Campanha do Deserto Ocidental

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campanha do Deserto Ocidental
Campanha Norte-Africana
Segunda Guerra Mundial
Bundesarchiv Bild 101I-783-0104-38, Nordafrika, italienische Panzer M13-40.jpg
Tanques M13/40 italianos avançando pelo deserto, abril de 1941.
Data 11 de junho de 1940 - 4 de fevereiro de 1943
Local Líbia e Egito
Desfecho Vitória dos Aliados
Combatentes
Aliados
 Reino Unido
Flag of Australia.svg Austrália
Flag of South Africa 1928-1994.svg União Sul-Africana
Flag of New Zealand.svg Nova Zelândia
Flag of Free France 1940-1944.svg França Livre
Flag of Poland.svg Polónia
Flag of Czechoslovakia.svg Checoslováquia
State Flag of Greece (1863-1924 and 1935-1970).svg Reino da Grécia
Eixo
Flag of German Reich (1935–1945).svg Alemanha
Flag of Italy (1861-1946) crowned.svg Itália
Comandantes
Flag of the United Kingdom.svg Bernard Montgomery
Flag of the United Kingdom.svg Neil Ritchie
Flag of the United Kingdom.svg Claude Auchinleck
Flag of the United Kingdom.svg Alan Cunningham
Flag of the United Kingdom.svg Noel Beresford-Peirse
Flag of the United Kingdom.svg Philip Neame
(Prisioneiro de guerra)
Flag of the United Kingdom.svg Richard O'Connor
(Prisioneiro de guerra)
Flag of German Reich (1935–1945).svg Erwin Rommel
Flag of German Reich (1935–1945).svg Georg Stumme 
Flag of German Reich (1935–1945).svg Ritter von Thoma (Prisioneiro de guerra)
Flag of Italy (1861-1946).svg Italo Gariboldi
Flag of Italy (1861-1946).svg Rodolfo Graziani
Flag of Italy (1861-1946).svg Ettore Bastico
Flag of Italy (1861-1946).svg Italo Balbo 


Campanha Norte-Africana
Data 10 de junho de 1940 - 16 de maio de 1943
Local Deserto Norte-Africano
Desfecho Vitória dos Aliados, retirada do Eixo para a Península Itálica
   

A Campanha do Deserto Ocidental, também conhecida como a Guerra do Deserto, foi o estágio inicial da campanha no Norte da África durante a Segunda Guerra Mundial. Foi uma guerra com diversas idas e vindas, que começou em 1940, quando as forças italianas na Líbia atacaram as forças britânicas da Commonwealth estacionadas no Egito. Este ataque foi rapidamente controlado e respondido (Operação Compass), significando perdas maciças (principalmente prisioneiros de guerra) para as forças italianas. Para evitar um colapso total, a Alemanha nazista (aliada da Itália por pertencer ao Eixo na Segunda Guerra Mundial), enviou um contingente (Afrika Korps) de forças terrestres e aéreas rapidamente se tornou dominante (Operação Sonnenblume). O Eixo lançaria duas grandes operações contra os seus inimigos, os Aliados, empurrado-os cada vez mais para o Egito. No entanto, os aliados reagiram e recuperaram o terreno perdido nas duas vezes (Primeira Batalha de El Alamein e Segunda Batalha de El Alamein). Na última destas ofensivas, no início de 1943, os Aliados conseguiram empurrar as forças do Eixo para fora da Líbia e leva-los até Tunísia, começando assim a Campanha da Tunísia.

A disponibilidade de suprimentos e transportes influenciou muito a campanha. A possibilidade dos Aliados de interceptar os comboios do Eixo a partir de Malta foi vital para negar ao comandante dos alemães, Erwin Rommel, combustível e reforços em momentos críticos.

Pré-Guerra[editar | editar código-fonte]

O Reino Unido tinha forças no Egito desde 1884, mas muito reduzidas após o Tratado anglo-egípcio de 1936. Essas forças relativamente modestas tinham como objetivo principal proteger o Canal de Suez, que era vital para as comunicações do Reino Unido com os seus territórios no Extremo Oriente e Oceano Índico.

No entanto, desde 1938, tinha incluído a "Força Movel", uma das duas formações blindadas de treinamento britânicas, sob o comando do Major-General Percy Hobart. Quando irrompeu a guerra, este grupo foi rebatizado de Divisão Blindada (Egito) e, em seguida, como a 7 ª Divisão Blindada (mais tarde conhecida como os "Ratos do Deserto") e foi a principal força que serviu na defesa da fronteira entre Líbia e Egito no início do conflito.

A Líbia foi ocupada pela Itália em 1911, e se tornou uma colônia italiana em 1912, após o Tratado de Lausanne ou Tratado de Ouchy (1912), no qual o Império Otomano renunciou a seus direitos sobre a Líbia em favor da Itália. A principal força na fronteira após o início da guerra foi o 10 º Exército Italiano. Os italianos superavam os ingleses em número, na terra e no ar. No entanto, os britânicos os superavam em qualidade.

Ataques[editar | editar código-fonte]

Em 11 de junho de 1940, no dia seguinte a declaração de guerra aos aliados, as forças italianas e da Commonwealth estabelecidas no Egito começaram uma série de ataques. O acontecimento mais notável foi a captura do Forte Capuzzo.

Imagens da Campanha[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Campanha do Deserto Ocidental