Kaigun Rikusentai

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


A página está num processo de expansão ou reestruturação.
Esta página atravessa um processo de expansão ou reestruturação. A informação presente poderá mudar rapidamente, podendo conter erros que estão a ser corrigidos. Todos estão convidados a contribuir e a editar esta página. Caso esta não tenha sido editada durante vários dias, retire esta marcação.

Esta página foi editada pela última vez por Dantadd (D C) há 3 meses atrás. (Recarregar)

Kaigun Rikusentai, nome dado às Forças de Desembarque Japonesas que combateram na Segunda Guerra Mundial. O significado do termo é de um agrupamento de componentes da tripulação de um navio de guerra mobilizado para operações em terra.


Origem[editar | editar código-fonte]

Inicialmente estas forças pertenciam ao Exército, porém durante a Primeira Guerra Mundial, foram transferidas para a Marinha, sendo usadas como forças de desembarque em operações terrestres.

Os Kaigun Rikusentai entraram em combate pela primeira vez em Xangai,em 1932. No início suas unidades eram constituídas de aproximadamente de 2 mil homens. A maioria da tropas foram criadas entre 1940 e 1941, ou mesmo mais tarde, e sua composição, foi variando passando de 750 a 1500 homens, ou mais, dependendo do tipo da operação.

Formação[editar | editar código-fonte]

Tropas em Desfile-Nanking

Em 1941, a organização de cada Kaigun Rikusentai, compreendia duas companhias de fuzileiros e uma ou duas de armas pesadas.[1]

A organização habitual de uma companhia compreendia um quartel-general sob o comando de um oficial, geralmente no posto de comandante, entre quatro e seis pelotões de fuzileiros e um pelotão de metralhadoras.

  • O Pelotão de Fuzileiros era composto por três esquadrões, cada um formado por treze fuzileiros, dos quais um era armado com uma metralhadora com suporte bípede, e uma esquadra de apoio com treze homens e três morteiros de 50 mm.
  • O Pelotão de Metralhadoras por sua vez, compreendia quatro esquadras de, pelo menos, dez homens com duas metralhadoras tripé.
  • As companhias de armas pesadas davam apoio de artilharia e contavam com dois canhões de campanha de 75 mm, dois obuses de 70 mm, quatro canhões navais de 75 mm sobre rodas, morteiros de 81 mm e, em alguns casos canhões antitanques de 47 mm.

Uniformes[editar | editar código-fonte]

Diferentemente do Exército, cujos uniformes era de cor cáqui, os uniformes do Kaigun Rikusentai eram verde-oliva-escuro. O calçado era igual, exceto pela cor da botas. que eram pretas ao invés de marrons. Os capacetes tinham uma âncora no lugar da estrela, exibida nos capacetes do exército, e muitas vezes era coberto por uma rede onde se entrelaçava vegetação local como camuflagem.

Designação[editar | editar código-fonte]

Uma das particularidades destas unidades é de que algumas tinham treinamento para operações aerotransportadas e salto com paraquedas, especialmente os 1º, 2º e 3º Kaigun Rikusentai de Yokosuka, estes foram os primeiros formados logo no início da guerra , realizando seu primeiro saldo em 16 de Novembro de 1941. Estas unidades eram consideradas tropas de elite, bem treinadas e equipadas, desempenharam papel fundamental no inicio das ofensivas. No final da guerra, estas tropas que possuíam, caráter extremamente ofensivo tiveram de adaptar-se às operações defensivas para tentar manter o controle das ilhas do perímetro controlado pelo Japão.

Destas últimas ações a mais famosa foi a defesa de Tarawa, onde homens do 3º de Sasebo (1.497 homens), juntamente com membros da 3ª Unidade Especial (1.100 membros), infringiram mais de 3.000 baixas aos norte-americanos, antes do final dos combates. [2]


Referências

  1. Estas companhias de fuzileiros tinham mais integrantes do que seu equivalente no Exército. Foram concebidas para lutar independentes caso fosse necessário, especialmente em situações defensivas. 70º Aniversário da Segunda Guerra Mundial, Pag. 122
  2. Coleção 70º Aniversário da Segunda Guerra Mundial - Abril Coleções, 2009, Pag. 123

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Coleção 70º Aniversário da Segunda Guerra Mundial - Abril Coleções, 2009
  • Henry I. Shaw - Tarawa - Nasce uma legenda, Editora Renes,1978
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Kaigun Rikusentai