Erisipela

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Erisipela no rosto causada por um estreptococos invasivo.

Erisipela (ou linfangite estreptocócica) é uma infecção bacteriana cutânea (piodermite) causada, principalmente, por ''Streptococcus'' β-hemolítico do grupo A. Outras etiologias menos frequentes são estreptococos β-hemolítico dos grupos C e G e Staphylococcus aureus. Ao exame, apresenta-se como uma placa eritematosa associada a edema de bordas bem delimitadas, calor local e dor, principalmente em membros inferiores. Resulta de uma infecção do subcutâneo, como a celulite infecciosa, porém difere-se desta, basicamente, pelo marcante envolvimento dos vasos linfáticos da derme e pelo edema bem delimitado com a região normal. A porta de entrada, muitas vezes, pode ser distante do local da infecção. Pode haver comprometimento sistêmico, com febre e leucocitose. Além disso, vesículas, bolhas, erosões, úlceras, abscessos e necrose podem sobrepor-se à placa eritematosa. É possível encontrar comprometimento de linfonodos satélites (adenites) e linfadenite durante o exames físico. O tratamento é feito com antibióticos e, normalmente, tem bom prognóstico após o início da terapêutica. [1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Souza CS. INFECÇÕES DE TECIDOS MOLES ERISIPELA. CELULITE. SÍNDROMES INFECCIOSAS MEDIADAS POR TOXINASMedicina, Ribeirão Preto, 36: 351-356, abr./dez.2003