Levítico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Levítico é o terceiro livro da Bíblia, vem depois do livro de Livro do Êxodo e antes de Números .[1] [2] Faz parte do Pentateuco, os cinco primeiros livros bíblicos, cuja autoria é, tradicionalmente, atribuída a Moisés. Recebe essa denominação porque contém a Lei dos sacerdotes da Tribo de Levi[3] , a tribo de Israel que foi escolhida para exercer a função sacerdotal no meio do seu povo[4] .

É um dos livros do Antigo Testamento da Bíblia e possui 27 capítulos. Os judeus chamam-no Vayikrá ou Vaicrá. Basicamente é um livro teocrático, isto é, seu caráter é legislativo; possuí, ainda, em seu texto, o ritual dos sacrifícios, as normas que diferenciam o puro do impuro, a lei da santidade e o calendário litúrgico entre outras normas e legislações que regulariam a religião.

Sobre[editar | editar código-fonte]

Terceiro livro do Pentateuco, contendo as leis de Deus sobre sacrifícios, pureza e outros assuntos relacionados com a adoração e santificação YHVH.

Escritor[editar | editar código-fonte]

Embora não haja evidência compatível com o rigor científico a respeito da autoria, a tradição judaica-cristã, identifica Moisés como o escritor, assim como os demais livros do Pentateuco. Ele teria obtido as informações de Javé [5] , entretanto a Edição Pastoral da Bíblia sustenta que foi escrito depois do exílio na Babilônia[4] .

Leis e Regulamentos[editar | editar código-fonte]

Mediante as leis sanitárias e dietéticas, e os regulamentos sobre a Teologia Moral e sexual, proveram-se-lhes proteção contra doenças[6] . Tais leis os beneficiariam em sentido espiritual, porque os habilitariam a familiarizar-se com os modos de agir do Deus Javé, e ajudaria-os a ajustar-se a tais[7] . Os cristãos entendem que tais regulamentos como parte da Lei de Moisés, serviam como tutor para conduzir os judeus ao Messias, que seria o grande Sumo Sacerdote de Deus, prefigurado pelos incontáveis sacrifícios oferecidos em harmonia com a Lei[8] .

Referências

  1. Echegary, J. González et ali. A Bíblia e seu contexto (em português). 2 ed. São Paulo: Edições Ave Maria, 2000. 1133 p. 2 vol. ISBN 978-85-276-0347-8
  2. Pearlman, Myer. Através da Bíblia: Livro por Livro (em português). 23 ed. São Paulo: Editora Vida, 2006. 439 p. ISBN 978-85-7367-134-6
  3. Bíblia de Jerusalém, Nova Edição Revista e Ampliada, Ed. de 2002, 3ª Impressão (2004), Ed. Paulus, São Paulo, p 21
  4. a b Levítico, acessado em 20 de julho de 2010
  5. Levítico 26:46
  6. Levítico ( capítulos 11 a 15 e 18)
  7. Levítico 11:44
  8. Gálatas 3:19-24, Hebreus 7:26-28, Levítico 9:11-14 e Levítico 10:1-10

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a Bíblia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.