Instituto Federal do Rio de Janeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
IFRJ
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro
Logotipo IFET.svg
Lema Da Federal de Química ao IFRJ : 70 anos de excelência
Fundação 29 de dezembro de 2008
Tipo de instituição Pública Federal
Reitor(a) Paulo Roberto de Assis Passos
Estado Rio de Janeiro
Página oficial http://www.ifrj.edu.br/
Instituições de ensino superior do Brasil Brasil

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro, também conhecido como Instituto Federal do Rio de Janeiro ou simplesmente IFRJ, foi criado mediante transformação do Centro Federal de Educação Tecnológica de Química de Nilópolis (CEFETEQ), além da absorção de outras escolas técnicas fluminenses. Sua reitoria está instalada no Rio de Janeiro.

História[editar | editar código-fonte]

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro foi criado, de acordo com a Lei 11.892, de 29 de dezembro de 2008, mediante a transformação do Centro Federal de Educação Tecnológica de Química de Nilópolis, conforme o artigo 5º, inciso XXVI. Seguindo-se, conforme o anexo II, a integração do Colégio Agrícola Nilo Peçanha, até então vinculado à Universidade Federal Fluminense.

A história do CEFET Química/RJ teve início em 1945, com a criação do Curso Técnico de Química Industrial (CTQI). Desde fevereiro de 1942 que o Decreto-Lei no 4.127/1942 previa, em seu artigo 4º, a criação de uma Escola Técnica de Química. No entanto, apenas em 16 de agosto de 1943, através do Decreto-Lei , foi formalmente criado o Curso Técnico de Química Industrial (CTQI) pela Escola Nacional de Química da Universidade do Brasil, atual Universidade Federal do Rio de Janeiro. Este curso funcionou nas dependências daquela Universidade de 1944 a 1946, porém, logo em seguida, mesmo sem que fosse alterada a vinculação administrativa, o curso passou a funcionar em espaço cedido pela Escola Técnica Nacional (ETN), atual Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET-RJ) no Rio de Janeiro. Somente em 16 de fevereiro de 1956, promulgada a Lei no 3.552/1956, segunda Lei Orgânica do Ensino Industrial, foi criada a Escola Técnica de Química (ETQ), autarquia que tinha como missão oferecer o Curso Técnico de Química Industrial. Posteriormente em 1965, a ETQ veio a ser denominada Escola Técnica Federal de Química da Guanabara(ETFQ-GB) e após a fusão dos Estados do Rio de Janeiro e Guanabara, Escola Técnica Federal de Química do Rio de Janeiro (ETFQ-RJ).

Durante quatro décadas a Instituição permaneceu funcionando nas dependências da ETN, utilizando três salas de aula e um laboratório com o Curso Técnico de Química Industrial. Em 1981, após ampliação de suas instalações, a ETFQ-RJ, acompanhando o processo de desenvolvimento industrial e tecnológico da nação, deu início à atualização e à expansão de seus cursos, criando o Curso Técnico de Alimentos. O ano de 1986 marcou a conquista da sede própria, no bairro do Maracanã, Município do Rio de Janeiro. Em 1988, o espírito vanguardista da Instituição se revela, com a criação do curso Técnico em Biotecnologia, voltado para formação de técnicos qualificados para este novo e crescente mercado de trabalho.

Em 1994, a ETFQ-RJ fundou a Unidade de Ensino Descentralizada de Nilópolis (UnED). Inicialmente, eram oferecidos os cursos Técnicos de Química e de Saneamento, apresentando boas instalações, que contavam com laboratórios para o ensino e a pesquisa, salas ambiente, salas de aula, biblioteca, refeitório, auditório, e quadras poliesportivas. Esse fato representou o início da expansão da instituição, significando uma conquista da população da Baixada Fluminense à educação profissional de qualidade.

Em 1999 a ETFQ-RJ teve sua sede transferida para Nilópolis e assumiu novas responsabilidades, ao ser transformada em Centro Federal de Educação Tecnológica de Química - CEFET Química/RJ. A transformação em Instituição de Ensino Superior permitiu a oferta de cursos de graduação e de pós-graduação, o que se concretizou em 2003.

Em 2002 foi criado, na Unidade de Nilópolis, o Centro de Ciência e Cultura do CEFET Química/RJ, um espaço destinado à formação e treinamento de professores, divulgação e popularização da ciência e suas interações com as mais diversas atividades humanas.

Os primeiros cursos de graduação, com início em 2003, foram o Curso Superior de Tecnologia em Processos Industriais (hoje denominado CST em Processos Químicos), na Unidade localizada no Rio de Janeiro, bairro do Maracanã, e o Curso Superior de Tecnologia em Produção Cultural, na Unidade Nilópolis. Manifestou-se, assim, mais uma vez, a ousadia vanguardista do CEFET Química-RJ: estando sua sede localizada em uma região de conhecidas dificuldades socioeconômicas (Baixada Fluminense), mas com expressivas manifestações culturais. O CST de Produção Cultural foi criado com o propósito de formar profissionais e desenvolver tecnologias apropriadas ao resgate, à valorização e à disseminação da cultura nacional e regional, bem como ao desenvolvimento de programas sociais. Em 2004, foi criado o primeiro curso de pós-graduação lato sensu, a Especialização em Segurança Alimentar e Qualidade Nutricional, na Unidade Maracanã. Em parceria com a FIOCRUZ, foi criado o Curso stricto sensu em Educação em Biociência e Saúde. Ainda em 2004, na Unidade de Nilópolis iniciaram os primeiros cursos de Licenciatura, sendo no 1º semestre, o curso de Licenciatura em Química e, no 2º semestre, o curso de Licenciatura em Física e o Curso Superior de Tecnologia em Produtos Naturais. Em 2005, o CEFET Química de Nilópolis/RJ ampliou o oferecimento de cursos de pós-graduação lato sensu, em parceria com a Fundação de Apoio ao CEFET Química de Nilópolis/RJ (FUNCEFET Química).

No 2º semestre de 2005, houve a criação do Núcleo Avançado de Arraial do Cabo, com o curso técnico de Logística Ambiental, contando com o apoio da Prefeitura Municipal de Arraial do Cabo e a previsão de expansão da oferta de cursos técnicos. Em 2006, foi criado o Núcleo Avançado de Duque de Caxias, (posteriormente transformado em Unidade e atualmente em Campus), na região de um dos maiores pólos petroquímicos do país, com o curso técnico de Operação de Processos Industriais em Polímeros. Ainda em 2006, a partir dos Decretos nº 5.478/05 e nº 5.840/06, que criaram o Programa de Integração Profissional ao Ensino Médio na modalidade Educação de Jovens e Adultos (PROEJA), o CEFET Química/RJ passou a oferecer, nas unidades Maracanã e Nilópolis, o curso técnico de Instalação e Manutenção de Computadores na modalidade EJA. Em 2007, foi criada a Unidade Paracambi, com os cursos técnicos de Eletrotécnica e de Gases Combustíveis oferecidos de forma integrada ao Ensino Médio. Nesse ano, em Nilópolis, teve início o curso de Licenciatura em Matemática e, na Unidade Duque de Caxias, iniciou-se a oferta do curso técnico de Instalação e Manutenção de Computadores, na modalidade PROEJA. Em 2008, foram inauguradas as Unidades Volta Redonda e São Gonçalo, sendo voltados para a Unidade São Gonçalo cursos nas áreas de Logística de Portos e Estaleiros, Metalurgia e Meio Ambiente. Na Unidade Volta Redonda estão previstos os cursos de Educação Profissional voltados para as áreas de Metalurgia, Siderurgia, Metalmecânica, Automação e Formação de Professores na área de Ciências. Nesse mesmo ano, em Nilópolis, tiveram início o Curso de Bacharelado em Farmácia, que será posteriormente transferido para a Unidade Realengo, e o primeiro curso de pós-graduação stricto sensu do CEFET Química/RJ, o curso de Mestrado Profissional em Ensino de Ciências.

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro – IFRJ é formado atualmente por onze campi: Maracanã, Nilópolis, Pinheiral, Duque de Caxias, Paracambi, São Gonçalo, Volta Redonda, Paulo de Frontin, Arraial do Cabo, Realengo e Mesquita, com a Reitoria instalada no município do Rio de Janeiro.

Cursos[editar | editar código-fonte]

Ensino Técnico[editar | editar código-fonte]

- Integrados ao Ensino Médio

- Concomitante/Subsequente ao Ensino Médio

- Educação a Distância

Superior de Tecnologia[editar | editar código-fonte]

Graduação[editar | editar código-fonte]

Pós-Graduação[editar | editar código-fonte]

- Cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu

  • Mestrado Profissional em Ensino de Ciências
  • Mestrado Profissional em Ciência e Tecnologia de Alimento
  • Mestrado/Doutorado Multicêntrico em Bioquímica e Biologia Molecular

Cursos de Pós-Graduação Latu Sensu[editar | editar código-fonte]

  • Especialização em Segurança Alimentar e Qualidade Nutricional
  • Especialização em Ensino de Ciências com Ênfase em Biologia e Química
  • Especializaçãoem Educação Profissional Integrada ao Ensino Médio na Modalidade Educação de Jovens e Adultos (PROEJA)
  • Especialização em Produção Cultural com Ênfase em Literatura Infanto-Juvenil
  • Especialização em Gestão Ambiental
  • Especialização em Ensino de Histórias e Culturas Africanas e Afro-Brasileira
  • Especialização em Ensino de Ciências e Matemática

Campi[editar | editar código-fonte]

  • Nome: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro - IFRJ
Campus do IFRJ localizado no município de Paracambi
  • CNPJ: 10.952.708/0001-04
  • UG: 153174
  • Gestão: 15217
  • E-mail: gr@ifrj.edu.br, proex@ifrj.edu.br

Campus Rio de Janeiro (Maracanã) - Rua Senador Furtado, 121/125, Maracanã, Rio de Janeiro, RJ, CEP: 20.270-021 Telefone: 21- 3978-5904 Fax: 21- 2567-0283

Campus Nilópolis - Rua Lúcio Tavares no 1.045, Centro, Nilópolis, RJ, CEP: 26.530-060. Telefones: 21- 2691-9816, 21- 2691-9827

Campus Paracambi - Rua Sebastião de Lacerda, s/nº, Paracambi, RJ. Telefones: 21-2683-3119, 21-3693-2683

Campus Duque de Caxias - Avenida República do Paraguai, 120, Sarapuí, Duque de Caxias, RJ. Telefones: 21-3774-6616, 21-3774-6528, 21-2784-6101

Campus Volta Redonda - Rua Antônio Barreiros, nº 212, Aterrado, Volta Redonda, RJ. Telefones: 24-3336-4227, 24-3337-7257

Campus de Realengo - Rua Carlos Wenceslau, 343, Realengo, Rio de Janeiro, RJ. Telefones: 21-3839-1135, 3463-4497

Campus São Gonçalo - Rua Oliveira Botelho s/n, Neves, São Gonçalo, RJ. Telefone: 21- 2628-0099, 21-2628-0369

Campus Pinheiral - Rua José Breves, 550, Breves, Pinheiral, RJ. Telefone: 24-3356-6591, 24-3356-5364

Campus Arraial do Cabo - Rua José Pinto de Macedo, s/nº, Centro, Arraial do Cabo, RJ. Telefones: 22-2622-3042, 22-2622-2496

Campus Mesquita - Rua Baronesa de Mesquita, s/n, Centro, Mesquita, RJ. Telefone: 21-2691-9804

Campus Avançado de Engenheiro Paulo de Frotin - Avenida Maria Luiza, s/n, - Sacra Família do Tinguá – Engenheiro Paulo de Frontin, RJ Telefone: 24-2468-1364

Estrutura da Gestão[editar | editar código-fonte]

Reitor: Paulo Roberto de Assis Passos

Pró-Reitor de Administração e Desenvolvimento Institucional: Fernando Antonio Miranda Sepúlveda

Pró-Reitor de Ensino Médio e Técnico: Armando dos Santos Maia

Pró-Reitora de Ensino de Graduação: Maria Silva

Pró-Reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação: Marcos Tadeu Couto

Pró-Reitor de Extensão: Rafael Barreto Almada

Diretora-Geral do Campus Duque de Caxias: Teresa Cristina de Jesus Moura Martins

Diretor-Geral do Campus Rio de Janeiro (Maracanã): Florinda do Nascimento Cersosimo

Diretor-Geral do Campus Nilópolis: Wallace Vallory Nunes

Diretor-Geral do Campus Realengo: Sandra da Silva Viana

Diretor-Geral do Campus São Gonçalo: Tiago Giannerini da Costa

Diretor-Geral do Campus Paracambi: Cristiane Henriques de Oliveira

Diretor-Geral do Campus Pinheiral: Reginaldo Ribeiro Soares

Diretor-Geral do Campus Volta Redonda: Alexandre Mendes

Diretor-Geral do Campus Arraial do Cabo: João Gilberto da Silva Carvalho

Diretora-Geral do Campus Avançado de Mesquita: Grazielle Rodrigues Pereira

Diretor-Geral do Campus Avançado de Engenheiro Paulo de Frontin: Rodney Cezar de Albuquerque

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

http://www.ifrj.edu.br/webfm_send/211

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.