Confrontos entre Fluminense e Bahia no futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fluminense versus Bahia
Torcidas de Fluminense e Bahia.
Fluminense 29 vitória(s), 84 gol(s)
Bahia 11 vitória(s), 52 gol(s)
Empates 21
Total de jogos 61
Total de gols 136
editar

Fluminense e Bahia fazem um importante clássico interestadual, envolvendo os estados do Rio de Janeiro e da Bahia.[1][2][3]

Introdução[editar | editar código-fonte]

Esse confronto reúne dois clubes campeões brasileiros, os tradicionais tricolores do Rio de Janeiro versus o da Bahia, detentores de seis títulos do principal campeonato deste país, sendo quatro conquistas do Fluminense e duas do Bahia, o primeiro campeão nacional do Brasil.[4][5]

História[editar | editar código-fonte]

O Esporte Clube Bahia foi formado por 70 pessoas, em sua maioria ex-atletas da Associação Atlética da Bahia e do Clube Bahiano de Tênis. A convite do Bahiano, o Fluminense fez a sua primeira excursão ao Nordeste do Brasil, em 1923, tendo enfrentado na primeira partida a Associação Atlética, com vitória do Fluminense por 3 a 1, conquistando nessa ocasião a Taça Associação Athletica Baiana.[6][7][8]

Na primeira partida entre Bahia e Fluminense, em 4 de março de 1945, a vitória do Flu em Salvador por 2 a 1 lhe valeu as conquistas das taças Esporte Clube Bahia e Prefeito de Salvador.[9]

A primeira vitória do Bahia aconteceu em 1 de abril de 1956, partida disputada no Campo da Graça, por 2 a 1, na quinta partida entre os dois clubes.[10]

Já a primeira vez que o confronto se realizou no Rio de Janeiro, empate por 1 a 1 em Laranjeiras no dia 17 de maio de 1961, ano em que o estádio do Fluminense viria a perder parte de suas arquibancadas ao seu final, na décima primeira partida realizada entre os dois oponentes.[10][11]

A vitória do Fluminense por 3 a 1 no Estádio da Fonte Nova em 23 de outubro de 1968 pelo Torneio Roberto Gomes Pedrosa, foi a primeira partida entre Bahia e Fluminense por uma competição nacional.[10]

Em 1971 o Fluminense conquistou o Torneio José Macedo Aguiar ao vencer em Salvador o Bahia por 1 a 0, competição disputada também por Flamengo e Vitória.[12]

O recorde de público deste confronto (e recorde em partidas de futebol entre clubes na Região Nordeste, e no Brasil fora da Região Sudeste),[13] aconteceu pela semifinal do Campeonato Brasileiro de 1988, vitória baiana por 2 a 1, em partida que classificaria o Esporte Clube Bahia para a final e que lhe acabaria por conceder o seu segundo título nacional, perante cerca de 120.000 torcedores na Fonte Nova,[14] sendo 112.438 deles, pagantes. Nessa edição do campeonato nacional aconteceram três confrontos, com uma vitória para cada lado e um empate.[15]

Outros jogos importantes foram no mata-mata pelas oitavas de final Copa do Brasil de 2007, quando o Fluminense desclassificaria o Bahia e se sagraria campeão ao final dessa competição. Ocorreram dois empates, 1 a 1 no Rio de Janeiro e 2 a 2 na Bahia, com o Fluminense passando de fase pela regra do gol fora de casa.[16]

Ídolos[editar | editar código-fonte]

Bobô

Considerado um dos maiores ídolos do Bahia, onde foi tricampeão baiano e campeão brasileiro em 1988, Bobô atuou pelo Fluminense entre 1991 a 1993, onde formou uma grande dupla de ataque com Ézio, tendo sido vice campeão da Copa do Brasil de 1992.[17]

Leo Briglia

Artilheiro do Bahia na conquista da Taça Brasil de 1959, Léo Briglia atuou pelo Fluminense entre 1956 a 1959, marcando 57 gols em 105 partidas e sagrando-se campeão do Torneio Rio-São Paulo de 1957 e do Campeonato Carioca de 1959.[18]

Pedro Amorim

Revelado pelo Bahia, onde sagrou-se campeão baiano em 1938, Pedro Amorim jogaria depois no Fluminense entre 1939 e 1947, conquistando três campeonatos cariocas, entre outros títulos, chegando a Seleção Brasileira em 1941.

Zezé Moreira

Técnico que mais comandou o Fluminense, com 467 partidas e diversos títulos conquistados, Zezé Moreira foi bicampeão baiano em 1978 e 1979, em um período glorioso da História do Bahia, quando o clube atingiu o heptacampeonato estadual,[19] sendo também técnico de destaque no clube baiano.[20][21]

Jogos decisivos[editar | editar código-fonte]

Finais
Em 1971 o Fluminense venceu o Torneio José Macedo Aguiar em cima do Bahia.
Taças
Em 1945 o Fluminense venceu a Taça Esporte Clube Bahia e a Taça Prefeito de Salvador em cima do Bahia.
Em 1951 o Fluminense venceu a Taça Secretário da Viação de Obras Públicas da Bahia em cima do Bahia.
Em 1969 o Fluminense venceu a Taça Associación de La Prensa em cima do Bahia.
Mata-matas em competições da CBF
Em 1988 o Bahia eliminou o Fluminense nas semifinais do Campeonato Brasileiro.
Em 2007 o Fluminense eliminou o Bahia nas oitavas de final da Copa do Brasil.

Outras estatísticas[editar | editar código-fonte]

Cidades e estados

Foram disputadas 38 partidas na Bahia, 20 no Rio de Janeiro, 1 em Sergipe, 1 em São Paulo e 1 no Distrito Federal. A partida realizada no estado de São Paulo aconteceu em Barueri, com o mando do Bahia, assim como a de Aracaju (SE), enquanto a de Brasília (DF) teve o mando do Fluminense, um total de 40 jogos com o mando baiano e 21 com o mando carioca. Além das 3 cidades onde foram realizadas as partidas em outros estados, apenas as cidades do Rio de Janeiro e Salvador sediaram os jogos.[22][10]

Principais estádios

30 partidas foram realizadas na Fonte Nova e 13 no Maracanã, estádios que receberam a maioria dos confrontos. Na Fonte Nova o retrospecto é de 10 vitórias do Fluminense, 5 vitórias do Bahia e 15 empates, enquanto no Maracanã é de 9 vitórias do Fluminense, 1 vitória do Bahia e 3 empates.[10]

Campeonato Brasileiro

Pelo Campeonato Brasileiro Unificado foram 42 jogos, com 20 vitórias do Fluminense, 8 do Bahia e 14 empates, 53 gols a favor do Fluminense e 34 a favor do Bahia. A primeira partida entre os dois na competição nacional, ocorreu em 1968, válido pelo Torneio Roberto Gomes Pedrosa, vitória de 3 a 1 do Fluminense na Fonte Nova.[10]

Séries

A maior sequência de invencibilidade é do Fluminense, com treze partidas entre 6 de março de 1991 e 25 de abril de 1997, sendo seis vitórias e sete empates. A maior sequência de invencibilidade a favor do Bahia é de cinco partidas, com duas vitórias e três empates entre 25 de outubro de 2003 e 18 de setembro de 2011.[23]

Recordes[editar | editar código-fonte]

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

Pelo Campeonato Brasileiro, o maior artilheiro do Fluminense nesse confronto é o baiano Washington, com cinco gols marcados nos anos 1980, seguido por Ézio com três gols; já pelo Bahia, Gil Sergipano, Naldinho, Osni e Souza, marcaram 2 gols cada um. O maior artilheiro na História desse confronto, incluindo todos os jogos disputados, é Waldo, do Fluminense, com sete gols.[24]

Goleadas[editar | editar código-fonte]

Maior vitória do Fluminense
19 de julho de 2012 Rio de Janeiro Fluminense 4–0 Bahia Bahia Engenhão
21h00
Fred Gol marcado aos 49 minutos de jogo 49' Gol marcado aos 74 minutos de jogo 74'
Thiago Neves Gol marcado aos 66 minutos de jogo 66'
Wallace Oliveira Gol marcado aos 88 minutos de jogo 88'
Público: 7 413 (5 395 pagantes)
Renda: R$ 130 075,00
Árbitro: Rio Grande do SulRS Fabricio Neves Correa
Maior vitória do Bahia
4 de outubro de 1990 Rio de Janeiro Fluminense 1–4 Bahia Bahia Estádio de Laranjeiras

Alexandre Torres Gol marcado aos 40 minutos de jogo 40' Charles Gol marcado aos 25 minutos de jogo 25'
Gil Gol marcado aos 61 minutos de jogo 61'
Naldinho Gol marcado aos 79 minutos de jogo 79'
Luís Henrique Gol marcado aos 81 minutos de jogo 81'
Público: 2 690 pagantes
Renda: NCZ$ 809 700,00
Árbitro: São PauloSP Edmundo Lima Filho

Partida com mais gols[editar | editar código-fonte]

23 de agosto de 1997 Bahia Bahia 3–3 Fluminense Rio de Janeiro Fonte Nova

Guga Gol marcado aos 3 minutos de jogo 3'
Lima Sergipano Gol marcado aos 63 minutos de jogo 63'
Róbson Luís Gol marcado aos 65 minutos de jogo 65'
César Gol marcado aos 46 minutos de jogo 46'
Yan Gol marcado aos 56 minutos de jogo 56'
Paulinho McLaren Gol marcado aos 91 minutos de jogo 91'
Público: 16 133 pagantes
Renda: R$ 126 912,00
Árbitro: São PauloSP Flávio de Carvalho

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Apenas públicos pagantes, acima de 30.000, por falta de informações sobre o número de presentes nos jogos relacionados.[25]

  1. Bahia 2–1 Fluminense, Fonte Nova, 110.438, 12 de fevereiro de 1989, Campeonato Brasileiro.
  2. Bahia 2–2 Fluminense, Fonte Nova, 47.074, 25 de abril de 2007, Copa do Brasil.
  3. Bahia 0–0 Fluminense, Fonte Nova, 40.820, 6 de março de 1985, Campeonato Brasileiro.
  4. Bahia 1–2 Fluminense, Fonte Nova, 40.249, 8 de dezembro de 2013, Campeonato Brasileiro.
  5. Bahia 0–0 Fluminense, Fonte Nova, 36.670, 12 de setembro de 1976, Campeonato Brasileiro.
  6. Fluminense 1–0 Bahia, Maracanã, 36.433, 28 de novembro de 1976, Campeonato Brasileiro.
  7. Fluminense 0–0 Bahia, Maracanã, 34.421, 9 de fevereiro de 1989, Campeonato Brasileiro.
  8. Bahia 1–1 Fluminense, Fonte Nova, 33.940, 11 de março de 1984, Campeonato Brasileiro.
  9. Bahia 0–1 Fluminense, Fonte Nova, 33.237, 5 de setembro de 1973, Campeonato Brasileiro.
  10. Fluminense 2–1 Bahia, Maracanã, 31.184, 14 de abril 1985, Campeonato Brasileiro.
  11. Bahia 1–1 Fluminense, Fonte Nova, 30.662, 30 de setembro de 2001, Campeonato Brasileiro.
Por décadas
1971/1980: 3.
1981/1990: 5.
2001/2010: 2.
2011/2020: 1.
No Estádio do Pituaçu
  1. Bahia 0–2 Fluminense, 21.993, 10 de outubro de 2012, Campeonato Brasileiro.

Todos os confrontos[editar | editar código-fonte]

Lista de jogos[26]
Data Time mandante Placar Time visitante Competição Estádio Local
4 de março de 1945 Bahia 1–2 Fluminense Taça Esporte Clube Bahia e Taça Prefeito de Salvador Campo da Graça Salvador
24 de fevereiro de 1946 Bahia 0–3 Fluminense Jogo amistoso Campo da Graça Salvador
9 de fevereiro de 1947 Bahia 1–3 Fluminense Jogo amistoso Campo da Graça Salvador
1 de julho de 1951 Bahia 0–2 Fluminense Taça Secretário da Viação de Obras Públicas da Bahia Fonte Nova Salvador[27]
1 de abril de 1956 Bahia 2–1 Fluminense Jogo amistoso Campo da Graça Salvador
10 de maio de 1956 Bahia 2–3 Fluminense Jogo amistoso Campo da Graça Salvador
2 de fevereiro de 1958 Bahia 2–3 Fluminense Jogo amistoso Fonte Nova Salvador
7 de janeiro de 1959 Bahia 0–0 Fluminense Jogo amistoso Fonte Nova Salvador
9 de janeiro de 1959 Bahia 3–2 Fluminense Jogo amistoso Fonte Nova Salvador
3 de fevereiro de 1959 Bahia 1–4 Fluminense Jogo amistoso Fonte Nova Salvador
17 de maio de 1961 Fluminense 1–1 Bahia Jogo amistoso Laranjeiras Rio de Janeiro
13 de junho de 1965 Bahia 0–0 Fluminense Jogo amistoso Fonte Nova Salvador
23 de outubro de 1968 Bahia 1–3 Fluminense Torneio Roberto Gomes Pedrosa Fonte Nova Salvador
24 de agosto de 1969 Bahia 1–1 Fluminense Taça Associación de La Prensa Fonte Nova Salvador
10 de setembro de 1969 Bahia 1–3 Fluminense Torneio Roberto Gomes Pedrosa Fonte Nova Salvador
14 de outubro de 1970 Bahia 1–0 Fluminense Torneio Roberto Gomes Pedrosa Batistão Aracaju
31 de outubro de 1971 Bahia 0–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Fonte Nova Salvador
5 de dezembro de 1971 Bahia 0–1 Fluminense Torneio José Macedo Aguiar Fonte Nova Salvador
26 de outubro de 1972 Bahia 1–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Fonte Nova Salvador
5 de setembro de 1973 Bahia 0–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Fonte Nova Salvador
25 de maio de 1974 Bahia 1–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Fonte Nova Salvador
10 de março de 1976 Bahia 1–1 Fluminense Jogo amistoso Fonte Nova Salvador
12 de setembro de 1976 Bahia 0–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Fonte Nova Salvador
28 de novembro de 1976 Fluminense 1–0 Bahia Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
20 de novembro de 1977 Fluminense 1–0 Bahia Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
28 de maio de 1978 Bahia 1–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Fonte Nova Salvador
19 de outubro de 1983 Bahia 0–0 Fluminense Jogo amistoso Fonte Nova Salvador
11 de março de 1984 Bahia 1–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Fonte Nova Salvador
21 de março de 1984 Fluminense 3–1 Bahia Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
6 de março de 1985 Bahia 0–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Fonte Nova Salvador
14 de abril de 1985 Fluminense 2–1 Bahia Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
30 de janeiro de 1986 Bahia 1–0 Fluminense Jogo amistoso Fonte Nova Salvador
12 de outubro de 1987 Fluminense 0–1 Bahia Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
10 de setembro de 1988 Fluminense 3–0 Bahia Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
9 de fevereiro de 1989 Fluminense 0–0 Bahia Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
12 de fevereiro de 1989 Bahia 2–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Fonte Nova Salvador
6 de setembro de 1989 Bahia 1–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Fonte Nova Salvador
4 de outubro de 1990 Fluminense 1–4 Bahia Campeonato Brasileiro Laranjeiras Rio de Janeiro
6 de março de 1991 Fluminense 2–0 Bahia Campeonato Brasileiro Laranjeiras Rio de Janeiro
8 de março de 1992 Fluminense 2–1 Bahia Campeonato Brasileiro Laranjeiras Rio de Janeiro
2 de novembro de 1994 Bahia 1–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Fonte Nova Salvador
24 de agosto de 1995 Bahia 0–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Pituaçu Salvador
9 de outubro de 1996 Fluminense 1–1 Bahia Campeonato Brasileiro Laranjeiras Rio de Janeiro
23 de agosto de 1997 Bahia 3–3 Fluminense Campeonato Brasileiro Fonte Nova Salvador
29 de julho de 2000 Fluminense 2–0 Bahia Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
30 de setembro de 2001 Bahia 1–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Fonte Nova Salvador
20 de outubro de 2002 Fluminense 1–0 Bahia Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
6 de julho de 2003 Fluminense 1–0 Bahia Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
25 de outubro de 2003 Bahia 2–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Fonte Nova Salvador
19 de abril de 2007 Fluminense 1–1 Bahia Copa do Brasil Maracanã Rio de Janeiro
25 de abril de 2007 Bahia 2–2 Fluminense Copa do Brasil Fonte Nova Salvador
18 de junho de 2011 Fluminense 0–1 Bahia Campeonato Brasileiro Engenhão Rio de Janeiro
18 de setembro de 2011 Bahia 3–0 Fluminense Campeonato Brasileiro Pituaçu Salvador
19 de julho de 2012 Fluminense 4–0 Bahia Campeonato Brasileiro Engenhão Rio de Janeiro
10 de outubro de 2012 Bahia 0–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Pituaçu Salvador
7 de setembro de 2013 Fluminense 1–0 Bahia Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro
8 de dezembro de 2013 Bahia 1–2 Fluminense Campeonato Brasileiro Fonte Nova Salvador
24 de maio de 2014 Bahia 0–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Arena Barueri Barueri
4 de outubro de 2014 Fluminense 1–1 Bahia Campeonato Brasileiro Mané Garrincha Brasília
9 de julho de 2017 Bahia 1–1 Fluminense Campeonato Brasileiro Fonte Nova Salvador
29 de outubro de 2017 Fluminense 1–1 Bahia Campeonato Brasileiro Maracanã Rio de Janeiro

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Jornal O GLOBO, Equipe da Redação (23 de fevereiro de 2011). «Clube dos 13 foi fundado em 1987 para negociar direitos de transmissão e organizar o Brasileiro (sobre os grandes clubes do Brasil que fundaram o Clube dos Treze)». Jornal O Globo. Consultado em 5 de junho de 2017 
  2. FUTPÉDIA. «Fluminense x Bahia - História do Confronto». Futpédia.com. Consultado em 25 de janeiro de 2014 
  3. Agência Placar (24 de abril de 2007). «Fluminense não perde para o Bahia desde 1990». O Globo 
  4. RODRIGUES, Diego e MACIEL DE SÁ, Edgard (16 de novembro de 2012). «Campeão brasileiro, Fluminense fica em primeiro no novo ranking nacional». Globo Esporte. Consultado em 3 de junho de 2017 
  5. GLOBOESPORTE, Equipe do site (30 de setembro de 2013). «'Campeões do Brasil' conta história dos dois títulos brasileiros do Bahia». Globo Esporte. Consultado em 3 de junho de 2017 
  6. Site oficial do ESPORTE CLUBE BAHIA - O começo, página disponível em 25 de maio de 2017.
  7. Site oficial do FLUMINENSE FOOTBALL CLUB - 1923 - A primeira vez no Nordeste, página disponível em 25 de maio de 2017.
  8. LIMA, Ricardo de Freitas. «Estatísticas Fluminense >> Jogos >> Abril de 1923». Fluzão.info. Consultado em 25 de maio de 2017 
  9. RSSSF Brasil - Principais títulos do Fluminense, página editada em 27 de outubro de 2013 e disponível em 6 de janeiro de 2016.
  10. a b c d e f LIMA, Ricardo de Freitas. «Estatísticas Fluminense >> Especiais >> Adversários >> Todos os jogos contra Adversário >> Nacionais >> Bahia». Fluzão.info. Consultado em 28 de abril de 2017 
  11. Site Paixão Canarinha - A demolição do Estádio das Laranjeiras, página disponível em 3 de junho de 2017.
  12. RSSSF - Brasil - Torneio José Macedo de Aguiar (Quadrangular de Salvador) 1971, página editada em 14 de novembro de 2011 e disponível em 20 de novembro de 2015.
  13. RSSSF Brasil - Maiores públicos do futebol do Nordeste, página editada em 20 de outubro de 2015 e disponível em 25 de abril de 2017.
  14. Estádio Octávio Mangabeira, página disponível em 6 de novembro de 2015.
  15. RSSSF Brasil - Maiores públicos de futebol no Brasil, página editada em 21 de abril de 2015 e disponível em 5 de novembro de 2015.
  16. BARBOSA DA SILVA, Sidney - Site Campeões do Futebol, página editada em 13 de fevereiro de 2007 e disponível em 5 de novembro de 2015.
  17. «Ex-ídolo de Bahia e Fluminense, Bobô é tema do Baú do Esporte». Globo Esporte BA. 10 de outubro de 2012 
  18. Marcelo Rozenberg. «Léo Briglia, Ex-atacante do Bahia e Fluminense». Terceiro Tempo, Que fim levou. 
  19. Livro Década de Ouro - A história do heptacampeonato do Bahia, por Elton Serra (2014).
  20. Site oficial do ESPORTE CLUBE BAHIA - Técnicos, página disponível em 3 de julho de 2017.
  21. TADEU, Ademir, Site No Ângulo - Zezé Moreira, o "mestre dos mestres", página editada em 23 de março de 2016 e disponível em 3 de julho de 2017.
  22. AGÊNCIA ESTADO (12 de maio de 2014). «Copa muda jogos e Bahia x Fluminense será em Barueri.». O Tempo 
  23. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Sequências - Sequências contra adversário - Bahia». Fluzão.info. Consultado em 3 de junho de 2017 
  24. LIMA, Ricardo de Freitas. «Estatísticas Fluminense >> Especiais >> Adversários >> Maior artilheiro contra adversário >> Nacionais >> Bahia». Consultado em 24 de abril de 2017 
  25. LIMA, Ricardo de Freitas. «Estatísticas Fluminense >> Especiais >> Adversários >> Maiores Públicos contra Adversário >> Nacionais >> Bahia». Fluzão.info. Consultado em 24 de abril de 2017 
  26. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Adversários - Todos os jogos contra adversário - Bahia». Fluzão.info. Consultado em 24 de março de 2017 
  27. Diário da Noite de 2 de julho de 1951, página 14, edição eletrônica 05106.