Antonov A-1

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Antonov A-1
Planador
Descrição
Tipo / Missão Planador
País de origem  União Soviética
Fabricante Antonov
Quantidade produzida ~5.700
Primeiro voo em 1930 (89 anos)
Tripulação 1
Especificações
Dimensões
Comprimento 5,6 m (18,4 ft)
Envergadura 10,56 m (34,6 ft)
Altura 1,7 m (5,58 ft)
Área das asas 15,6  (168 ft²)
Alongamento 7.1
Peso(s)
Peso vazio 92 kg (203 lb)
Peso carregado 164 kg (362 lb)
Performance
Velocidade máxima 70 km/h (37,8 kn)
Notas
Fonte[1]

O Antonov A-1 e modelos relacionados foram uma família de planadores de treinamento de assento único produzido na União Soviética nas décadas de 1930 e 1940. Todos foram derivados do Padrão-2 (Стандарт-2) (desenhado e voado por Oleg Konstantinovich Antonov em 1930[2]), que por sua vez era derivado do Padrão-1.[3] Foram produzidos em grandes números, com cerca de 5.400 construídos apenas das principais versões U-s3, U-s4 e P-s2.[4] O mesmo projeto formou a base para o Antonov A-2 e seus derivados. Contando todos, incluindo os de dois assentos, a produção excedeu 7.600 unidades em 1937.[5]

Enquanto os membros desta família variavam alguns detalhes, todos compartilhavam do mesmo projeto básico e as peças eram intercambiáveis entre eles.[2][6] O projeto possuía um padrão típico de de planadores treinadores com uma empenagem convencional no final de uma longa longarina, ao invés de uma fuselagem convencional. A longarina podia ser dobrada para armazenamento.[7] A asa monoplana era alta, mantida em um pilone acima dessa "quilha" e era suportada por mais duas estruturas em cada lado.[8] O piloto sentava na frente da asa, fechado por uma carenagem de madeira simples em forma de "U", que podia ser removida ao afastá-la para a frente, permitindo que entrasse ou saísse da aeronave.[9] O trem de pouso consistia de um único calço sob esta quilha, mas também podia ser equipado com pequenas rodas de madeira.[10]

Enquanto que as versões originais para treinamento (designadas У, 'U') possuíam asas de corda constante,[8] as versões posteriores projetadas para voos de planeio (designadas П, 'P'), possuíam asas de maior envergadura com painéis afunilados e uma carenagem no nariz aerodinâmica.[11] O último projeto na família foi de planadores projetados para voo rebocado (designado Б, 'B), que por sua vez compartilhavam as asas mais longas e carenagem do modelo "P", mas com um canopy para fechar a cabine de pilotagem.[11]

Cópias não licenciadas foram produzidas na Turquia após a Segunda Guerra Mundial pela THK e pela Makina ve Kimya Endüstrisi Kurumu (MKEK), como THK-7 (P-s2), THK-4 (U-s4) e MKEK 6.[12]

Variantes[editar | editar código-fonte]

Em cada caso, o "s" significa serii (серии: 'série')

Protótipos[editar | editar código-fonte]

Padrão-1 (Стандарт-1)
Padrão-2 (Стандарт-2)

Treinadores[editar | editar código-fonte]

Uchebnyi (Учебный, 'Treinador')

U-s1 (У-с1)
U-s2 (У-с2) (Primeira versão produzida em série[3])
U-s3 (У-с3) (1.600 construídos[4])
U-s4 (У-с4) (Redesignado A-1, principal versão de produção. 3.000 construídos[4])

Planadores[editar | editar código-fonte]

Paritel (Паритель, 'Planador'), também Upar (Упар, junção de учебный паритель, uchebnyi paritel, 'Planador de treinamento') (800 construídos[4])

P-s1 (П-с1)
P-s2 (П-с2)

Rebocado[editar | editar código-fonte]

Buksirovochnye (Буксировочные, 'Rebocado') (265 construídos até 1937[5])

B-s3 (Б-с3)
B-s4 (Б-с4)
B-s5 (Б-с5)
Antonov A-1.svg

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Krasil'shchikov 1991, 230
  2. a b Sheremetev 1959, 20
  3. a b Krasil'shchikov 1991, 145
  4. a b c d Museu Central da Força Aérea
  5. a b Krasil'shchikov 1991, 143
  6. Shushurin 1938, 13
  7. Shushurin 1938, 16
  8. a b Sheremetev 1959, 21–22
  9. Sheremetev 1959, 40
  10. Sheremetev 1959, 42
  11. a b Krasil'shchikov 1991, 146
  12. Deniz 2004

Referências[editar | editar código-fonte]

  • «Antonov Oleg Konstantinovich». Sítio do Museu Central da Força Aérea 
  • Deniz, Tuncay (2004). Turkish Aircraft Production. Munique: Levent Başara 
  • Krasil'shchikov, Aleksandr Petrovich (1991). Planery SSSR (Gliders of the USSR). Moscou: Moskva Mashinostroyeniye 
  • Sheremetev, Boris Nikolayevich (1959). Planery (Gliders). Moscou: DOSAAF 
  • Shushurin, V.V. (1938). Atlas konstruktzii planerov (Directory of glider construction). Moscou: Gosudarstvennoe izdatel'stvo oboronnoi promyshlennosti