas que também usavam essa peça de vestuário no seu uniforme.
  • O governador da Hispânia é denominado de general nunca sendo referido o seu nome, é considerado uma referência a Franco (que na altura da realização do álbum governava a Espanha).
  • Primeira aparição de Ordenalfabetix e consequentemente dá origem à primeira zaragata entre os habitantes da aldeia (o motivo é sempre o mesmo, o peixe).
  • Aparição de D. Quixote.



O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Astérix na Hispânia