Astérix nos Jogos Olímpicos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o filme com o mesmo nome, veja Astérix nos Jogos Olímpicos (filme).


Astérix aux Jeux olympiques
Álbum da série Astérix
Imagem ilustrativa padrão; esse artigo não possui imagem.
País de origem  França
Língua de origem Francês
Editora(s) Dargaud
Hachette
Primeira edição 1968
Primeira publicação Revista Pilote números 434 (15 de fevereiro de 1968) a 455 (25 de julho de 1968)
Género(s) humor, aventura
Argumento René Goscinny
Desenho Albert Uderzo
Personagens principais Astérix, Obélix
Título(s) em português Astérix nos Jogos Olímpicos
Adaptação Astérix nos Jogos Olímpicos (filme)
Títulos da série Astérix
Le Bouclier arverne
Astérix et le Chaudron

Astérix nos Jogos Olímpicos (francês Astérix aux Jeux olympiques) é o décimo-segundo álbum da série de banda desenhada franco-belga Astérix, escrito por René Goscinny e ilustrado por Albert Uderzo, publicado nas edições 434 (15 de fevereiro de 1968) a 455 (25 de julho de 1968) da revista Pilote e republicado no formato álbum em 1968.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Um legionário do campo entrincheirado de Aquarium é apurado para os jogos olímpicos, despertando o interesse dos gauleses pelo desporto. Para poderem participar nos jogos auto-proclamam-se romanos (pois só os romanos e os gregos podem participar) e todos os homens da aldeia partem para a Grécia para assistir a Astérix e Obélix a participar nas provas olímpicas.

Os romanos receosos de uma derrota denunciam que os gauleses pretendem usar a poção mágica para vencer as provas. Como efeito Obélix fica impedido de participar, ficando Astérix como único participante galo-romano.

Os jogos são facilmente dominados pelos atletas gregos, por esse facto os organizadores são obrigados a promover uma prova só para atletas romanos (para os jogos não perderem interesse). Astérix monta uma armadilha de modo a todos os atletas romanos tomarem poção mágica. Como era evidente os romanos venceram a prova e acabaram sendo denunciados por um corante que Panoramix acrescentou à poção, acabando Astérix por vencer a prova.

Cinema[editar | editar código-fonte]

Este álbum foi adaptado ao cinema em 2008, através do filme homónimo Astérix nos Jogos Olímpicos.



Ligações externas[editar | editar código-fonte]