Antonov A-11

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Antonov A-11
Planador
Um A-11 sem matrícula em exibição no Museu da Força Aérea Central em Monino
Descrição
Tipo / Missão Planador de alto desempenho
País de origem  União Soviética
Fabricante Antonov
Quantidade produzida 150
Primeiro voo em 12 de maio de 1958 (61 anos)
Tripulação 1
Especificações (Modelo: A-11)
Dimensões
Comprimento m (19,7 ft)
Envergadura 16,5 m (54,1 ft)
Altura 1,2 m (3,94 ft)
Área das asas 12,15  (131 ft²)
Alongamento 22.4
Peso(s)
Peso vazio 294 kg (648 lb)
Peso carregado 400 kg (882 lb)
Performance
Velocidade máxima 350 km/h (189 kn)
Notas
Fonte: The World's Sailplanes:Die Segelflugzeuge der Welt:Les Planeurs du Monde Volume II[1]

O Antonov A-11 é um planador de alto desempenho e assento único, produzido todo de metal na União Soviética no final da década de 1950. 150 aeronaves foram produzidas.

Projeto e desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

O A-11 foi o primeiro planador da Antonov que não era de construído de madeira.[2] É um monoplano de asa alta, com asas afuniladas no bordo de ataque e com um diedro de 1,5°. Uma única longarina com uma camada metal no bordo de ataque acima da cobertura de tela, que cobre toda a asa, sendo as duas pontas de asa suportadas por longarinas duplas. O aileron coberto por tela possuem slots. Os ailerons podem ser baixados a 8° para servir como Flaps. Na raiz da asa, há flaps com slot no bordo de fuga e spoilers, montados na metade da corda média aerodinâmica, próximo à fuselagem, do tipo que aciona apenas para cima.[3]

A fuselagem do A-11 é de construção monocoque. Possui uma cauda em "V" de metal, sendo suas superfícies de comando balanceadas com pesos externos. O canopy é dividido em trÇes partes. Possui um trem de pouso retrátil com uma roda e sem freio, assistido por uma borracha na parte dianteira e traseira, formado por uma pequena e baixa superfície ventral.[3]

O A-11 voou pela primeira vez em 12 de maio de 1958. Foi aprovado para voos acrobáticos, parafusos e voo por instrumentos.

Aeronaves em exibição[editar | editar código-fonte]

Fonte: Ogden[4]

  • Museu da Força Aérea Russa Central, Monino
  • Monumento no aeródromo de Panevezys

Especificações (A-11)

Dados de: The World's Sailplanes:Die Segelflugzeuge der Welt:Les Planeurs du Monde Volume II[1]

Descrições gerais


Performance
  • Velocidade máxima: 350 km/h (217 mph)
  • Força G: +8.66 -3.9 a 300 km/h (186 mph; 162 kn) G
  • Carga alar: 33 kg/m²
  • Notas:
    • Velocidade de reboque: 200 km/h
    • Velocidade de lançamento: 120 km/h
    • Velocidade de estol: 60 km/h

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b Shenstone, B.S.; K.G. Wilkinson (1963). The World's Sailplanes:Die Segelflugzeuge der Welt:Les Planeurs du Monde Volume II (em inglês, francês, e alemão) 1ª ed. Zurique: Organisation Scientifique et Technique Internationale du Vol a Voile (OSTIV) and Schweizer Aero-Revue. pp. 342–343 
  2. Simons, Martin (2006). Sailplanes 1945–1965 2ª Revisada ed. Königswinter: EQIP Werbung & Verlag GmbH. p. 135. ISBN 3 9807977 4 0 
  3. a b Taylor, John W. R. (1962). Jane's All the World's Aircraft 1962–63. Londres: Sampson Low, Marston & Co. Ltd. p. 342 
  4. Ogden, Bob (2011). Aviation Museums and Collections of North America 2ª ed. Tonbridge, Kent: Air-Britain (Historians). pp. 357 e 464. ISBN 978-0-85130-385-7