Cléber Américo da Conceição

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.


Cléber
Cléber Américo da Conceição.PNG
Informações pessoais
Nome completo Cléber Américo da Conceição
Data de nasc. 26 de Julho de 1969 (45 anos)
Local de nasc. Belo Horizonte (MG),  Brasil
Altura 1.82 m
Apelido Clébão
Informações profissionais
Clube atual Brasil Poços de Caldas
Posição Treinador (ex-zagueiro)
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1989-1991
1991-1993
1993-1999
2000-2001
2001-2002
2002-2003
2003-2005
2006
Brasil Atlético-MG
Espanha Logroñés
Brasil Palmeiras
Brasil Cruzeiro
Brasil Santos
Suíça Yverdon
Brasil Figueirense
Brasil São Caetano
Seleção nacional
1990-2000 Brasil Brasil
Times que treinou
2010
2010
2011
2013
Brasil Rio Claro
Brasil Metropolitano
Brasil Araxá
Brasil Poços de Caldas

Cléber Américo da Conceição (Belo Horizonte, MG, 26 de julho de 1969) é um ex-futebolista brasileiro (zagueiro), conhecido também como Clébão.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Cléber iniciou sua carreira profissional em 1989 pelo Atlético Mineiro onde ganhou dois campeonatos mineiro. Em 1991, transfere-se para o Logroñes, time da Espanha. Em 1993, foi contratado pelo Palmeiras, onde conquistou uma extensa lista de títulos, com destaque para a Copa Libertadores da América de 1999. Com boas atuações na equipe alviverde, foi convocado para a Seleção Brasileira onde jogou 15 vezes, mas sem marcar gols.

Em 2000, ele se transferiu o Cruzeiro, rival do clube que o formou. Jogou até 2001 na equipe mineira e ganhou, em 2000, sua segunda Copa do Brasil e a Copa Sul-Minas(2001). De 2001 a 2003 passou por Santos Futebol Clube e Yverdon, na Suíça, porém, sem grandes resultados. Contratado pelo Figueirense em 2003. Ficou no clube catarinense até 2006 quando se transferiu para o São Caetano, clube onde encerrou sua carreira profissional.

Ficou marcado pelo seu forte porte físico, por ser sério e sua raça. Tinha senso de cobertura para dar liberdade aos laterais, não era violento e formou ótimas duplas com Roque Júnior e Antônio Carlos.

Ganhou a Bola de Prata em 1994 pela revista Placar.

A partir de 2009 começou a se preparar para a carreira de técnico de futebol, tendo feito estágio junto ao Cruzeiro, com o treinador Adílson Batista. Seu primeiro time a treinar foi o Mogi Mirim na Série A2 Paulista por alguns jogos. Foi gerente de futebol no Mogi Mirim e no Rio Claro, tendo assumido interinamente o time por apenas 2 jogos, não tendo, entretanto, como evitar o seu rebaixamento.

Atualmente aceitou treinar o Araxá no Campeonato mineiro de futebol da segunda divisão (3ª divisão de Minas), tendo como seu auxiliar o tambem Ex-Zagueiro do Cruzeiro Célio Lúcio. em 2013, comandará o Poços de Caldas

Jogos[editar | editar código-fonte]

Estava presente no super time do Palmeiras em 1996 que fez 102 gols no campeonato paulista. Fez 372 jogos (212 vitórias – 92 empates – 68 derrotas) pelo Palmeiras marcando 21 gols.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Palmeiras


Atlético Mineiro
  • Campão do Troféu Ramón de Carranza:1990
  • Campeão Mineiro: 1991
Cruzeiro
Figueirense

Outras Conquistas[editar | editar código-fonte]

Palmeiras
  • Copa Lev Yashin: 1994[1]
  • Copa Uefa: 1994[2]
  • Copa Brasil-Itália: 1994[3]
  • Copa Euro-América: 1996[4]
  • Taça Jihan: 1996[5]
  • Taça Xangai: 1996[6]
  • Taça Pequim: 1996[7]
  • II Taça da Amizade: 1997[8]
  • Troféu Naranja: 1997[9]
  • Taça Valle d'Aosta: 1999[10]

Referências

  1. Porcopédia. Copa Lev Yashin.
  2. Porcopédia. Taça Nagoya.
  3. Porcopédia. Copa Brasil-Itália.
  4. Porcopédia. Copa Euro-América 1996.
  5. Porcopédia. Taça Jihan.
  6. Porcopédia. Taça Xangai.
  7. Porcopédia. Taça Pequim.
  8. Porcopédia. II Taça da Amizade.
  9. Porcopédia. Troféu Naranja.
  10. Porcopédia. Taça Valle d'Aosta.

futuro treinador do América de Teófilo Otoni mg em 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]