Arteris

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Arteris
Razão social Arteris S.A.
Empresa de capital aberto
Indústria Infraestrutura
Transporte
Fundação 1 de janeiro de 1997 (21 anos)
Sede São Paulo, SP,  Brasil
Área(s) servida(s) Sudeste e Sul
Proprietário(s) Abertis (51%)
Brookfield Motorways Holdings SRL (49%)
Presidente David Antonio Díaz Almazán
Empregados 6.000
Produtos Rodovias
Subsidiárias Autovias, Centrovias, Intervias, Vianorte, Autopista Planalto Sul, Autopista Litoral Sul, Autopista Fluminense, Autopista Fernão Dias, Autopista Régis Bittencourt
Lucro Aumento R$ 0,150 bilhão (2015)
Faturamento Aumento R$ 4,050 bilhões (2015)[1]
Website oficial http://www.arteris.com.br/

A Arteris é uma das maiores companhias do setor de concessão de rodovias do Brasil em quilômetros administrados, com mais de 3.250 km em operação (1,1 mil km em concessões estaduais em São Paulo e 2,1 mil km em concessões federais).

Divididas em nove concessionárias que administram rodovias localizadas nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Paraná, que formam o mais importante eixo econômico e industrial do país. No estado de São Paulo, a Arteris controla as concessionárias estaduais Autovias, Centrovias, Intervias e Vianorte do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo. A companhia também detém as concessionárias federais Autopista Planalto Sul, Autopista Litoral Sul, Autopista Fluminense, Autopista Fernão Dias, Autopista Régis Bittencourt, que administram 5 lotes de rodovias federais que somam 2.079 km.[2]

A Arteris S.A. é uma empresa de capital aberto com ações listadas no Novo Mercado da Bovespa e tem 69,3% do seu controle detido pela Partícipes en Brasil S.L., companhia que tem suas ações divididas em 51% pela Abertis Infraestructuras S.A. e 49% pela Brookfield Motorways Holdings SRL.[3]

Histórico[editar | editar código-fonte]

A companhia iniciou suas atividades no Brasil em 1997 como OHL Brasil, subsidiária do grupo espanhol OHL, e participou da primeira fase do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo. O grupo adquiriu as concessionárias estaduais Autovias, Centrovias, Intervias e Vianorte.

Em 14 de fevereiro de 2008, a empresa e o Governo Federal assinaram os Contratos de Concessão por 25 anos para a gestão e operacionalização de 2.079 km de 5 lotes de rodovias federais do país: Fernão Dias, Régis Bittencourt, Fluminense, Litoral Sul e Planalto Sul.

Em dezembro de 2012, a OHL Brasil foi adquirida pela Partícipes en Brasil S.L e passou a se chamar Arteris. A Arteris tem 69,3% do seu controle detido pela Partícipes en Brasil S.L., que, por sua vez, tem suas ações divididas em 51% pela Abertis Infraestrucuturas S.A. e 49% pela Brookfiled Motorways Holdings SRL.

Atualmente a Arteris é uma das maiores companhias do setor de concessões de rodovias do Brasil em quilômetros administrados, com mais de 3.250 km em operação.[4]

Rodovias administradas[editar | editar código-fonte]

As seguintes rodovias do estado de São Paulo são administradas pela Arteris:

As seguintes rodovias federais são administradas pela Arteris:

Referências

  1. «Relatório Anual de 2015» (PDF). Arteris. 2016. Consultado em 11 de janeiro de 2017. 
  2. «Grupo espanhol OHL leva cinco dos sete lotes licitados em leilão de rodovias federais». O Globo. 9 de outubro de 2007 
  3. «Sobre: Arteris». www.arteris.com.br. Consultado em 11 de janeiro de 2017. 
  4. «OHL muda de nome para Arteris». Valor Econômico 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]