Primeira Epístola aos Tessalonicenses

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

I Tessalonicenses - é como é conhecida a primeira epístola que o apóstolo Paulo redigiu aos habitantes de Tessalônica. Ela foi talvez a segunda epístola escrita pelo apóstolo (Gálatas seria a primeira).

Igreja de Tessalônica[editar | editar código-fonte]

Na segunda viagem missionária, Paulo de Tarso pregou na sinagoga desta cidade - o templo principal dos judeus daquela região da macedónia - lançando as fundações de uma das mais marcantes igrejas da época (a que se destina esta epístola). Alguma animosidade contra Paulo, por parte dos judeus da cidade, levaram-no a fugir para Beréia.

Conteúdo[editar | editar código-fonte]

I Tessalonicenses é composta de cinco capítulos.

No capítulo 1, Paulo agradece a fidelidade da igreja ao Senhor, dizendo que eles são fiéis a Cristo e imitadores Dele.

No capítulo 2, Paulo lembra aos irmãos de como se portou durante sua estada em Tessalônica, exercendo seu ministério sem más intenções (v. 1-12), havendo eles então aceitado a Palavra de Deus e padecido na mão dos judeus (v. 13-16). Paulo comunica sua vontade de ir visitar a igreja tessalônica (v. 17-20).

No capítulo 3, Paulo fala a respeito do envio de Timóteo a Tessalônica (v. 1-5) e de seu retorno ao apóstolo (v. 6-10) e pede que continuem tendo amor cristão uns pelos outros (v. 12) para que permaneçam irrepreensíveis diante do Pai (v. 13).

No capítulo 4, Paulo lembra à Igreja que deve andar de maneira que agrade a Deus, que cada um busque santificar-se cada dia mais. Que os irmãos permaneçam se afastando da prostituição, pois Deus requer um povo santo e que Ele despreza a imundícia. Paulo também fala a respeito dos que dormem em Cristo, para que creiam na ressurreição, dos que morreram em Cristo, quando Jesus voltar nos altos céus para buscar a sua Igreja. Fala a respeito do retorno de Cristo para buscar a sua igreja.

No capítulo 5, Paulo fala a respeito de como será a vinda de Cristo: ele compara que a sua vinda será como o ladrão à noite (v. 2), que, portanto, devemos sempre estar alerta e nos comportarmos como Cristo requer de sua igreja. Que o povo deve continuar em constante oração (v. 17), dando graças ao Senhor em todas as coisas (v. 18), não reprimindo o Espírito Santo (v. 19), não desprezando as profecias (v. 20), examinando todas as coisas e guardando somente o bem (v. 21), e afastando-se de tudo que aparentar ser mal (v. 22).

Ícone de esboço Este artigo sobre a Bíblia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.